Foto: World Rugby

ARTIGO COM VÍDEOS – A Seleção Brasileira Masculina de Sevens abriu sua campanha na 1ª etapa do novo World Rugby Sevens Challenger Series (a 2ª divisão mundial), em Viña del Mar, no Chile, com derrota diante do Zimbábue.

Foi o terceiro confronto na história dos dois países no sevens, com os Tupis sendo derrotados em todas as ocasiões pelos Cheetahs. O Brasil teve a primeira chance com Stefano indo para o try no in-goal, mas perdendo o controle da bola. Quem não faz, leva, e o Zimbábue abriu o placar com Mangongo, quebrando tackle e disparando. O Brasil respondeu antes da pausa com Matheus Cláudio rompendo a linha e servindo Ariel para belo try, decretando 7 x 7 antes do intervalo. No entanto, os africanos foram superiores na segunda etapa, controlaram o jogo territorialmente e Mangongo outra vez pela ponta cravou o segundo try zimbabuano, após chute nas costas da defesa brasileira. No fim, Mavara definiu o jogo com o terceiro try do Zimbábue, também pela ponta. Laurent descontou para o Brasil com o tempo esgotando, fechando o jogo em 21 x 14.


Nos demais resultados, a Alemanha e o Chile foram os grandes vencedores, atropelando, respectivamente, Paraguai e México. O Uruguai deu sufoco no favorito Japão, mas os asiáticos acabaram triunfando, ao passo que Tonga se impôs sobre Portugal e provou que está no páreo pelo título. Já a Itália desapontou com uma seleção frágil que foi dominada por Uganda, de forte equipe.

- Continua depois da publicidade -

World Rugby Sevens Challenger Series – 2a divisão mundial masculina de sevens – 1a etapa – em Viña del Mar, Chile

Grupo A: Japão, Tonga, Portugal e Uruguai

Grupo B: Hong Kong, Jamaica, Papua Nova Guiné e Colômbia

Grupo C: Alemanha, Uganda, Itália e Paraguai

Grupo D: Chile, Zimbábue, Brasil e México

 

Tupis: Adrio de Melo (Pasteur), Ariel Rodrigues (Poli), Bryan Alves (Pasteur), David Páscoa (Jacareí), Douglas Rauth (Curitiba), Gabriel Quirino (São José), Laurent Bourda-Couhet (Band Saracens), Matheus Cláudio (Jacareí), Rafael dos Santos (São José), Robert Tenório (Poli), Stefano Giantorno (São José), Vincent Quirino (São José);

 

*Horários de Brasília

Sábado, dia 15 de fevereiro

11h03 – Uganda 24 x 14 Itália

11h25 – Alemanha 48 x 00 Paraguai

11h47 – Jamaica 10 x 12 Papua Nova Guiné

12h09 – Hong Kong 26 x 00 Colômbia

12h31 – Tonga 26 x 12 Portugal

12h53 – Japão 17 x 12 Uruguai

13h15 – Zimbábue 21 x 14 Brasil

13h37 – Chile 45 x 00 México

 

14h09 – Uganda x Paraguai

14h31 – Alemanha x Itália

14h53 – Jamaica x Colômbia

15h15 – Hong Kong x Papua Nova Guiné

15h37 – Tonga x Uruguai

15h59 – Japão x Portugal

16h21 – Zimbábue x México

16h43 – Chile x Brasil

 

17h25 – Itália x Paraguai

17h47 – Alemanha x Uganda

18h09 – Papua Nova Guiné x Colômbia

18h31 – Hong Kong x Jamaica

19h08 – Portugal x Uruguai

19h35 – Japão x Tonga

20h02 – Brasil x México

20h30 – Chile x Zimbábue

 

Domingo, dia 16 de fevereiro

12h33 – Quartas de final 9º lugar – 3º A x 4º D

12h56 – Quartas de final 9º lugar – 3º C x 4º B

13h19 – Quartas de final 9º lugar – 3º D x 4º A

13h42 – Quartas de final 9º lugar – 3º B x 4º C

14h15 – Quartas de final 1º lugar – 1º A x 2º D

14h38 – Quartas de final 1º lugar – 1º C x 2º B

15h01 – Quartas de final 1º lugar – 1º D x 2º A

15h24 – Quartas de final 1º lugar – 1º B x 2º C

15h57 – Semifinal pelo 13º lugar

16h20 – Semifinal pelo 13º lugar

16h43 – Semifinal pelo 9º lugar

17h06 – Semifinal pelo 9º lugar

17h39 – Semifinal pelo 5º lugar

18h02 – Semifinal pelo 5º lugar

18h25 – Semifinal pelo 1º lugar

18h48 – Semifinal pelo 1º lugar

19h11 – Decisão de 13º lugar

20h03 – Decisão de 9º lugar

20h28 – Decisão de 5º lugar

20h54 – Decisão de 3º lugar

21h23 – FINAL