Pasteur derrota Poli em jogo tenso na USP

No último sábado, a USP recebeu pelo segundo fim de semana seguido o Campeonato Paulista A, com a Poli fazendo sua segunda partida em casa – e encontrando sua segunda derrota na competição. Vitória do atual campeão estadual, o Pasteur, que se manteve na liderança da competição, ao lado do São José, com 100% de aproveitamento, em vitória por 45 x 26. Jogo tenso, com 9 tries e nada menos que 2 cartões vermelhos e 4 amarelos.

 

O Pasteur começou imprimindo um ritmo forte à partida e teve a primeira chance com penal chutado para for por Gu. Foi a Poli quem largou em vantagem, com Tate, jogando com a 15, arrematando o primeiro penal logo aos 6′, mas o Pasteur já detinha maior posse de bola e, aos 10′, o abertura Andrézinho achou o buraco na linha politécnica e disparou para o primeiro try da partida.

 

Os Galos encontraram o caminho pela defesa uspiana, ganhando vantagem no jogo próximo à base dos rucks da Poli, para explorar os buracos abertos e usar seu jogo em velocidade, aproveitando a superioridade de sua linha sobre o oponente no jogo aberto. Foi assim que, aos 13′, Lipe arrancou para o segundo try tricolor, abrindo 14 x 3 no marcador. O tempo esquentou, com o jogo muito pegado, e dois amarelos foram mostrados após briga entre os dois lados, aos 20′. A Poli reduziu logo depois com arremate preciso de Tate, mas Lipe deu o troco com outra arrancada para o terceiro try do PAC, aplicando lindo dummy após a formação e explorando a falha na base da Poli. E, antes do intervalo, Ronaldo apanhou belo chute para a lateral e fez assegurou o bônus ainda na primeira metade do jogo para os visitantes. 26 x 6.

 

O segundo tempo começou agitado e foi a Poli que esboçou sua reação com lindo try aos 49′. A Poli mostrou sua força no scrum e Gonzo passou sob pressão para o lado cego, encontrando o scrum-half Beukes, ex Pasteur, que disparou, colidiu na defesa e liberou a bola com offload para Tate cruzar o in-goal e fazer o primeiro try dos anfitriões. Porém, a resposta foi rápida. Aos 53′, Ronaldo correu pela ponta até as 22 e o PAC trabalhou a bola até encontrar Thut, que rompeu a defesa para mais um try dos Galos. A situação se complicou para a Poli, com mais um amarelo, e o Pasteur não perdoou, fazendo seu sexto try, com o asa Batman.

 

Com 15 homens novamente em campo, a Poli cresceu e deu um gás no fim, conseguindo voltar a igualar o Pasteur fisicamente – após o PAC ter se mostrado fisicamente superior durante quase todo o jogo. Aos 70′, Gonzo lindo try, recebendo de Nery para romper a defesa adversária e anotar o segundo try para a Poli. Contudo, a reação tardia da Poli foi acompanhada de mais faíscas no jogo e dois cartões vermelhos, para Batman, do Pasteur, e Meirinho, da Poli. O Pasteur ainda teve mais um atleta recebendo amarelo e a partida foi aos instantes finais com 14 jogadores do lado da Poli e 12 do lado do Pasteur (que ainda havia perdido Croffi por lesão). Ainda assim, os visitantes finalizaram com mais um try, de Ronaldo, em linda jogada em velocidade, costurando a defesa anfitriã. PAC 45 x 16 Poli, fim de jogo.

 

No próximo sábado, o Pasteur receberá o Rio Branco, enquanto a Poli visitará o SPAC.

 

Placar final: Poli 26 x 45 Pasteur

 

Poli

Tries: Marcelo Orefice “Tate” e Pedro Mantovani “Gonzo”

Conversões: Marcelo Orefice “Tate” (2)

Penais: Marcelo Orefice “Tate” (4)

 

Pasteur

Tries: Felpe Zeni “Lipe” (2), Ronaldo Santos (2), André Huille “Andrezinho”, Thiago Thut e Gabriel Gomes “Batman”

Conversões: Douglas Hirata “Gu” (3), Pedro Di Pilla (2)

 

Clube Cidade P J V E D 4+ 7- PP PC SP T
São José São José dos Campos 33 7 7 0 0 5 0 252 42 210 30
Jacareí Jacareí 26 7 5 1 1 4 0 200 127 73 24
Pasteur São Paulo 25 7 5 0 2 4 1 200 115 85 25
SPAC São Paulo 20 7 4 1 2 2 0 166 141 25 20
Band Saracens São Paulo 12 7 2 1 4 2 0 118 192 -74 15
Rio Branco São Paulo 7 7 1 1 5 1 0 122 246 -124 12
Poli São Paulo 6 7 1 0 6 2 0 156 233 -77 15
União Rugby Alphaville Barueri/Santana do Parnaíba 6 7 1 0 6 1 1 123 247 -124 8

 

Foto: Denys Flores

Comentários