Band Saracens vence Farrapos em partida eletrizante

Band Saracens e Farrapos se enfrentaram nesse sábado em partida adiada do Super 8, colocando a principal competição nacional agora definitivamente em recesso até o fim dos Jogos Olímpicos. Os donos da casa buscavam a primeira vitória, enquanto os gaúchos poderiam assumir a vice-liderança da competição em caso de triunfo, e a partida extremamente equilibrada apenas reforçou que a briga pelo título será longa e difícil para todos os participantes. Vitória de 35 x 31 do Band que não só tirou os paulistanos da lanterna como jogou o São José para um irreconhecível último lugar.
 

Clique aqui para ver as fotos da partida, por Daniel Venturole

 
A partida começou muito movimentada desde os primeiros minutos, com os dois lados buscando o jogo aberto e ofensivo para pontuar, e os visitantes abriram o placar com um try, mas o abertura Tomás não demorou a movimentar o placar para o Band, colocando três pontos a favor do time da casa. A dupla de 9 e 10 dos paulistas, composta pelo surpreendente venezuelano Luiz Eduardo Diaz no comando do pack e o argentino Tomás criaram as melhores chances no primeiro tempo, com belas infiltrações na base exigindo muito da defesa adversária, que não conseguiu no entanto impedir o try de Luiz, aproveitando uma desorganização defensiva do Farrapos e colocando o Band na liderança pela primeira vez.
 
A vantagem não durou muito tempo. Cinco minutos depois, Bruno Barreto anotaria seu primeiro try do dia deixando a partida em igualdade, mas a reação mais uma vez veio de forma rápida pelo Band, com try de Yuri “Loirão” depois de bom ataque na base do pick and go terminando dentro do ingoal gaúcho. Um princípio de confusão começou após o try, e o árbitro Marcelo Toscano concedeu um penal para o Farrapos na saída de bola, que Javi anotou, imediatamente reduzindo a vantagem bandeirantina para apenas quatro pontos. A pausa dos 20 minutos não esfriou os ânimos e manteve o ritmo da partida frenético, com muitas inversões de posses de bola e bons ataques sempre no jogo aberto com boas corridas dos dois lados.
 
O volume de jogo do Band acuou o Farrapos e o argentino Luciano colocou mais cinco pontos no placar a favor dos donos da casa, após boa escapada pela direita. Tomás e Javi trocariam penalidades nos minutos finais, encerrando a primeira etapa em nove pontos de vantagem para o Band.
 
O segundo tempo começou bom para o Band, depois de Gabriel Paganini conseguir grande corrida pela direita que acabou com penalização para o Farrapos, deixando a equipe com um homem a menos e três pontos a mais no placar com mais um chute preciso de Tomás. Dois minutos depois, seria a vez do Band também ser reduzido a 14 jogadores, e o Farrapos viu o bom momento e cresceu na partida. Pressionando cada vez mais sobretudo nos lineouts muito bem executados, o try veio com Vinícius Outeiro depois de um belo maul surgido após a cobrança do lateral.
 
O Band começou a se complicar, com a exclusão de Marton reduzindo os donos da casa novamente a 14 homens. Os visitantes seguiam melhor e chegaram ao empate com Barreto anotando seu segundo try do dia, e passaram à liderança novamente com penal de Facundo em momento crucial da partida. Parecia o ato final de uma partida cheia de alternativas, mas com poucos minutos para o fim,o jogo mudou de cara. O Band foi para o tudo ou nada, subindo ao ataque sem muita coordenação e com raça de sobra e acuando o Farrapos dentro dos 22m. Com o retorno de Marton, a pressão aumentou e depois de seguidos penais na linha de 5m, foi a vez dos gaúchos perderem um homem do pack no minuto final, e liderados por Paganini e Tomás, depois de tentarem por três vezes pelos forwards, Tomás abriu para JP que encarou a defesa e anotou o try da vitória embaixo dos postes, para grande alegria da pequena mas animada torcida do Band que apoiou o time durante toda partida.

 
Placar final: Band Saracens (25) 35 X 31 (16) Farrapos

Band Saracens
Tries: Luiz Diaz, Yuri Horalek, Luciano, JP
Conversões: Tomás (3)
Penais: Tomás (3)
Cartões Amarelos:
 
Farrapos
Tries: try*, Bruno Barreto (2), Vinícius Outeiro
Conversões: Facundo Flores
Penais: Javi (2), Facundo
Cartões Amarelos:

 

Clube Cidade (UF) P J V E D 4+ -7 PP PC SP
Desterro Florianópolis (SC) 62 14 13 0 1 10 0 437 198 239
Curitiba Curitiba (PR) 49 14 10 0 4 7 2 374 246 128
São José São José dos Campos (SP) 48 14 10 0 4 7 1 412 288 124
Farrapos Bento Gonçalves (RS) 33 14 6 0 8 4 5 329 287 42
Pasteur São Paulo (SP) 29 14 5 0 9 2 7 210 227 -17
SPAC São Paulo (SP) 23 14 5 0 9 2 1 230 437 -207
Niterói Niterói (RJ) 22 14 4 0 10 3 3 279 451 -172
Band Saracens São Paulo (SP) 21 14 3 0 11 3 6 300 437 -137

Vitória = 4 pontos;
Empate = 2 pontos;
Derrota = 0 pontos;
Fazer 4 ou mais tries = 1 pontos extra;
Derrota por 7 ou menos pontos de diferença = 1 ponto extra;

– Dois primeiros colocados = classificação à final

Comentários