Neste final de semana foi dada a largada do Campeonato Paulista C com dois jogos.

O estreante Rio Preto, vindo do Paulista D, surpreendeu o experiente Iguanas com uma virada espetacular no segundo tempo. O jogo começou com um raro drop goal vindo do abertura José Felipe logo de cara, aos 3 minutos de jogo, cartão de visitas dos visitantes para um novo nível de rugby ao Rio Preto. O Iguanas teve o controle da partida com dois tries de Felipe Cordeiro e Paulo Vasconcelos mas o Rio Preto reagiu com um try não convertido do fullback Muryel ainda na etapa inicial, diminuindo a vantagem dos visitantes.

A história mudou completamente no segundo tempo, com a virada sendo construída ainda nos primeiros minutos pelo time da casa. Os Rio Pretenses aniquilaram qualquer domínio dos Iguanas, que não conseguiram responder à altura os ataques do adversário e viu sua liderança ruir aos 25′. No total, foram nada menos que 5 tries, sendo 4 de jogadores da linha, demonstrando muito entrosamento e poder de finalização das jogadas que asseguraram a estreia com pé direito aos novatos, com destaque para Muryel, tryman da Série D em 2018 mostrando um começo promissor.

 

- Continua depois da publicidade -

A FEA – semifinalista da competição em 2018 – recebeu o Mogi na Arena Paulista. Ambos os times começaram a demonstrar suas forças nas disputas na base dos rucks, que daria o tom de boa parte do jogo e também fruto de penais para ambos os lados. A FEA teve maior volume de jogo na primeira etapa e inaugurou o placar com o oitavo Susi, após a saída de scrum, logo aos 5 minutos de jogo, mas o que indicava um domínio prematuro dos mandantes, acabou sendo a única pontuação do primeiro tempo.

Após o intervalo, a FEA continuou com maior volume de jogo, mas pecava nas finalizações e infrações nos rucks, o que permitiu que o Mogi chegasse com perigo em algumas oportunidades, mas também cometia infrações nos rucks. Já na metade final da etapa, a FEA conseguiu fazer um jogo mais aberto com mais passes e marcou mais 3 tries – mais 2 de Susi e 1 de Antonoff – garantindo o ponto bônus que o coloca como líder provisório do campeonato. O try de honra do Mogi saiu após um chute preciso dentro dos 22m em que o ponta Jefferson da Silva com bom tempo de reação, correu e apoiou a bola no limite do ingoal antes da bola sair.

Na próxima rodada Wallys e Cougrs, rebaixados para a Série C em 2018, recebem Jequitibá (semifinalista em 2018) e o estreante Ribeirão, campeão da Série D.

 

Campeonato Paulista Série C – Semana 1

Dia 06/04/2019 às 14h00 – Rio Preto 34 X 17 Iguanas
Árbitro: Luciano Sampaio
Auxiliares de linha: André Barreto e Marcos Barreto
4º árbitro:
Local: Campo do Maquininha – São José do Rio Preto, SP

 

Dia 07/04/2019 às 14h00 – FEA 24 X 05 Mogi
Árbitro: Natasha Olsen
Auxiliares de linha: Genival Souza Filho e Luiz Dantas
4º árbitro: Mariana Marques
Local: Arena Paulista – São Paulo, SP

Classificação

 ClubeCidadePJVED4+7-PPPCSP
Rio PretoSão José do Rio Preto194400301288147
Ribeirão PretoRibeirão Preto1954013012410321
WallysJundiaí/Louveira144301201415586
CougarsVinhedo135212211091081
IguanasSão José dos Campos124211201078720
FEASão Paulo11520321102105-3
Jequitibá Campinas/Paulínia641031171131-60
UniãoSão Paulo541031067113-46
Mogi Mogi das Cruzes150050161146-85
Vitória = 4 pontos
Empate = 2 pontos
Derrota = 0 pontos
Marcar 4 ou mais tries no jogo = 1 ponto
Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto

1º ao 4º colocados = Semifinais
9º colocado = Repescagem de Rebaixamento contra o vice do Paulista D
10º colocado = Rebaixamento direto