Copa HURRA! invade os CEUs com sustentabilidade em destaque

O CEU Jambeiro recebeu no último sábado a primeira edição da Copa HURRA! em 2016, festival que reuniu mais de duzentas crianças com idades entre 10 e 17 anos para campeonatos de Tag Rugby, modalidade sem contato do Rugby, utilizada para introduzir o esporte nas escolas da rede municipal de ensino da capital.

 

Desde cedo, as crianças se dividiram entre os dois campos disponíveis para as atividades, e se envolveram em disputas muito animadas que foram acompanhadas pelos professores das unidades e pelos educadores da entidade. Pela primeira vez um torneio contou com atividades regidas por um quadro de árbitros formados inteiramente por alunos da HURRA! e times conduzidos por alunos na função de treinadores, mostrando a preocupação com a disseminação de conhecimento entre os próprios alunos e o sentimento de retribuir o aprendizado adquirido. Além do exemplo dado aos alunos mais jovens, o fato demonstra como a modalidade está se tornando auto-sustentável em algumas unidades.

 

Mas o Rugby não foi a única atração do dia. O evento marcou o início da parceria entre a HURRA! e a ONG Rugby Sustentável, entidade certificada na questão ambiental, que tem como ações a neutralização de emissões de carbono e conscientização sobre a preservação do meio-ambiente – temas que impactam diretamente em todos nós e merecem atenção especial.

 

Com a presença da Coordenadora Maiara, cerca de vinte alunos participaram do plantio de três mudas de ipê-roxo, planta nativa da Mata Atlântica. Sérgio Braz, fundador da Rugby Sustentável, participou da cerimônia e celebrou o início da parceria: “Unir esporte e sustentabilidade é muito importante pois são dois temas que causam impactos muito positivos em toda comunidade. Mais além, a mensagem que deixamos hoje para os alunos terá reflexos nas suas próximas gerações e em seus familiares.”

 

Eduardo Pacheco, fundador da HURRA!, acrescentou: “ter o apoio e parceria de uma entidade como o Rugby Sustentável, nos permite colocar em prática aspectos do nosso trabalho na formação e educação para cidadania. Queremos dar o exemplo prático sobre o respeito e cuidado com o meio-ambiente.”

Comentários