O pontapé inicial para o Super Sevens, o Campeonato Brasileiro Feminino, foi dado com estilo nesse fim de semana, com o campo do Palmeiras, na zona sul paulistana, casa do Band Saracens, recebendo a primeira das seis etapas do circuito. As equipes fixas começaram brilhando e dominando o Top 8 do torneio, com o título ficando nas mãos do Niterói, que fez uma campanha perfeita até vencer o São José, campeão paulista, na grande final por suados 5 x 0.

 

Sábado piauiense

O primeiro dia de jogos fez prevalecerem as oito favoritas, mas não sem resultados impactantes. No Grupo A, o Delta mostrou que merece demais representar o Nordeste na elite nacional vencendo ninguém menos que o Curitiba, campeão brasileiro de 2016, por 15 x 10, assegurando o primeiro lugar na chave. Ainda no grupo A, o Melina quase encostou no Curitiba, a diferença foi de apenas uma conversão, dando gás para as mulheres do Centro-Oeste trabalharem o elenco que nasce e vem se potencializando.

- Continua depois da publicidade -

O Grupo B foi dominado pelo Niterói, que conseguiu inclusive um grande 36 x 00 sobre o forte Desterro; ainda no mesmo grupo, na base dele, Pasteur e USP chegaram para o dérbi que tem favorecido as uspianas nos últimos tempos que, com o jogo encaixado e aproveitando alguns erros das adversárias, venceram por uma boa margem, 27 x 05. Ao passo que o Grupo C foi do São José, que passou pelas Leoas por 22 x 05 no jogo que valia a ponta, e ainda que as jovens Leoas tenham sofrido derrota, a vantagem das Minas do Sanja foi menor em relação ao mesmo confronto no último Circuito Paulista. Já no Grupo D, SPAC e Band Saracens fizeram um grande clássico paulistano que acabou com triunfo das anfitriãs, 21 x 14, muito festejados; o Vitória e Guanabara fizeram a última partida extremamente parelha e a experiência das jogadoras do Espírito Santo contou para finalizar o dia com 19 x 12.

 

Domingo fluminense

No dia decisivo, tudo mudou para as bandetes, que vieram fortes do sábado porém sabiam que pela frente teriam um time adversário determinado a corrigir os erros do dia anterior, as Touritas. O resultado foi de derrota para o time da casa, com o Band Saracens perdendo para o Curitiba nas quartas de final por 12 x 00.

O Delta, por sua vez, acabou caindo contra o SPAC, em um jogão de 22 x 17, e embora o SPAC tenha aberto vantagem no primeiro tempo, o Delta brigou até o fim e conseguiu 3 tries no segundo tempo. Já o Niterói se impôs sobre as Leoas em um 21 x 07 colocando sua experiência em clássicos à prova mas também levando um cansaço das jovens de Paraisópolis. Já o São José não titubeou contra o Desterro, despachando as catarinenses por 34 x 00, aproveitando a boa fase que está e a fase de renovação da equipe do Sul, que vem se encaixando com o padrão que a veterana Ju Sardá tem trazido.

As Semifinais Ouro começaram com uma afirmação poderosa do São José, que aplicou sonoros 31 x 00 sobre o SPAC, provando sua condição de atual potência dominante de São Paulo. Já o outro duelo foi épico entre Niterói e Curitiba e o Nikity arrancou uma vitória na prorrogação por 17 x 12, com try da Baby, após o 12 x 12 no tempo normal.

Nas disputas das taças menores, o Incentivo (13º lugar) foi um dérbi carioca vencido pelo Guanabara em 12 x 00 contra o Rio Rugby, enquanto a Taça Bronze ficou com o ascendente Melina, do Mato Grosso, que conseguiu um grande feito vencendo as tradicionais capixabas do Vitória por 22 x 00 – depois de terem vencido o BH na semifinal pela mesma premiação. Na Taça Prata, quem emergiu vitoriosas foram as Leoas de Paraisópolis, no duelo das sensações contra o Delta, o jogo das duas novas equipes centrais do circuito, 27 x 00 para as paulistanas, que mostraram que darão trabalho na temporada. Já o terceiro lugar ficou com o Curitiba, que se reergueu da derrota na semifinal vencendo o SPAC, 7 x 5 de arrepiar, para subir no pódio.

E a final? Essa foi tensa, de alto nível e sem espaços, com São José e Niterói fazendo uma verdadeira batalha mental, que acabou com um desfecho rubronegro. 5 x 0 com try solitário e vencedor de Claudinha Teles, rasgando pela ponta.

A próxima etapa será nos dias 2 e 3 de setembro, em Curitiba.

Super Sevens 2017 – Campeonato Brasileiro Feminino

09h00 – Curitiba 41 X 00 Band Saracens B
09h20 – Delta 10 X 00 Melina
09h40 – Niterói 45 X 00 Pasteur
10h00 – Desterro 19 X 07 USP
10h20 – São José 24 X 05 BH Rugby
10h40 – Leoas 45 X 07 Rio Rugby
11h00 – SPAC 20 X 05 Guanabara
11h20 – Band Saracens 25 X 07 Vitória
11h40 – Curitiba 24 X 22 Melina
12h00 – Delta 41 X 00 Band Saracens B
12h20 – Niterói 53 X 00 USP
12h40 – Desterro 29 X 00 Pasteur
13h00 – São José 29 X 00 Rio Rugby
13h20 – Leoas 28 X 00 BH Rugby
13h40 – SPAC 22 X 00 Vitória
14h00 – Band Saracens 27 X 07 Guanabara
14h20 – Curitiba 10 X 15 Delta
14h40 – Melina 34 X 00 Band Saracens B
15h00 – Niterói 36 X 00 Desterro
15h20 – USP 27 X 05 Pasteur
15h40 – São José 22 X 05 Leoas
16h00 – Rio Rugby 00 X 29 BH Rugby
16h20 – SPAC 14 X 21 Band Saracens
16h40 – Vitória 19 X 12 Guanabara

 

Classificação dos grupos
Grupo A: 1 Delta (PI), 2 Curitiba (PR), 3 Melina (MT), 4 Band Saracens B (SP);
Grupo B: 1 Niterói (RJ), 2 Desterro (SC), 3 USP (SP), 4 Pasteur (SP);
Grupo C: 1 São José (SP), 2 Leoas de Paraisópolis (SP), 3 BH Rugby (MG), 4 Rio Rugby (RJ);
Grupo D: 1 Band Saracens (SP), 2 SPAC (SP), 3 Vitória (ES), 4 Guanabara (RJ);

 

Domingo

08h30 – Melina 27 x 12 Guanabara – Quartas de final Bronze
08h50 – Vitória 22 x 00 Band Saracens B – Quartas de final Bronze
09h10 – USP 12 x 05 Rio Rugby – Quartas de final Bronze
09h30 – BH Rugby 32 x 07 Pasteur – Quartas de final Bronze
09h50 – Delta 17 x 22 SPAC – Quartas de final Ouro
10h10 – Band Saracens 00 x 12 Curitiba – Quartas de final Ouro
10h30 – Niterói 21 x 07 Leoas – Quartas de final Ouro
10h50 – São José 34 x 00 Desterro – Quartas de final Ouro
11h10 – Guanabara 34 x 00 Pasteur – Semifinal Incentivo
11h30 – Band Saracens B 05 x 12 Rio Rugby – Semifinal Incentivo
11h50 – Melina 22 x 05 BH Rugby – Semifinal Bronze
12h10 – Vitória 12 x 05 USP – Semifinal Bronze
12h30 – Delta 31 x 07 Desterro – Semifinal Prata
12h50 – Band Saracens 12 x 17 Leoas – Semifinal Prata
13h10 – SPAC 00 x 31 São José – Semifinal Ouro
13h30 – Curitiba 12 x 17 Niterói (prorrogação) – Semifinal Ouro
13h50 – Pasteur 15 x 12 Band Saracens B – Disputa de 15º lugar
14h10 – Guanabara 12 x 00 Rio Rugby – Final Incentivo
14h30 – BH Rugby 39 x 00 USP – Disputa de 11º lugar
14h50 – Melina 22 x 00 Vitória – Final Bronze
15h10 – Desterro 10 x 22 Band Saracens – Disputa de 7º lugar
15h30 – Delta 00 x 27 Leoas – Final Prata
15h50 – SPAC 05 x 07 Curitiba – Disputa de 3º lugar
16h10 – São José 00 x 05 Niterói – Final Ouro

EquipeCidade (Estado)Pontuação geralEtapa 1 (05-06/08)Etapa 2 (16-17/09)Etapa 3 (07-08/10)Etapa 4 (28-29/10)Etapa 5 (18-19/11)Etapa 6 (03-04/12)
Placares aquiPlacares aquiPlacares aqui
São JoséSão José dos Campos (SP)63192222
NiteróiNiterói (RJ)54221913
CuritibaCuritiba (PR)44171512
DeltaTeresina (PI)40121315
Leoas da ParaisópolisSão Paulo (SP)38131708
Band SaracensSão Paulo (SP)37100819
SPACSão Paulo (SP)34151207
DesterroFlorianópolis (SC)33090717
Melina Cuiabá (MT)28081010
VitóriaVitória (ES)160709
BH RugbyBelo Horizonte (MG)120606
USPSão Paulo (SP)11050204
GuanabaraRio de Janeiro (RJ)90405
CharruaPorto Alegre (RS)606
Rio RugbyRio de Janeiro (RJ)60303
LondrinaLondrina (PR)505
Stade FrançaisSantiago (Chile)404
PasteurSão Paulo (SP)202
CariocaRio de Janeiro (RJ)101
Band Saracens "B"São Paulo (SP)101
Pontuação por etapa: 1º - 22 pontos; 2º - 19 pts; 3º - 17 pts; 4º - 15 pts; 5º - 13 pts; 6º - 12 pts; 7º - 10 pts, 8º - 9 pts; 9º - 8 pts; 10º - 7 pts; 11º - 6 pts; 12º - 5 pts; 13º - 4 pts; 14º - 3 pts; 15º - 2 pts; 16º - 1 pt.

 

Foto retirada de: Instagram – Niterói Rugby Feminino