Alemanha campeã. Foto: World Rugby

ARTIGO COM VÍDEO – Neste fim de semana, Viña del Mar, no Chile, recebeu a primeira etapa do World Rugby Sevens Challenger Series, o circuito mundial da segunda divisão masculina. A Alemanha emergiu como a grande campeão, provando o excelente momento do rugby sevens do país, atual campeão do Grand Prix europeu (ao contrário do XV alemão, que foi rebaixado para o “Six Nations C”).

As quartas de final principais da competição não produziram zebras. Os favoritos Japão e Alemanha atropelaram na largada de domingo Zimbábue, Papua Nova Guiné, como esperado, enquanto o Chile produziu um jogo de gala contra Tonga, vencendo por impressionantes 28 z 07. Apenas Hong Kong sofreu para bater a boa equipe de Uganda no detalhe, 10 x 07.

Na primeira semifinal, a Alemanha venceu o Japão em um jogaço de 12 x 05, com Lichtenberg cravando os dois preciosos tries da vitória. No papel, o Japão (que estava na primeira divisão no ano passado) era favorito, mas a defesa germânica foi monumental. Já o Chile acabou superado por Hong Kong por 17 x 14, desapontando a eufórica torcida. Os Cóndores abriram 14 x 00 com 2 tries de De Vidts no primeiro tempo, mas Hong Kong se recompôs e produziu grande virada, com tries de Yiu Kam Shing, Morrison e Boucaut. 

Na grande final, os alemães souberam garantir a posse de bola nos momentos cruciais e triunfaram com uma defesa impenetrável. 10 x 00, com tries decisivos de Himmer e Lichtenberg, o nome do torneio pela Alemanha.

- Continua depois da publicidade -

O Brasil fechou o torneio no último lugar.

A próxima etapa será nos dias 22 e 23 deste mês, em Montevidéu, no Uruguai. Os 8 melhores das duas primeiras etapas somadas se classificarão para jogarem a etapa final em Hong Kong (adiada de abril para outubro, por conta do coronavírus). O campeão da etapa de Hong Kong será promovido à primeira divisão mundial.

O árbitro brasileiro Cauã Ricardo esteve no grupo de arbitragem do torneio.

World Rugby Sevens Challenger Series – 2a divisão mundial masculina de sevens – 1a etapa – em Viña del Mar, Chile

Tupis: Adrio de Melo (Pasteur), Ariel Rodrigues (Poli), Bryan Alves (Pasteur), David Páscoa (Jacareí), Douglas Rauth (Curitiba), Gabriel Quirino (São José), Laurent Bourda-Couhet (Band Saracens), Matheus Cláudio (Jacareí), Rafael dos Santos (São José), Robert Tenório (Poli), Stefano Giantorno (São José), Vincent Quirino (São José);

 

*Horários de Brasília

Sábado, dia 15 de fevereiro

11h03 – Uganda 24 x 14 Itália

11h25 – Alemanha 48 x 00 Paraguai

11h47 – Jamaica 10 x 12 Papua Nova Guiné

12h09 – Hong Kong 26 x 00 Colômbia

12h31 – Tonga 26 x 12 Portugal

12h53 – Japão 17 x 12 Uruguai

13h15 – Zimbábue 21 x 14 Brasil

13h37 – Chile 45 x 00 México

 

14h09 – Uganda 47 x 00 Paraguai

14h31 – Alemanha 24 x 17 Itália

14h53 – Jamaica 26 x 05 Colômbia

15h15 – Hong Kong 36 x 00 Papua Nova Guiné

15h37 – Tonga 10 x 00 Uruguai

15h59 – Japão 40 x 00 Portugal

16h21 – Zimbábue 24 x 15 México

16h43 – Chile 43 x 07 Brasil

 

17h25 – Itália 45 x 15 Paraguai

17h47 – Alemanha 19 x 12 Uganda

18h09 – Papua Nova Guiné 22 x 17 Colômbia

18h31 – Hong Kong 14 x 07 Jamaica

19h08 – Portugal 07 x 39 Uruguai

19h35 – Japão 33 x 07 Tonga

20h02 – Brasil 10 x 19 México

20h30 – Chile 24 x 19 Zimbábue

 

Grupo A: 1 Japão, 2 Tonga, 3 Uruguai, 4 Portugal

Grupo B: 1 Hong Kong, 2 Papua Nova Guiné, 3 Jamaica, 4 Colômbia

Grupo C: 1 Alemanha, 2 Uganda, 3 Itália, 4 Paraguai

Grupo D: 1 Chile, 2 Zimbábue, 3 México, 4 Brasil

 

Domingo, dia 16 de fevereiro

12h33 – Quartas de final 9º lugar – Uruguai 19 x 05 Brasil

12h56 – Quartas de final 9º lugar – Itália 47 x 19 Colômbia

13h19 – Quartas de final 9º lugar – México 10 x 30 Portugal

13h42 – Quartas de final 9º lugar – Jamaica 33 x 17 Paraguai

14h15 – Quartas de final 1º lugar – Japão 33 x 00 Zimbábue

14h38 – Quartas de final 1º lugar – Alemanha 29 x 00 Papua Nova Guiné

15h01 – Quartas de final 1º lugar – Chile 28 x 07 Tonga

15h24 – Quartas de final 1º lugar – Hong Kong 10 x 07 Uganda

15h57 – Semifinal pelo 13º lugar – Brasil 19 x 22 Colômbia

16h20 – Semifinal pelo 13º lugar – México 14 x 19 Paraguai

16h43 – Semifinal pelo 9º lugar – Uruguai 29 x 00 Itália

17h06 – Semifinal pelo 9º lugar – Portugal 19 x 22 Jamaica

17h39 – Semifinal pelo 5º lugar – Zimbábue 26 x 19 Papua Nova Guiné

18h02 – Semifinal pelo 5º lugar – Tonga 19 x 14 Uganda

18h25 – Semifinal pelo 1º lugar – Japão 05 x 12 Alemanha

18h48 – Semifinal pelo 1º lugar – Chile 14 x 17 Hong Kong

19h11 – Decisão de 13º lugar – Colômbia 17 x 14 Paraguai

20h03 – Decisão de 9º lugar – Uruguai 33 x 00 Jamaica

20h28 – Decisão de 5º lugar – Zimbábue 14 x 19 Tonga

20h54 – Decisão de 3º lugar – Japão 31 x 14 Chile

21h23 – FINAL – Alemanha 10 x 00 Hong Kong

 

 SeleçãoPontuação totalEtapa 1 (Viña)Etapa 2 (Punta)Etapa 3 (Hong Kong)
Japão391722
Hong Kong361917
Alemanha352213
Chile301515
Uruguai27819
Tonga241311
Zimbábue19127
Uganda19118
Itália18612
Papua Nova Guiné16106
Jamaica17710
Portugal954
Brasil422
Campeão por etapa
- 8 primeiros colocados se classificarão ao torneio final em Hong Kong;

Obs: tabela com somente as 13 equipes fixas. Colômbia, Paraguai e México jogam como convidados e não poderão se classificar para o torneio de Hong Kong;