rugby

Recentemente,o IRB (International Rugby Board, órgão máximo do rugby mundial) relançou seu site de coaching (orientação) com a parceria do banco HSBC em três idiomas inglês, espanhol e chinês.

O antigo era uma parceria de um site que promove sessões de treino (sportplan).

O novo segue o padrão do Rugby Ready, strength and conditioning e physical conditioning, bem limpo e de fácíl leitura, com imagens de alta resolução e vídeos de extrema qualidade gráfica, um trabalho que rapidamente observa-se que buscaram diversos conteúdos de boa qualidade de imagem, tornando o site muito bonito.

Qualquer um que se inscreva irá ver apresentação em texto de Mark Harrington, professor de educação física que coordena toda a parte de treinamento da IRB e seus associados, também provável mentor do site.

O site tem 5 links importantes;

 1.Treinador que se dividem em:

 

  • Pontoschave e jogos. Trata de fundamentos técnicos, é aquilo que a IRB se preocupa em ensinar que são as posições corporais para que o fundamento siga o padrão considerado ideal por eles. Com diversos vídeos de treinadores e de jogos oficias tratando do assunto, em que se esteja estudando e ainda demonstrações de atividades e mini jogos. Indo de passar a bola a formações fixas.

O conceito dos pontos chaves é de execução do gesto motor técnico.

Primeiro porque ele não trabalha na visão do ato motor, ou seja, tudo aquilo que abrange a execução técnica como cognição tática e sensações do jogador. Ele apenas se preocupa com a coordenação motora considerada ideal por alguém que jogou e fez certo em tal momento, segundo que ele não diferencia idade cronológica e menos ainda biológica dos jogadores. Sendo alguns itens dos pontos chaves muitas vezes utéis outras nem tanto. Rugby é um jogo caótico em que não se pode prevenir ações e nem robotizá-las.

Mas, qualquer professor de educação física consegue fazer os devidos ajustes e adequar o material para seus alunos, tomando os devidos cuidados.

 

  • Seis fases do jogo; Momentos em que a IRB acredita que jovens jogadores devem passar para aprender a jogar, sendo que todas não necessariamente não são aprendidas em uma aula, ou em um mês. Sendo o progresso avaliado pelo professor, que determina quando cada fase está terminada.

Aqui se encontram dicas para treinos realmente boas que valem a pena serem lidas com atenção. O antigo site já oferecia esse conhecimento.

 

  • Dicas para treinadores; aqui trata de ensinar a pedagogia do professor, como e onde falar, como montar a lista de checagem, sendo interessante para adquirir novos conhecimentos e comparar com aquilo que o professor já possui.Porém, cada um deve preservar aquilo que acredita ser a melhor forma de se trabalhar com os jovens, mas reciclar conceitos faz do treinador um homem e profissional sempre atualizado e às vezes melhor.

 

  • Estilos de treinador; Continua na visão da didática do treinador, porém aqui comenta-se sobre as diferentes formas de comportamento de um treinador, como aquele mais militar e aquele que procura oferecer desafios aos alunos instigando o conhecimento a partir de situações problemas dos treinos.Aqui falta um pouco de aprofudamento, e melhores exemplos.

 

  • Coaching education;trata dos cursos de coaching e de seus materias já disponiveis no site oficial da IRB.

 

  • Planejamento de sessões; Aborda o planejamento das sessões de treino, com boa, pórem curta, qualidade de informações.É uma grande falha do site. Infelizmente não trata de montar sessões a longo prazo, o que realmente faria diferença para os não profissionais de educação física que se arriscam a dar treinose fazem uma leitura primordial do site, diminuindo o risco de erro, dentro de um certo limite. A melhor parte fica por conta da variação de intensidade das atividades e seus exemplos, curto mas realmente imprescindível.


 2.Jogadores este link se divide em:

  • Habildades e jogos; Vídeos que mostram as habilidades de jogadores jovens e profissionais, com textos informativos ao lado de vídeo sobre o movimento.Novamente, segue o padrão de pontos-chave para executar tal movimento técnico, sem considerar inúmeros fatores e variáveis do jogo, limitando o praticante a se igualar aos jogadores de alto nível do vídeo.

 

  • Préparticipação; Orientação de seguranças e de aquecimento para jogadores e treinadores.

 

  • Estilo de vida: abre um link externo para a página IRB strength and conditioning. Poderia tratar da conduta extra e fora de campo de jogadores e treinadores, não apenas abrir para outro site IRB. Porém, no Ready existe uma página que aborda isso.

 

  • Condicionamento físico; outra parte que abre para o link anterior, porém agora faz sentido abrir direto para o site, sendo que o mesmo trata muito bem resumido sobre condicionamento físico

 

3. Sevens divide em:

 

  • Habilidades e jogos, vídeos e pontos chaves específicos para o sevens.

 

  • Introdução Sevens, breves textos comentados sobre cursos de coaching para sevens e um PDF de estatísticas.Com sinceridade, acho que isso não era para estar aqui, sendo um PDF ótimo, mas deslocado, abrindo uma porta que poderia ter um link dentro do site só para estatíticas.
  • Leis: link com as leis, o Rugby Laws.

A parte Sevens foi aparentemente feita sem muita inspiração por parte dos criadores, sendo a primeira parte a única com algo rentável.

 

  1. 4.Fórum. Talvez a parte do site mais intrigante e inovadora um site para debates técnicos de rugby coordenado pela IRB! Excelente, no entanto apenas 6 pastas abertas,de um total de 17 respostas. Na verdade, este fórum ja existia.

5. Criar e compartilhar, abre uma nova aba para um site colaborador da IRB, Rugby Coaching Drills, de modelo similar ao da IRB, em questão de ordem e material, entretanto nele você monta e compartilha atividades com os outros inscritos no site. Com textos muito mais técnicos e especializados, vale muito a pena mergulhar no site! Muito bom mesmo. Tendo um custo barato mensal para ter acesso total ao site.

 

Sinto muita falta de referências destes sites, se alguém quiser se aprofundar em por exemplo estilo do treinador, terá que pesquisar fora, sendo que o mesmo deveria oferecer as referências.

 

De maneira geral, a IRB está sempre promovendo uma boa divulgação básica do seu esporte. Confira o site, faça suas próprias críticas, atualize seus pensamentos, mas não vire um copiador do You Tube, ou do IRB.Não é porque você assiste a um video dos All Blacks que seu time tem que fazer igual. Saiba quanto tempo dura aquela atividade, qual seu próposito no jogo. Em que fase do treinamento serve? Que tipo de sistema energético? Qual capacidades e habilidades são trabalhadas? Quando deve ser repetida? Para que idade maturacional e cronólogica? E o desenvolvimento multilateral? E mais tantas questões que ovídeo ou o site não vão lhe dar a resposta.Estude, mas não copie. Contrate pessoas habilidades para isso!

Ter profissionais dirigindo sua equipe é o que realmente faz a diferença. Ter alguém te assessorando e coordenando com qualidade uma equipe técnica integrada, fazendo um trabalho transdisciplinar.

Agradeço a IRB e tantos sites, que oferecem imagens e conceitos para aumentar a minha criticidade e conhecimento, espero que os leitores possam fazer o mesmo, com o devido cuidado.


Escrito por: Flávio Mazzeu

Comentários