Farrapos vence Pasteur e se afasta da parte de baixo do Super 8

Depois de três derrotas seguidas no Super 8, o Farrapos voltou a triunfar na competição nacional. Novamente atuando em condições típicas gaúchas, com o frio e a chuva se fazendo presentes no Estádio da Montanha, a equipe de Bento Gonçalves protagonizou uma grande atuação dentro de campo e controlou as ações da partida com primor. A equipe gaúcha conquistou a sua segunda vitória no campeonato, derrotando o Pasteur pelo placar de 15 a 10, comemorando os cinco anos do primeiro estádio exclusivamente voltado para o Rugby no Brasil com um grande resultado.

 
 
banner padrim
 
 

A partida, a qual estava prevista para iniciar às 14h30, começou apenas às 16h por conta de problemas no voo da delegação paulista. Visando encerrar a sina de derrotas na competição nacional, o Farrapos entrou em campo com uma postura bastante ofensiva, porém quem saiu na frente do marcador foram os visitantes. Na velocidade, Ítalo aproveitou o resvalo do defensor da equipe da casa, se apossando da bola e partindo em direção ao ingoal para abrir o placar no Estádio da Montanha. Douglas anotou a conversão e deu números iniciais à partida. Entretanto, o Farrapos reagiu rapidamente, com fortes investidas e apostando na precisão de suas jogadas para chegar ao empate. Depois de passar por quase toda a extensão do campo, a bola parou nas mãos de Civardi, o qual adentrou na defesa adversária para anotar o primeiro try para os gaúchos na partida. Facundo com efetividade realizou a conversão, igualando o marcador do jogo. Após várias tentativas de tries fracassadas, tanto por irregularidades como por conta do forte sistema defensivo paulista, o Farrapos conseguiu virar a partida com try de Facundo, não convertido, terminando o primeiro tempo com placar de 12 x 7 a favor dos donos da casa.

 

Na etapa derradeira, assim como boa parte da etapa inicial, o Farrapos dominou as ações da partida, passando a ficar boa parte do tempo no ataque, buscando ampliar o marcador do jogo. Através de scrums, a equipe de Bento ganhava vantagem na partida, mantendo a posse de bola e administrando o placar com eficácia. Com tamanha superioridade dentro de campo, inclusive no segundo tempo, o Farrapos almejava conquistar o ponto bônus no confronto, porém a afobação em algumas jogadas ofensivas e a forte defesa da equipe do Pasteur impediram o objetivo dos comandados de Javier Cardoso. A velocidade foi pouca utilizada na partida pelas equipes, as quais preferiram jogadas de mais contato, com o propósito de quebrar a linha defensiva adversária para chegar à área de ingoal. Sem efetividade ofensiva, tries não foram anotados na etapa final de jogo. Próximo do final da partida, a equipe da casa ampliou o placar com penal convertido por Facundo Flores e Douglas diminuiu o marcador para os paulistas também através de penal, terminando o jogo com vitória do Farrapos pelo placar de 15 a 10.

 

Mesmo com o resultado positivo, a equipe gaúcha permaneceu na 6ª colocação com 11 pontos conquistados até então em seis partidas disputadas. Já o Pasteur, com a conquista do ponto bônus, se manteve na 5ª posição empatado com o SPAC na pontuação. Na próxima rodada, o Farrapos enfrenta novamente em casa a equipe do Niterói, já os paulistas recebem o líder Desterro em São Paulo. Ambos os confrontos serão realizados no próximo sábado, dia 10, válidos pela última rodada do primeiro turno da competição nacional.

 

Placar final: Farrapos (12) 15×10 (7) Pasteur

 

Farrapos:

Tries: Civardi e Facundo Flores

Conversões: Facundo Flores (1)

Penal: Facundo Flores (1)

 

Pasteur:

Try: Ítalo

Conversão: Douglas (1)

Penal: Douglas (1)

 

Clube Cidade (UF) P J V E D 4+ -7 PP PC SP
Desterro Florianópolis (SC) 62 14 13 0 1 10 0 437 198 239
Curitiba Curitiba (PR) 49 14 10 0 4 7 2 374 246 128
São José São José dos Campos (SP) 48 14 10 0 4 7 1 412 288 124
Farrapos Bento Gonçalves (RS) 33 14 6 0 8 4 5 329 287 42
Pasteur São Paulo (SP) 29 14 5 0 9 2 7 210 227 -17
SPAC São Paulo (SP) 23 14 5 0 9 2 1 230 437 -207
Niterói Niterói (RJ) 22 14 4 0 10 3 3 279 451 -172
Band Saracens São Paulo (SP) 21 14 3 0 11 3 6 300 437 -137

Vitória = 4 pontos;
Empate = 2 pontos;
Derrota = 0 pontos;
Fazer 4 ou mais tries = 1 pontos extra;
Derrota por 7 ou menos pontos de diferença = 1 ponto extra;

– Dois primeiros colocados = classificação à final

 

Texto e foto: Kévin Sganzerla

Comentários