A quarta rodada do Paulista teve poucas, mas importantes mudanças na tabela de classificação, com apenas mais 15 pontos em disputa. Na ponta da tabela, Jacareí e Poli seguem como únicos invictos e podem garantir a vaga na próxima rodada. O São José voltou a vencer e segue firme na perseguição dos líderes, apenas três pontos atrás. O Band Saracens venceu um duelo duríssimo contra o Pasteur e figura pela primeira vez entre os quatro primeiros colocados superando o SPAC, que caiu para o quinto lugar, apenas um ponto acima dos Galos, e essas três equipes devem lutar até o final pela vaga. A definição das últimas posições também vai se desenhando entre São Carlos e Rio Branco, que travarão um duelo de vida ou morte na penúltima rodada para escapar do rebaixamento automático.
 
Três rodadas de tirar o fôlego esperam os fãs do Rugby paulista.
 
 
Jacareí vence sem dificuldades e se aproxima da vaga
Jogando fora de casa, o Jacareí enfrentou o São Carlos e não decepcionou sua torcida, vencendo por ampla margem que recoloca o time na liderança, com maior saldo que a Poli. Mas a partida passou longe de ser tranquila. Assim como em jogos anteriores, os Rinocerontes mostraram muita resistência, deixando a partida nivelada na etapa inicial, chegando a liderar por 6 a 5 por alguns minutos. No entanto, o ritmo forte imposto pela juventude do Jacareí deixou o visitante à frente por apenas um ponto na etapa inicial, e no segundo tempo aplicou nada menos que 59 pontos não respondidos pelos sãocarlenses, consolidando como o melhor ataque da competição até aqui, em contraponto com o São Carlos, que chegou ao ingoal adversário uma única vez, muito pouco para quem luta pela permanência na elite.
 
Na próxima rodada, o Jacareí enfrenta o SPAC e uma nova vitória bonificada garante os Jacarés na próxima fase. O São Carlos por sua vez joga suas últimas fichas contra a Poli, tentando se safar do rebaixamento direto.
 
 
Poli vence mais uma e tira SPAC do G4
A Poli é sem dúvida a grande surpresa do campeonato, desbancando as forças mais tradicionais do estado. A vítima desse sábado foi o SPAC, que não foi páreo para mais uma atuação decisiva dos avançados politécnicos, que anotaram três dos cinco tries da equipe. Depois de ir para o intervalo com uma desvantagem de 20 a 7, o SPAC se lançou mais ao ataque mas demorou para concluir com sucesso, com dois tries em menos de dez minutos. Mas com a vantagem no placar, a Poli mostrou que sabe muito bem administrar o jogo e manteve distância e aplicando seu esquema tático, garantindo uma vantagem segura para celebrar mais uma vitória bonificada.
 
De olho na próxima fase, a Poli pode selar sua classificação, recebendo o São Carlos, que ainda não pontuou na competição. Já o SPAC precisa da vitória a qualquer custo diante do Jacareí, para se manter vivo na briga pela classificação.
 
 
São José passa fácil pelo Rio Branco
Depois da dura vitória diante do SPAC na rodada anterior, o São José foi à São Paulo encarar o Rio Branco, que luta pela permanência na primeira divisão e teve até aqui sua vitória mais tranquila. A superioridade dos jovens atletas joseenses ficou clara desde os minutos iniciais três tries anotados em menos de quinze minutos de jogo, sem resposta dos Pelicanos que se viram atrás por 33 a 0 após o fim do primeiro tempo. A tônica da partida não se alterou, e o São José manteve o ritmo forte, praticamente dobrando o placar ao apito final, um 64 a 0 para dar moral ao atual campeão e deixar o clube à apenas três pontos dos líderes.
 
Os dois clubes atuam como visitantes na próxima rodada. São José retorna à São Paulo para reviver a final de 2014 e 2015 contra o Pasteur, enquanto o Rio Branco faz o “Clássico das Ideias” contra o Band Saracens.
 
 
Band Saracens supera Pasteur em duelo emocionante
Jogando pela primeira vez em seus domínios, o Band Saracens conseguiu uma importante vitória sobre o Pasteur, com quem dividia a quinta colocação geral. Os Galos abriram o placar logo no primeiro minuto em boa escapada de Douglas Andrade, mas os bandeirantinos empataram pouco depois. O equilíbrio das ações se viu durante toda partida, jogada em ritmo muito veloz e com grandes chances para os dois lados. No final, a defesa do time da casa desequilibrou, e nem mesmo a reação final do Pasteur, com dois tries em cinco minutos, conseguiu tirar a vitória do Sarries. Os dois pontos de bonificação conquistados valeram ouro para os visitantes, que segue no páreo pela classificação.
 
Na próxima rodada, o Band Saracens recebe o combalido Rio Branco, enquanto o Pasteur recebe o São José, uma das maiores rivalidades do país, e pode colocar o clube de vez na briga pela classificação, ou praticamente eliminar os franceses da competição.
 
Classificação

ClubeCidadePJVED4+7-PPPCSP
PoliSão Paulo28760140261106155
JacareíJacareí24751120238118120
SPACSão Paulo23750230270144126
São JoséSão José dos Campos22741231219115104
Band SaracensSão Paulo2174033221313677
PasteurSão Paulo1572053421413381
Rio BrancoSão Paulo571061086396-310
São CarlosSão Carlos170071057410-353

 
 
Foto: Daniel Venturole/Portal do Rugby

1 COMENTÁRIO

  1. Sem querer tirar os méritos de Jacareí e Poli, até porque eu não acompanho de perto as equipes da competição, mas como é ao menos inesperado uma melhora tão grande de uma temporada pra outra vale a pergunta: algumas das outras equipes estão desfalcadas de jogadores da seleção devido ao início do sulamericano daqui a 15 dias ou estão todos com força máxima mesmo?