Debaixo de sol muito forte na tarde de sábado, dia 11, o São José Rugby Clube superou o SPAC no clássico da segunda rodada do Campeonato Paulista, em um jogo muito pesado encerrado em 18 x 10 para os valeparaibanos.

O jogo já começou forte e, logo aos 3 minutos, o SPAC cobrou um lateral em suas 22 e cometeu um penal, que o camisa 10, Rafael Morales, o “Grilo”, converteu e deu números aos jogo. Logo em seguida, aos 8 minutos, depois de uma sequência de pick and goal, o SPAC cedeu outro penal e, de novo, Grilo não perdoou. 6 x 0 para os anfitriões.

O primeiro tempo foi muito duro e disputado nos rucks. Aos 15 minutos, o São José emplacou uma troca de passes no meio de campo, mas não conseguiu avançar, cometendo penal. Matias Newton anotou os primeiros 3 pontos do SPAC.

Com 20 minutos, os mandantes cometeram cometeram penal em seu campo de ataque e o pilar Nelson Oliveira recebeu um cartão amarelo, pela regra 10. Mas, mesmo com um homem a menos, o São José dominou a partida e imprimiu muita pressão, conseguindo mais um penal. Grilo colocou lá dentro, 9 x 3.

- Continua depois da publicidade -

Com a desvantagem, os paulistanos acordaram e pressionaram, mas não foram capazes de furar a defesa adversária antes do intervalo. No finalzinho do primeiro tempo, outro penal infantil dos visitantes e Grilo converteu outro chute. O primeiro tempo de um jogo, “lá e cá”, se encerrou em 12 x 3 para os autodenominados “Caipiras”.

O segundo tempo começou melhor e, logo aos 44 minutos, depois de uma boa troca de passes, o SPAC fez a bola chegar na ponta direita para Allan “Careca”, que desviou de 5 tackles e fez um belíssimo e único try do jogo, convertido por Matias e dando esperanças aos Leões. 12 x 10.

A partida, contudo, teve várias interrupções por diversas vezes por conta pequenas contusões, esfriando o ritmo. Aos 62 minutos, após confusão, Grilo converteu mais um belo penal, parando a reação do SPAC. O time de São Paulo, forte nos scrums, arrancou um penal precioso pouco depois, mas Matias não foi feliz no chute. E quem não faz, leva. Em um erro de ataque dos alvicelestes, o maior pontuador da partida anotou mais 3 pontos com chute de penalidade e deixou uma vantagem de 8 pontos restando 7 minutos para os donos da casa. 18 x 10.

No fim, toda a pressão do time da capital não foi suficiente para superar a defesa dos “Caipiras”. E um jogo em que as duas defesas se destacaram, com muito jogo nas 22 e laterais e scrums muito disputados, faltaram tries e o marcador se encerrou baixo, em 18 x 10 São José, que chegou a seu segundo triunfo em duas partidas.

O Portal do Rugby escolheu Rafael Morales (Grilo) como o melhor da partida. Afinal, o abertura foi perfeito: 100% de aproveitamento nos chutes.

 

Campeonato Paulista

São José 18 x 10 SPAC

Árbitro: Mariano de Goychoechea

Auxiliares: Lucas Gurgel e Fernando Zemann

4º árbitro: Twyla Bueno

Local: ADC Panasonic – São José dos Campos, SP

 

São José

Penais: Rafael Morales “Grilo” (6)

 

SPAC

Try: Allan Martins “Careca”

Conversão: Matias Newton

Penais; Matias Newton (1)

 

Escrito: Tomás de Goycoechea

Foto: São José Rugby Clube – www.saojoserugby.com.br