Foto: ©INPHO/Dan Sheridan

Em ritmo de rugby internacional, o blog Rugby e o Mundo nos enviou uma bela matéria de #culturaderugby, tratando das relações entre irlandeses e ingleses. Confira já!

______

Na primeira rodada do Six Nations, o presidente irlandês Michael D. Higgins foi ao Aviva Stadium para cumprimentar os jogadores ingleses e irlandeses. Isso seria um gesto impensável há 30 anos atrás mesmo com a tradição do British and Irish Lions em suas séries de jogos contra os All Blacks neozelandeses. Mas porque tal atitude é carregada de lembranças históricas?

Em 1916, a Irlanda declara a independência do império britânico. Mas isso ocorre em meio a primeira guerra mundial. O então premiê britânico David Lloyd George pede para que o exército reprima a insurreição irlandesa. O lema irlandês de não servir ao rei ou Kaiser captura o espírito de uma nação católica cansada do comando anglicano de Londres.

- Continua depois da publicidade -

Já com a independência reconhecida. A ilha irlandesa sofre um novo abalo com o envio de tropas britânicas para o seis condados de maioria protestante (26 condados da maioria católica formam a Irlanda como foi acordado em um acordo de paz de 1922 entre irlandeses e britânicos) que formam a Irlanda do Norte em 1968 para conter uma onda de protestos de católicos norte-irlandeses estavam revoltados com a falta de atenção de Londres as demandas por melhores serviços de saúde e moradia. Além da criação de empregos e não serem tratados como cidadãos de segunda classe.

Entre 1972 a 2002, o IRA entrou em ação com prática de atentados e assassinatos. Muitos unionistas norte-irlandeses acusavam o governo irlandês por ser o mentor dos ataques mesmo com os pedidos de Dublin de uma solução política para o conflito militar. Só que havia resistências em Londres como era previsto pela primeira-ministra Margaret Thatcher após o atentado contra a premiê no hotel que sediava a conferência anual do partido conservador na cidade de Brighton em 1984 matando 5 pessoas.

Tanto premiês britânicos como John Major e Tony Blair junto com o Taioseachs irlandeses como Bertie Archie iniciaram negociações de paz afim de desarmar as tensões entre os países. Em 1998, Archie e Blair chegaram a um acordo chamado o acordo da sexta-feira santa que foi aprovado em referendo pelos norte-irlandeses e assim inicio o processo de desmantelamento do IRA entre 1998 a 2001.

No campo esportivo, sempre havia preocupações sobre a recepção entre irlandeses e ingleses. Mas isso foi dissipado com British and Irish Lions junto com o Six Nations. O gesto de D. Higgins de ir cumprimentar os jogadores mostra que existe paz nas Ilhas Britânicas.