Paraná passa a ter Academia de Desenvolvimento

A Academia de Desenvolvimento do Rugby foi reaberta no Paraná em meados de setembro, depois de ter sido fechada pela CBRu fins de 2015 por erros de comunicação e falhas no planejamento de ambas as partes. Com muita insistência da atual direção da FPRu, inúmeras reuniões, visitas e depois de ajustes, ficou acertado que haveria a reabertura da academia, desde que a Federação arcasse com os custos dos profissionais que nela trabalham.

 
Agindo em conjunto com a direção do Curitiba e contando com o apoio da Secretaria de Estado do Esporte e Turismo, foi enviado para receber capacitação no CT da Seleção Brasileira em São José dos Campos o educador físico André Oliveira, ex-atleta, árbitro e então preparador físico do elenco feminino do Curitiba, campeão brasileiro da modalidade.

 
Após meses de tratativas a academia recebeu os implementos cedidos pela CBRu e iniciou os trabalhos de maneira efetiva. Segundo André Oliveira, o trabalho inicial é de correção postural, melhora no movimento básico do jogo aliados ao trabalho resistido na academia, força abdominal e trabalho de corrida.

 
Os trabalhos obedecem um cronograma direcionado a cada categoria, mas com acompanhamento individualizado de cada atleta, de segunda a quinta-feira, mas podendo o atleta, conforme sua disponibilidade, treinar todos os dias. Nas terças e quintas há trabalhos de LPO (levantamento de peso olímpico) em parceria com a federação paranaense da categoria.
 
Para o educador André, o trabalho ainda em seu início, já começa a dar seus primeiros sinais de evolução, especialmente nos atletas M19 com melhora na postura e mobilidade articular. Segundo ele é ainda de fundamental importância o pleito da FPRu em trazer para o estado a Academia de Alto Rendimento, pois possibilita que os atletas não tenham o desgaste de viagens semanais e possam permanecer perto de suas famílias e manterem-se estudando, o que é extremamente importante e por isso o trabalho tem sido desenvolvido para que em breve a mesma possa ser reaberta.
 
Um dos próximos passos da Academia PR é estreitar o relacionamento com profissionais de preparação física, nutricionistas e fisioterapeutas de todos os clubes do estado, para passar-lhes a dinâmica e metodologia de trabalho que a CBRu desenvolve em todas as academias do Brasil. Além disso, o educador Nei Vasconcelos segue com o trabalho de prospecção e identificação de novos talentos no Paraná, encaminhando-os aos maiores centros de rugby.
 
O trabalho não para e o Paraná, que conta os atuais campeões brasileiros M19 de rugby seven, M17 de rugby XV, os vice campeões brasileiros adulto e as atuais campeãs brasileiras de rugby seven feminino, não pode ficar de fora do projeto de crescimento do esporte no país.
 
Texto por: Juarez Villela Filho – JOTA
Foto por: Federação Paranaense de Rugby (FPRu)

Comentários