Farrapos faz boa atuação e atropela o Niterói em casa

Impondo a sua superioridade e o seu favoritismo dentro de campo, o Farrapos derrotou a equipe do Niterói pelo amplo placar de 67 a 20, maior pontuação de uma equipe até então no Super 8 de 2016. Com o apoio de seu torcedor, que compareceu em bom número no Estádio da Montanha, os gaúchos realizaram uma grande atuação ofensiva, explorando a sua velocidade e o seu ótimo desempenho físico para atropelar os cariocas em solo bento-gonçalvense, conquistando a sua segunda vitória seguida na competição nacional, terminando o primeiro turno na 5ª colocação.
 
Os donos da casa iniciaram a partida de forma bastante ofensiva, pressionando os adversários logo no começo de jogo para abrir o placar. O placar foi aberto nos momentos iniciais de jogo, com try de Bigode, que utilizou de sua força física para adentrar a zona de ingoal e abrir o marcador da partida para os donos da casa. Facundo Flores realizou a sua primeira conversão no jogo e com efetividade, finalizou com precisão para colocar o Farrapos na frente do placar. Logo depois, em bela jogada de Vini, quw avançou em direção ao try, tocando a bola para Angelo marcar o segundo try da partida, convertido por Facundo.
 
O Niterói conseguiu diminuir a vantagem com penal efetuado por Erick, porém, Frison anotou mais um try convertido por Facundo, ampliando o marcador para o Farrapos, 21 a 3. Sem oferecer espaços em sua defesa, a equipe da casa segurou qualquer tentativa de ataque dos adversários, dificultando as jogadas ofensivas dos cariocas na primeira etapa de partida. Com efetividade no ataque, o Farrapos aumentou a vantagem no placar com tries de Civardi e Mauri, terminando o primeiro tempo com placar de 31 a 3 a favor da equipe gaúcha.
 
Na etapa final, o Farrapos manteve o seu bom aproveitamento ofensivo para ampliar o placar do jogo visando conquistar o ponto bônus. Logo nos primeiros minutos, Facundo Flores converteu um penal e Mateus Gobatto, após grande jogada coletiva do ataque, anotou mais um try para o Farrapos. O Niterói chegou ao seu primeiro try apenas aos 15 minutos da etapa derradeira, através de Nacho Ortiz, diminuindo o placar do jogo. O Farrapos voltou a marcar com mais um try, novamente anotado por Civardi e convertido por Facundo Flores.
 
Com a vitória em mãos, o Farrapos aos poucos foi diminuindo o seu ritmo na partida, concedendo espaços em sua defesa. O Niterói passou a atacar com mais facilidade, diminuindo o placar com try de Geudsy. Porém, no setor ofensivo, o Farrapos continuou de forma avassaladora, aumentando a vantagem no marcador com tries de Wagner Farezin e Bigode, ambos convertidos por Javier Cardoso. O Niterói chegou a diminuir o placar com mais um try, desta vez anotado por Caíque, não convertido. Poucos segundos para o fim de jogo, Frison fez o décimo try para o Farrapos, dando números finais a partida, 67 a 20 para a equipe bento-gonçalvense.
 
Com o resultado positivo e com o ponto bônus conquistado por conseguir fazer mais de quatro tries na partida, o Farrapos termina o primeiro turno da competição nacional na 5ª colocação com 16 pontos conquistados. Javier Cardoso, técnico do Farrapos acredita que a briga pela vaga à final no segundo turno da competição se torne ainda mais disputado. Na próxima rodada, o Farrapos enfrenta a equipe do Curitiba, novamente em casa, no Estádio da Montanha, válido pela primeira rodada do returno do Super 8.
 
 
Placar final: Farrapos (31) 67 X 20 (3) Niterói
 
Farrapos
Tries: Bigode (2), Angelo, Frison (2), Civardi (2), Mauri, Mateus, Wagner Farezin
Conversões: Facundo Flores (5), Javier Cardoso (2)
Penais: Facundo Flores
 
Niterói
Tries: Nacho Ortiz, Geudsy, Caíque
Conversões: Erick
Penais: Erick
 
 
Classificação

Clube Cidade (UF) P J V E D 4+ -7 PP PC SP
Desterro Florianópolis (SC) 62 14 13 0 1 10 0 437 198 239
Curitiba Curitiba (PR) 49 14 10 0 4 7 2 374 246 128
São José São José dos Campos (SP) 48 14 10 0 4 7 1 412 288 124
Farrapos Bento Gonçalves (RS) 33 14 6 0 8 4 5 329 287 42
Pasteur São Paulo (SP) 29 14 5 0 9 2 7 210 227 -17
SPAC São Paulo (SP) 23 14 5 0 9 2 1 230 437 -207
Niterói Niterói (RJ) 22 14 4 0 10 3 3 279 451 -172
Band Saracens São Paulo (SP) 21 14 3 0 11 3 6 300 437 -137

Vitória = 4 pontos;
Empate = 2 pontos;
Derrota = 0 pontos;
Fazer 4 ou mais tries = 1 pontos extra;
Derrota por 7 ou menos pontos de diferença = 1 ponto extra;

– Dois primeiros colocados = classificação à final

 
 
Artigo e foto por Kevin Sganzerla

Comentários