Entre os anos 90 e 2000, o mangá “Vagabond” fez sucesso entre os fãs brasileiros dos quadrinhos japoneses. Tratava-se de uma adaptação do romance Musashi, de Eiji Yoshikawa, que conta a história do samurai Miyamoto Musashi (que viveu entre 1584 e 1645), um dos períodos mais turbulentos da história japonesa. Musashi foi autor do Livro dos Cinco Anéis, um tratado clássico sobre história militar.

E o que isso tudo tem a ver com rugby? A cidade de Kumamoto, uma das sedes da Copa do Mundo deste ano.

 

O castelo, os samurais e o vulcão

- Continua depois da publicidade -

Musashi viveu o final de sua vida em Kumamoto e lá escreveu o Livro dos Cinco Anéis. Na cidade, localiza-se um dos três maiores e mais importantes castelos do Japão, o Castelo de Kumamoto, construído em 1467 e era considerado inconquistável. Entre outros eventos, o castelo foi palco de uma das batalhas da Rebelião de Satsuma, a insurreição dos últimos samurais do Japão em 1877, contrários as mudanças vividas pelo Japão – agora industrial e com um exército nos moldes ocidentais – na época. A rebelião foi retratada no filme indicado ao Oscar “O Último Samurai” de 2003, com Tom Cruise.

A cidade está próxima do Monte Aso, o vulcão mais ativo do Japão, que tem a maior caldeira do mundo. A outra atração natural é o arquipélago de Amakusa, um conjunto de 120 ilhas de clima subtropical.

 

Rugby pequeno, mas handebol grande

Kumamoto é terceira cidade da ilha de Kyushu, atrás de Fukuoka e Kitakyushu, mas com muito menos fama no rugby que as duas. Kumamoto tem maior destaque na liga universitária de Kyushu com a equipe da Universidade de Kumamoto e no rugby de colégios, bastante difundido na ilha. O esporte de destaque da cidade é o handebol, sendo que em 1997 Kumamoto foi sede do Mundial de Handebol, naquele ano pela primeira vez na história jogado fora da Europa.