Desterro derrota SPAC em duelo na parte de cima do Super 8

ARTIGO COM VÍDEO – Nesse sábado, em Florianópolis, o Desterro voltou a vencer pelo Super 8, superando ninguém menos que o SPAC, concorrente direto pelas primeira colocações, para se fixar na terceira posição. 23 x 13 para os catarinenses, em jogo parelho e físico.

 

Os primeiros lances do jogo resultaram em um scrum para o time da casa, logo mostrando o quão disputada seria a partida e com as vozes dos forwards se comunicando sendo logo ouvidas. Foram os paulistas que abriram o placar com Boy, que marcou o primeiro try para o SPAC sendo convertido pelo Matias. O scrum azul e branco dominou a partida quase que por inteiro, mas, apesar disso e do jogo rápido na posse de bola dos visitantes, o Desterro procurou manter a defesa fechada mesmo nas entradas mais duras e saiu vitorioso.

 

A partida ficou mais disputada a cada troca de posse: por um lado, o SPAC procurando conseguir mais pontos para subir na tabela, mesmo na falta de uma rodada (adiada por conta da chuva), e o Desterro tentando recuperar os pontos perdidos e voltar para o topo. As duas equipes tiveram estratégias diferentes, mas com defesas muito bem organizadas.

 

O Desterro buscou a aproximação do in-goal adversário, mas foi em um penal próximo da linha dos 10m que Panta chutou e colocou 3 pontos no placar dos manezinhos da Ilha. Os visitantes, que vieram com um time rápido, procuraram trabalhar bem a bola e abrir espaços na defesa adversária e avançando o campo, em contrapartida o Desterro se fechou mais.

 

Depois de um lateral mal sucedido do Desterro, o SPAC tentou marcar mais um. As equipes lutaram em cima da linha do in-goal, mas a bola saiu pela linha de fundo. O jogo voltou para o centro do campo e com o placar parado, o scrum ficou ainda mais duro. Os hookers, que tem a função de colocar a bola para fora do scrum, tiveram que colocar os pés para trabalhar em disputas que quase não se movimentavam.

 

Os manezinhos recuperaram a posse e tentaram vencer a defesa do SPAC para recuperar o campo. Após um penal a favor, um chute sucedido de um lateral os aproximou ainda mais para alcançar o fim do campo. A posse se manteve e deu inicio a um jogo de contato e bons passes, uma quase roubada de bola aconteceu mas a recuperação foi efetiva. Matias marcou mais três de penal elevando o placar para o SPAC. O Desterro chegou a se aproximar de mais um try mas o primeiro tempo terminou com um penal certeiro de Panta fechando em 6 x 10.

 

O segundo começou brigado e a cada segundo aumentava disputa pela posse de bola. Os paulistas tentaram entrar no contato para avançar o campo e após um penal cometido pelos adversários e Matias sobiu mais três pontos para sua equipe. O Desterro logo procurou a virada e, após um lateral, formaram um maul que avançou bem, arrancando na sequência penal para Panta marcar mais 3 a favor.

 

O SPAC aumentou sua pressão, mas quem marcou de novo foram os catarinenses. Após lateral, o Desterro conseguiu a posse e avançou até Lucas Müller conseguir furar a defesa adversária e marcar o primeiro try dos mandantes, convertido por Panta. Desterro na frente, 16 x 13.

 

Depois do primeiro try, a equipe da casa começou a investir no contato, e o SPAC foi se fechando ainda mais a defesa, deixando a partida mais pegada. As equipes começam a ser motivadas pelas torcidas, e o SPAC, apesar de jogar fora de casa, contou com o time feminino de sevens que estava presente devido ao Super Sevens, realizado no mesmo dia mais cedo.

 

Os paulistas buscaram virar o placar trabalhando a bola contato após contato. Mas, a cada recuperada, o Desterro aproveitava para avançar o campo e procurava oportunidades para formar mais mauls, mantendo o placar a seu favor. Nos últimos minutos de jogo, André Buda decretou números finais com o segundo e decisivo try do Desterro, convertido por a Panta para negar o bônus defensivo ao SPAC.

 

Os últimos momentos foram fortes, mas a vitória coube mesmo aos donos da casa, 23 x 13, levando o Desterro para a 3ª colocação no quadro geral. Na próxima rodada, o Desterro enfrenta fora de casa o Farrapos, em outro duelo direta pela zona de classificação, enquanto o SPAC recebe o Pasteur em clássico paulistano.

 

Placar final: Desterro 23 (06) X 13 (10) SPAC
Árbitro: Henrique Platais
Local: AMOCAN – Florianópolis, SC

 

SPAC

Try: Boy

Conversão: Matias (1)

Penais: Matias (2)

 

Desterro

Tries: Lucas Muller e André

Conversões: Panta (2)

Penais: Panta (3)

 

Escrito por Érika Caroli

Foto: Jhonny Moisés/FOTOJUMP

 

 

Equipe Cidade (Estado) P J V E D 4+ -7 PP PC SP
São José São José dos Campos (SP) 48 14 10 0 4 4 4 310 227 83
Band Saracens São Paulo (SP) 47 14 10 0 4 3 4 311 199 112
Curitiba Curitiba (PR) 42 14 9 0 5 3 3 341 214 127
SPAC São Paulo (SP) 40 14 8 0 6 5 3 322 213 109
Pasteur São Paulo (SP) 31 14 6 0 8 3 4 232 267 -35
Desterro Florianópolis (SC) 30 14 6 0 8 3 3 284 274 10
Farrapos Bento Gonçalves (RS) 22 14 5 0 9 1 1 236 356 -120
Jacareí Jacareí (SP) 12 14 2 0 12 2 2 207 493 -286

Comentários