Jacareí segue implacável e vai à final da Taça Tupi

Pela segunda vez em sua história de 13 anos, o Jacareí vai disputar uma final de Taça Tupi. Como em 2014, quando conquistaram o título e o acesso direto à elite do rugby brasileiro, os Jacarés não tiveram problemas para vencer a semifinal. Desta vez controlaram a partida desde o apito inicial para ganhar por 51 X 7 do Rio Branco.

 

Logo no início, antes dos 10 minutos de jogo, Lucas Drudi aproveitou a troca de passes no ataque e inaugurou o marcador com um try não convertido. Foi o suficiente para levantar a torcida que compareceu em grande número ao Campo do Balneário, com direito a fogos de artifício em cada lance positivo dos Jacarés.

 

A vantagem também serviu para dar mais tranquilidade ao grupo jacareiense, que em seguida ampliou o placar em um try de Carioca, convertido por Bruninho. Ainda deu tempo para Drudi e Mathias lançarem a bola ao chão mais uma vez cada um e Bruninho acertar outro chute certeiro entre as traves no primeiro tempo, que terminou em 24 X 0.

 

O cenário da segunda etapa se manteve o mesmo, com as jogadas sempre acontecendo no campo ofensivo do Jacareí. Por conta disso, o time aumentou a liderança no placar com Bruninho anotando um try, uma conversão e um penal. Com os 34 X 0, a vaga na final era questão de tempo.

 

Mesmo assim o Rio Branco não se abateu e foi em busca de reverter a vantagem, conseguindo um try e uma conversão com Maranhão. Porém não deu tempo nem de comemorar, uma vez que no lance seguinte os Jacarés levaram a torcida ao delírio com bela jogada individual de Ariel Rodrigues, resultando mais um try.

 

O mesmo Ariel, que recentemente esteve no Sul-Americano juvenil com a seleção brasileira, fez mais um try convertido por Bruninho. E na última bola do jogo, Loirão aproveitou falha da defesa do Rio Branco para encerrar o marcador em 51 X 7 a favor do Jacareí, que agora enfrenta a Poli na final da Taça Tupi.

 

Placar final: Jacareí (24) 51 X 7 (0) Rio Branco

 

Jacareí:

Tries: Drudi (2), Carioca, Mathias, Bruninho, Ariel (2), Loirão

Conversões: Bruninho (4)

Penal: Bruninho (1)

 

Rio Branco:

Tries: Maranhão (1)

Conversão: Maranhão (1)

 

Escrito por: Pedro Corat

Foto: Adriano Matos/Jacareí

Comentários