Foto: World Rugby

ARTIGO COM VÍDEOS – O Americas Rugby Championship 2019 começou com derrota para a Seleção Brasileira, com os Tupis indo a Neuquén, na Patagônia argentina, e caindo por 54 x 03 diante da Argentina XV, a seleção de desenvolvimento da Argentina, que foi totalmente remodelada para 2019.

O jogo começou favorável aos argentinos logo no começo, com o scrum-half Ezcurra dando o cartão de visitas aos 5′ com try em interceptação de passe brasileiro.
Os Tupis até tiveram bom volume de jogo no começo do duelo e o scrum brasileiro funcionou bastante, com a primeira linha de Abud, Endy e Jardel levando trabalho aos argentinos. Os argentinos voltaram a cruzaram o ingoal com Ureta depois de lateral, mas aos 13′, Josh não desperdiçou chance de penal para o Brasil e o placar caiu a 14 x 03.
A defesa de mauls segue sendo uma deficiência brasileira e a Argentina logo capitalizou com try finalizado por Baldunciel. E o placar começou definitivamente a se desgarrar.

Sintoma disso foi o scrum brasileiro, que vinha bem, sendo demolido aos 30′. E aos 34′ Mensa cravou o quarto try argentino, assegurando rapidamente o bônus.

Com desvantagem de 26 x 03, o Brasil foi ao intervalo sonhando com o enredo do Sul-Americano de 2018. E os Tupis tiveram chance de ouro logo no reinício, com Felipe Sancery desferindo offload para Moisés, que entregou para aquele que seria o try de Daniel Sancery. Mas a bola inexplicavelmente escapou do fullback brasileiro.

Rodolfo Ambrosio começou a mexer no time com trocas para revigorar o escrete brasileiro, mas os argentinos eram dominante e Mensa logo tratou de marcou mais um try, na velocidade. A porta, com isso, se abriu, e o impressionante ponta demolidor Julián Dominguez cravou mais um try aos 59′.

Mensa poderia ter saído de Neuquén com hat-trick (3 tries), mas protagonizou uma pixotada, largando a bola dentro do in-goal. Inconsequente. Os argentinos seguiram com ritmo forte, aproveitando a juventude e ambição de seu elenco, e cravaram mais 2 tries, com Corvalán e Segura, para fecharem o placar em 54 x 03.

- Continua depois da publicidade -

Vitória categórica da Argentina XV, que agora pensa em seu jogo do próximo sábado contra os Estados Unidos, decisivo, na cidade vizinha de Cipoletti. Já o Brasil jogará em casa diante do Canadá, em São José dos Campos.

 

54versus copiar03

Argentina XV 54 x 03 Brasil, em Neuquén

Árbitro: Joaquín Montes (Uruguai)

Brasil

Penal: Josh (1)

15 Daniel Sancery, 14 Lucas “Zé” Tranquez, 13 Felipe Sancery (c), 12 Moisés Duque, 11 De Wet Van Niekerk, 10 Josh Reeves, 9 Lucas Duque, 8 Arthur Bergo, 7 Cleber “Gelado” Dias, 6 Michael “Ilha” Moraes, 5 Luiz “Monstro” Vieira, 4 Lucas “Bruxinho” Piero, 3 Jardel Vettorato, 2 Endy Willian Pinheiro, 1 Lucas Abud;

Suplentes: 16 Walter Shildberg, 17 Caique Silva, 18 Pedro Bengaló, 19 Gabriel Paganini, 20 André “Buda” Arruda, 21 Douglas Rauth, 22 Stefano Giantorno, 23 Robert Tenório;

Argentina

Tries: Mensa (2), Ezcurra, Ureta, Baldunciel, Dominguez, Corvalán e Segura

Conversões: Elías (5) e Roger (2)

15 Santiago Carreras, 14 Matías Osadczuk, 13 Agustín Segura, 12 Lucas Mensa, 11 Julián Dominguez, 10 Martín Elías, 9 Felipe Ezcurra, 8 Nicolás Sbrocco, 7 Lautaro Bavaro (c), 6 Francisco Gorrissen, 5 Franco Molina, 4 Jerónimo Ureta, 3 Lucas Favre, 2 Gaspar Baldunciel, 1 Nicolás Solveyra;

Suplentes: 16 Axel Zapata, 17 Javier Corvalán, 18 Martín Fernández Segurotti, 19 Santiago Portillo, 20 Benito Ortiz de Rosas, 21 Gregorio Del Prete, 22 Martín Roger, 23 Facundo Cordero;

 

 EquipeApelidoPJVED4+-7PPPCSP
ArgentinaArgentina XV2555005025860198
UruguaiTeros1854012012410222
Estados UnidosEagles1753024117313835
BrasilTupis952030164105-41
CanadáCanucks751041213110724
ChileCóndores150050153289-236
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;

1 COMENTÁRIO