Foto: UAR

ARTIGO COM VÍDEOS – O Americas Rugby Championship tem líder absoluto: a Argentina XV, que atropelou os Estados Unidos no jogo dos times mais badalados da competição. Jamais antes no ARC a Argentina XV havia vencido os EUA, campeões de 2017 e 2018, e o tabu foi quebrado com estilo, com os norte-americanos sucumbido no calor seco de Cipoletti, na Patagônia (11% de umidade), onde os argentinos se impuseram por 45 x 14, garantindo o 100% após duas rodadas.

Os argentinos começaram a partida imprimindo um ritmo que os Eagles não suportaram, sofrendo com as condições climáticas. Logo no primeiro ataque o ponta Dominguez mostrou que é um dos grandes nomes do novo time do técnico Ignacio Fernández Lobbe e quebrou os tackles na ponta para servir o fullback Santiago Carreras, que marcou o primeiro try.

O domínio seguiu contra um desnorteado time norte-americano, que sofreu o segundo try aos 7′, com os argentinos subindo em um lateral seguro que criou uma avenida na defesa visitantes. Favre cravou o try, abrindo 14 x 00.

Os EUA demoraram a entrar no jogo, mostrando força apenas no scrum. As ações se equilibraram, mas aos 28′ os donos da casa deram um golpe fatal, com o hooker Baldunciel acelerando sobre o buraco na defesa norte-americana. 21 x 00, que levaram os visitantes ao desequilíbrio. Aos 30′, o centro Paul Lasike pisou na nuca de jogador argentino e recebeu o cartão vermelho, o que liquidou com as chances estadunidenses.


O segundo tempo começou com mais velocidade argentina, com Carreras correndo para seu segundo try na partida, abrindo 26 x 00 contra um EUA ainda desnorteado após os reveses do primeiro tempo. A porta se abriu e quem fez o quinto try foi Ezcurra, ao passo que Dominguez correu pouco depois para o sexto try.


Com 40 x 00, o ritmo diminuiu dos argentinos, mas foi a Argentina XV que de novo somou com try aos 72′ de Bávaro, em linda jogada do hooker Zapata, atropelando. Na sequência, um cartão amarelo para cada lado e, finalmente, com mais espaço, os EUA puderam somar pontos. Primeiro, com um penal try por uma mão argentina que impediu try americano. E, depois, o hooker Fawsitt correu na ponta para o segundo try das Águias, fechando o jogo em Argentina XV 45 x 14 EUA.



No próximo fim de semana não haverá rodada. Os EUA receberão no dia 23 o Brasil, ao passo que a Argentina XV receberá o Uruguai.

 

45versus copiar14

- Continua depois da publicidade -

Argentina XV 45 x 14 Estados Unidos, em Cipoletti

Árbitro: Francisco González (Uruguai);

Argentina XV

Tries: Carreras (2), Favre, Baldunciel, Ezcurra, Domínguez e Bávaro

Conversões: Elías (5)

15 Santiago Carreras, 14 Matías Osadczuk, 13 Agustín Segura, 12 Lucas Mensa, 11 Julián Domínguez, 10 Martín Elías, 9 Felipe Ezcurra, 8 Nicolás Sbrocco, 7 Lautaro Bávaro (c), 6 Francisco Gorrissen, 5 Franco Molina, 4 Jerónimo Ureta, 3 Lucas Favre, 2 Gaspar Baldunciel, 1 Nicolás Solveyra;

Suplentes: 16 Axel Zapata, 17 Santiago García Botta, 18 Marco Ciccioli, 19 Santiago Portillo, 20 Benito Ortíz de Rosas, 21 Gregorio del Prete, 22 Teo Castiglioni, 23 Facundo Cordero;

Estados Unidos

Tries: Penal try e Fawsitt

Conversões: MacGinty (1)

15 Will Magie, 14 Gannon Moore, 13 Bryce Campbell, 12 Paul Lasike, 11 Marcel Brache (c), 10 AJ MacGinty, 9 Shaun Davies, 8 Cam Dolan, 7 Hanco Germishuys, 6 John Quill, 5 Nick Civetta, 4 Greg Peterson, 3 Dino Waldren, 2 Joe Taufete’e, 1 Titi Lamositele;

Suplentes: 16 Dylan Fawsitt, 17 Chance Wenglewski, 18 Paul Mullen, 19 Nate Brakeley, 20 Tevita Tameilau, 21 Ruben de Haas, 22 Tadhg Leader, 23 Dylan Audsley;

 

 EquipeApelidoPJVED4+-7PPPCSP
ArgentinaArgentina XV9220010991782
UruguaiTeros8220000402218
Estados UnidosEagles5210110855332
BrasilTupis42101002162-41
CanadáCanucks12002012738-11
ChileCóndores02002001391-78
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;