Niterói leva Taça Irmãos Turnbull e embola ponta de baixo do Super 8

O Niterói recebeu o SPAC em uma partida duplamente importante. Primeiro porque a partida valia a possível saída da equipe da lanterna do Super 8 e segundo porque foi uma partida válida pela Taça Irmãos Turnbull (O SPAC venceu o primeiro duelo por 19 a 3) em homenagem a Ian e Colin Turnbull, jogadores que marcaram época nos dois clubes. O duelo no campus Gragoatá da Universidade Federal Fluminense terminou em 59 a 10 para os donos da casa, o que deu um alívio até que soubessem o resultado de Farrapos Rugby e Band Saracens.
 
 
Veja as fotos da partida, por Luís Cláudio Amaral
 
A partida na UFF começou com os donos da casa abrindo o placar com try de Stefano logo aos dois minutos de jogo, com uma bobeira defesa do SPAC. Erick, o pontuador máximo da equipe no torneio, não converteu. Em seguida, em penal conquistado bem no meio dos postes, Erick não perdoou e estendeu a vantagem para 8 pontos. Dominante na partida, os niteroienses seguiram no campo de ataque, e Silas ampliou pouco depois através de um pick-and-go, após algumas fases com falhas de defesa do SPAC, sem conversão, apesar da boa posição para o chute. Em seguida, em jogada típica, Daniel Gregg recebe a bola na ponta e mostrou que ainda é fatal no mano-a-mano ao passar por três jogadores e anotar o try, com conversão novamente desperdiçada.
 
O SPAC respondeu com um penal quase que instantâneo, em uma desligada na defesa rubro-negra, com João anotando facilmente. As investidas niteroienses estavam cada vez mais irresistíveis e o SPAC parecia não conter mais os avanços no fim do primeiro tempo, com tries de Delphino e Caique, inspirados na tarde de sábado e decretando o fim do primeiro tempo em 30-3. Niterói irresistível na primeira metade de jogo.
 
O segundo tempo foi literalmente a continuação do primeiro, com Niterói mandando e abrindo o placar com Erick convertendo um penal logo no primeiro minuto de jogo. Cinco minutos depois mais um try de Caique, convertido por Erick. De tanto bater, o SPAC conseguiu penetrar a defesa dos mandantes e com o oitavo Julio anotar um try, que deu o fôlego de esperança aos visitantes. Gregorio converteu.
 
Apesar de umas boas investidas do SPAC, o contra-ataque niteroiense estava impecável e em três jogadas, três tries com dois de Erick e o terceiro de Caique, com destaque o contra-ataque de Marcos Freitas(revelado pelo Itaguaí Rugby), recuperando um chute em sua área de 22 metros e atravessando o campo ao driblar todo mundo e demonstrando sua humildade ao distribuir a bolar para Erick, que fez a fase que originou no drive do gigante Caique, anotando seu hat-trick na partida. Erick converteu dois. Fim de jogo, 59-10 para os niteroienses, que pensavam respirar até saberem o resultado de Farrapos v SP Band Saracens.
 
Apesar da expressiva vitória, o Niterói amarga a lanterna da competição por mais uma rodada do Super 8.
 
Fim de partida e emocionante premiação, com breve discurso de Lana Turnbull, agradecendo a presença das duas equipes e manifestando sua alegria pela taça ter ficado em Niterói.
 
 
Placar final: Niterói (30) 59 X 10 (03) SPAC
Árbitro: Marcel Santos
Assistentes: Vinícius Guedes e Elias Saad
Local: UFF Gragoatá – Niterói, RJ
 
Niterói
Tries: Stefano, Silas, Daniel Gregg, Raphael Delphino, Caique (3), Erick (2)
Conversões: Erick (4)
Penais: Erick (2)
 
SPAC
Tries: Júlio Mendonça
Conversão: Gregório
Penal: João
 

ClubeCidade (UF)PJVED4+-7PPPCSP
DesterroFlorianópolis (SC)62141301100437198239
CuritibaCuritiba (PR)4914100472374246128
São JoséSão José dos Campos (SP)4814100471412288124
FarraposBento Gonçalves (RS)33146084532928742
PasteurSão Paulo (SP)291450927210227-17
SPACSão Paulo (SP)231450921230437-207
NiteróiNiterói (RJ)2214401033279451-172
Band SaracensSão Paulo (SP)2114301136300437-137

Vitória = 4 pontos;
Empate = 2 pontos;
Derrota = 0 pontos;
Fazer 4 ou mais tries = 1 pontos extra;
Derrota por 7 ou menos pontos de diferença = 1 ponto extra;

– Dois primeiros colocados = classificação à final

 
Texto por Vinícius Guedes
Foto: Luís Cláudio Amaral

Comentários