São José vence duelo Caipira e assume a liderança do Super 8

Além da Copa do Mundo, que começou na última sexta, o Super 8 continua a todo vapor com as melhores equipes do país. No Vale do Paraíba, São José e Jacareí tiveram o clássico “caipira” novamente na casa dos jacarés, mas isso não reprimiu os visitantes, que mesmo com o calor intenso, foram superiores dentro de campo, e garantiram a vitória por 22 a 15.

 

O sol beirava os quarenta graus ao início da partida, mas a sensação de que tudo iria esquentar ainda mais logo pairou o ambiente. O São José foi o primeiro a ter uma clara chance de abrir o placar, porem o penal mal chutado por Moisés Duque manteve tudo no zero a zero. Logo em seguida, os visitantes voltaram a assustar com um drop goal, novamente não convertido. Todavia, depois dos lances, a primeira obra prima começou pela velocidade dos backs joseenses, ao aproveitarem o erro da defesa adversaria e abusarem do jogo de mãos, garantindo o primeiro try do dia, com Moisés, que não converteu.

 

A revanche jacareiense começou depois do sufoco nos primeiros 20 minutos, com ótimos ataques pelas pontas, e uma defesa duríssima, além da sorte pelos erros adversários, mas as finalizações deixaram a desejar e criaram brechas para que os erros dos joseenses se tornassem acertos convertidos em pontos, desta vez por um penal try seguido da conversão. Seco e muito o quente, o clima contribuiu para o desgaste acelerado de boa parte dos atletas, algo visível em campo, mas, pra sorte dos atletas, a primeira etapa chegou ao fim com os visitantes 12 pontos à frente.

 

O reinicio foi marcado pelos contra-ataques dinâmicos dos dois lados, principalmente do lado joseense, que teve um ótimo avanço depois de um lateral mas foi parado por Helder que recebeu cartão amarelo após abafar a bola durante um passe.

 

Mesmo com um atleta a menos, os jacarés partiram pra cima dos joseenses, e abusaram de uma das armas mais fortes dos visitantes, o scrum. Em que, na linha de 5 metros dos visitantes, empurraram até bem próximo do ingoal, onde Júlio Faria levou a torcida à loucura com o primeiro try da casa. Mas a sequência de sorte surgiu então para os joseenses, que anotaram mais um try, dessa vez com Diogo Borges, convertido por Moisés, seguido de um penal também convertido por ele.

 

O ânimo já parecia de tristeza para os donos da casa, que observaram sua tão fervorosa torcida acalmar os tambores e aguardar o termino do jogo, mas as surpresas foram de grande agrado para casa, a começar com o try de Lucas Drudi, que escapou pela ponta e garantiu mais cinco pontos, porém, sem a conversão e a menos de 5 minutos para o termino do jogo, todos os atletas se viram pressionados a defender e atacar, não importava a equipe. O tempo já havia se esgotado quando o full back dos jacarés, Tcheus, em uma linda jogada, conseguiu passar pelo meio da defesa adversaria e anotar o tão suado try, garantindo o ponto pela derrota por menos de sete pontos, todavia os joseenses puderam comemorar a vitória da batalha, após garantirem os 22 a 15 contra o Jacareí.

 

O Portal do Rugby elegeu Pedro Lopes o melhor jogador da partida.

São José 22 x 15 Jacareí

 

Jacareí
Tries: Matheus Sampaio, Lucas Drudi, Julio Faria

 

São José
Tries: Diogo Borges, Moisés Duque, Penal Try
Conversões: Moisés Duque (2)
Penal: Moisés Duque

 

Equipe Cidade (Estado) P J V E D 4+ -7 PP PC SP
São José São José dos Campos (SP) 48 14 10 0 4 4 4 310 227 83
Band Saracens São Paulo (SP) 47 14 10 0 4 3 4 311 199 112
Curitiba Curitiba (PR) 42 14 9 0 5 3 3 341 214 127
SPAC São Paulo (SP) 40 14 8 0 6 5 3 322 213 109
Pasteur São Paulo (SP) 31 14 6 0 8 3 4 232 267 -35
Desterro Florianópolis (SC) 30 14 6 0 8 3 3 284 274 10
Farrapos Bento Gonçalves (RS) 22 14 5 0 9 1 1 236 356 -120
Jacareí Jacareí (SP) 12 14 2 0 12 2 2 207 493 -286

 

Foto: Ale Cabral/FOTOJUMP

Comentários