Créditos: Pixabay

A Nova Zelândia confirmou, no início de maio, a agenda de preparação para o Mundial. A atual bicampeã vai usar as semanas em que estará na Espanha para treinar. A ideia é realizar alguns treinos durante a All Blacks Clinic nas cidades de Sevilha e Granada, na região de Andaluzia. Os treinadores e jogadores esperam fazer uma boa preparação e chegar em setembro, no Japão, prontos para a disputa do terceiro título consecutivo.

Esse período de testes com futuros jogadores já está se transformando em uma tradição para os neozelandeses. O evento costuma acontecer sempre no verão europeu, e é a segunda vez que a comissão técnica escolhe a Espanha como local de treinamento para promessas do Rugby. Em junho e julho do ano passado, por exemplo, os All Blacks estiveram realizando treinos em Madri. Dessa vez, por conta da proximidade com a Copa do Mundo, a visita ganhou uma importância ainda maior e a presença dos jogadores da seleção.

Atual dona do título, a Nova Zelândia sonha em conquistar a Webb Ellis Cup mais uma vez. Uma tarefa que pode ser complicada, mas que está a altura do talento do treinador Steve Hansen. No cargo desde 2012, o veterano deve chegar na disputa da Copa do Mundo com um aproveitamento de 88,4% dentro de campo. São mais de 80 vitórias da equipe mais tradicional do Rugby. A expectativa dos torcedores é por mais um triunfo no Japão.

- Continua depois da publicidade -

A chegada dos All Blacks na Espanha acontece no dia 23 de junho, em Granada. A equipe fica até o dia 28 e depois libera os jogadores para descanso. Já em julho, entre os dias 14 e 19, eles voltam a treinar, mas dessa vez em Sevilha. De lá, a Nova Zelândia deve ir direto para Johannesburgo, na África do Sul, para a disputa do Investec Rugby Championship. A equipe deve usar o torneio, que termina em agosto, como preparação final para a Copa do Mundo.

Adversários no caminho

Mesmo com um amplo favoritismo, os All Blacks ainda possuem adversários que podem incomodar. As casas de apostas mostram que a Inglaterra tem algum potencial para complicar a vida dos atuais bicampeões da Copa do Mundo. No dia 5 de junho, os ingleses apareciam com 15,4% de chance de título. Eles ficam atrás apenas dos neozelandeses, que possuem 45,5% de probabilidade. Ou seja, é possível já imaginar uma final com clássico.

Sorteada no Grupo C, a Inglaterra não deve ter dificuldades no grupo com França, Argentina, Estados Unidos e Tonga. A equipe é mais que favorita a passar da primeira fase com 100% de aproveitamento. Já a Nova Zelândia, que está no Grupo B, deve tomar cuidado com a África do Sul, que tem montado bons times. Os All Blacks ainda enfrentam a Itália, a Namíbia e o Canadá nos primeiros jogos.

A Copa do Mundo, que vai acontecer no Japão, começa no dia 20 de setembro. A abertura será em Tóquio, com o confronto dos anfitriões contra a Rússia. A decisão está marcada para acontecer no dia 2 de novembro, no estádio de Yokohama. Será a primeira vez que o principal torneio de seleções de Rugby acontece em um país asiático. Um feito que vai marcar o torneio para sempre.