Foto: URU

Brasil em busca de mais um título! Nessa sexta e sábado, dias 8 e 9, a Seleção Brasileira Feminina irá a campo em busca de seu 17º título título sul-americano, fechando um ano atípico.

A Sudamérica Rugby criou em 2019 três torneios feminino, com todos tendo o peso de título sul-americano, o que significa que 2019 tem 3 campeões sul-americanos. O Brasil já venceu os dois primeiros, no Paraguai (abril) e no Peru (junho), e agora busca nova conquista no Uruguai, em torneio a ser disputado durante o Torneio Valentin Martinez, no Carrasco Polo, em Montevidéu. Todos os jogos serão exibidos ao vivo pelo YouTube oficial do Valentin Martinez.

O ano é ainda atípico porque o Brasil perdeu sua invencibilidade histórica na América do Sul, ao ter sido derrotado – na prorrogação – pela Colômbia nos Jogos Pan-Americanos. Porém, no Sul-Americano, a invencibilidade segue – e está mais arriscada do que nunca, pelo crescimento colombiano. O torneio poderá promover o reencontro das Yaras com as Tucanes, ganhando um peso extra.

Com 9 participantes, após a desistência da Venezuela, o torneio terá um sistema de disputas complexo:

- Continua depois da publicidade -
  • São 3 grupos com 3 seleções cada;
    • Os times que terminarem no 1º lugar de cada grupo e o melhor 2º colocado entre todos os grupos avançam ao Quadrangular da Taça Ouro;
  • No Quadrangular da Taça Ouro, os 4 melhores times se enfrentam em todos contra todos;
    • O 1º e o 2º colocados fazem a grande final;
    • O 3º e o 4º colocados jogam pelo 3º lugar;
  • Os outros 5 times jogam o Challenge, no sistema de todos contra todos, valendo as demais posições;

O torneio vale 2 vagas na 2ª divisão do Circuito Mundial, mas o Brasil já está disputando a 1ª divisão e, por isso, não compete pelas vagas. O melhor entre os demais times também se garante na etapa do Canadá (da 1ª divisão mundial) como seleção convidada.

Brasil, Colômbia e Argentina são, mais uma vez, favoritas em seus grupos, com as Yaras com amplo favoritismo para encararem Uruguai e Chile na primeira fase. O Brasil viajou com um elenco forte, a base do que vinha jogando, incluindo 4 atletas olímpicas: Izzy, Claudinha, Raquel e Luiza. Rafa, eleita a melhor de 2019 pelo COB, e a artilheira Biance também estão no grupo.

Por conta do bronze no Pan, a Colômbia aparece como a segunda força e vai ao Uruguai com força máxima, ao passo que a Argentina, em processo de renovação e com treinador novo (Tomás Bongiorno), recém assumido, corre por fora, pela conjuntura. O Peru, pelo crescimento recente, aparece como a quarta força.

Grupos
Grupo A: Brasil, Chile e Uruguai
Grupo B: Colômbia, Paraguai e Guatemala

Grupo C: Argentina, Peru e Costa Rica

 

Tabela

Sexta-feira, dia 08 de novembro

10h00 – Chile x Uruguai

10h22 – Paraguai x Guatemala

10h44 – Peru x Costa Rica

11h36 – Brasil x Uruguai

11h58 – Colômbia x Guatemala

12h20 – Argentina x Costa Rica

13h27 – Brasil x Chile

13h49 – Colômbia x Paraguai

14h11 – Argentina x Peru

15h18 – 2º Melhor 2º x 3º A – Challenge (Pentagonal pelo 5º lugar)

15h40 – 3º C x Pior 2º – Challenge (Pentagonal pelo 5º lugar)

16h02 – 1º A x Melhor 2º – Taça Ouro (Quadrangular)

16h24 – 1º B x 1º C – Taça Ouro (Quadrangular)

 

Sábado, dia 09 de novembro

09h30 – 3º C x 3º A – Challenge (Pentagonal pelo 5º lugar)

09h52 – 3º B x Pior 2º – Challenge (Pentagonal pelo 5º lugar)

10h44 – 1º A x 1º C – Taça Ouro (Quadrangular)

11h06 – 1º B x Melhor 2º – Taça Ouro (Quadrangular)

11h28 – Pior 2º x 3º B – Challenge (Pentagonal pelo 5º lugar)

11h50 – 2º Melhor 2º x 3º C – Challenge (Pentagonal pelo 5º lugar)

12h42 – 1º A x 1º B – Taça Ouro (Quadrangular)

13h04 – 1º C x Melhor 2º – Taça Ouro (Quadrangular)

13h26 – 3º B x 3º C – Challenge (Pentagonal pelo 5º lugar)

13h48 – Pior 2º x 3º A – Challenge (Pentagonal pelo 5º lugar)

15h40 – 2º melhor 2º x Pior 2º – Challenge (Pentagonal pelo 5º lugar)

16h02 – 3º x 3º A – Challenge (Pentagonal pelo 5º lugar)

16h24 – 3º lugar

16h46 – FINAL

 

Yaras

Mariana Nicolau / São José
Luiza Campos / Charrua
Rafaela Zenellato / Curitiba
Isadora “Izzy” Cerullo / Niterói
Raquel Kochhann / Charrua
Bianca Silva / Leoas
Thalia “Mulan” Costa / Delta
Isadora Lopes / Melina
Cláudia Teles / Niterói
Eshyllen Coimbra / Guanabara
Aline “Yu” Bednarski / SPAC
Franciele Barros / Melina

 

Histórico

AnoSedeCampeão Vice-campeão3º lugar4º lugar5º lugar6º lugar7º lugar8º lugar9º lugar 
2004Barquisimeto (Venezuela)BrasilVenezuelaColômbiaArgentinaUruguaiChileParaguaiPeru
2005São Paulo (Brasil)BrasilArgentinaVenezuelaColômbiaChileUruguaiParaguaiPeru
2007Viña del Mar (Chile)BrasilColômbiaVenezuelaArgentinaChileUruguaiPeru
2008Punta del Este (Uruguai)BrasilArgentinaVenezuelaUruguaiColômbiaChilePeruParaguai
2009São José dos Campos (Brasil)BrasilArgentinaVenezuelaUruguaiColômbiaChilePeruParaguai
2010Mar del Plata (Argentina)BrasilColômbiaUruguaiArgentinaChileVenezuelaParaguaiPeru
2011Bento Gonçalves (Brasil)BrasilArgentinaChileUruguaiColômbiaPeruVenezuelaParaguai
2012Rio de Janeiro (Brasil)BrasilColômbiaUruguaiArgentinaChileVenezuelaParaguaiPeru
2013Rio de Janeiro (Brasil)BrasilArgentinaUruguaiVenezuelaColômbiaChilePeruParaguai
2014Santiago (Chile)BrasilArgentinaUruguaiColômbiaChileParaguaiVenezuela
2015¹Santa Fé (Argentina)ColômbiaArgentinaVenezuelaUruguaiParaguaiChilePeruCosta Rica
2016Rio de Janeiro (Brasil)BrasilArgentinaColômbiaVenezuelaParaguaiChilePeruUruguai
2017Carlos Paz (Argentina)BrasilArgentinaColômbiaParaguaiVenezuelaChilePeruUruguai
2017-18Montevidéu (Uruguai)BrasilArgentinaPeruParaguaiUruguaiChileCosta Rica
2018Montevidéu (Uruguai)BrasilArgentinaColômbiaPeruChileParaguaiUruguaiCosta Rica
2019²Assunção (Paraguai)BrasilArgentinaChilePeruParaguaiUruguaiCosta RicaVenezuelaGuatemala
2019²Lima (Peru)BrasilColômbiaArgentinaPeruParaguaiChileUruguaiVenezuelaGuatemalaCosta Rica
2019²Montevidéu (Uruguai)BrasilArgentinaColômbiaParaguaiPeruChileCosta RicaGuatemalaUruguai
¹ Em 2015, o Brasil não disputou porque o torneio valia como Pré-Olímpico para os Jogos Olímpicos do Rio 2016;

² A Sudamérica Rugby optou por realizar 3 campeonatos oficiais em 2019;