Pasteur é campeão paulista de 2015!

O Pasteur volta ao topo do Rugby paulista depois de sua última conquista em 2012, com um empate diante do SPAC, na Arena Paulista. O título veio minutos antes do kickoff, graças a derrota do São José para o Band Saracens na partida preliminar, e foi prestigiada pelo Secretário Estadual de Esportes, Sr Jean Madeira, juntamente com o Presidente da Federação Paulista, Sr Jean Tisserie, que anunciaram a reabertura do Estádio ïcaro de Castro Mello para o Rugby (mais informações em breve).

 

Veja as fotos da partida, por Daniel Venturole

 

O fato de ter o título assegurado antes do esperado duelo parece ter afetado o grupo que entrou muito apático em campo, deixando para o SPAC dominar territorialmente a etapa inicial. As poucas subidas dos franceses no campo de ataque não levaram grande perigo ao ingoal adversário, com uma defesa bem postada. Mesmo superior, os britânicos também não conseguiam traduzir o domínio em pontos, e somente passados os vinte minutos iniciais, Lucas Tranquez finalmente anotou um penal.

 

Inaugurar o marcador parece ter dado ânimo aos visitantes, que rapidamente ampliaram com um  try do veterano Luiz Ricca na ponta esquerda, seguido de um belíssimo chute de Tranquez novamente para aumentar a vantagem dos visitantes, que mesmo fora da briga por título, se mostrava disposto a estragar a festa do seu anfitrião. Tranquez também foi o responsável pelo bom jogo de chutes que acuou o Pasteur em seu campo de defesa na maior parte do tempo, se convertendo em um dos jogadores chave da partida.

 

O segundo tempo teve outra cara, muito mais disputado e emocionante, com o Pasteur voltando ao jogo com nova atitude, muito mais ofensivo e responsável pelos maiores lances de perigo. A torcida, que compareceu em peso, nnão deixou de apoiar o time o tempo todo, e aos poucos, a partida se equilibrou. Douglas Andrade, anotou o primeiro try dos franceses logo aos seis minutos, seguido de conversão do mesmo. Dessa vez foi o SPAC que sentiu o golpe, se retraindo e tentando acalmar o jogo, mas dez minutos depois Andrade empatou a partida com um penal bem cobrado Os Galos nem puderam comemorar pois Tranquez em uma boa infiltração pela direita, rompeu a barreira defensiva adversária e caiu no ingoal para recolocar o SPAC na frente do placar.

 

Mas a vitória do SPAC foi ameaçada quando o clube se viu reduzido a 14 jogadores, e o Pasteur tentava de todas as formas empatar novamente. Douglas e Maihara desperdiçaram penalidades, mas o campeão conseguiu capitalizar a superioridade numérica com try de Pedro di Pilla enfrentando a defesa adversária na perto da linha do ingoal para empatar novamente com o chute de conversão.

Já com quinze em campo novamente, o SPAC viu seu adversário ser penalizado igualmente com um amarelo com apenas mais seis minutos por jogar. O tempo correu e a disputa de bola ficou principalmente na intermediária, chegado ao fim sem que os times conseguissem adicionar pontos decisivos no placar. Nos minutos finais, o Pasteur errou mais um chute, mas o SPAC tampouco reagiu, encerrando a partida com um empate refletindo o equilíbrio no cômputo geral da partida.

 

O Portal do Rugby elegeu Lucas Tranquez (SPAC) e Ariel (Pasteur) como melhores jogadores da Partida.

Placar final: Pasteur (00) 17 X 17 (10) SPAC

Pasteur

Tries: Douglas Andrade, Pedro di Pilla

Conversão: Douglas Andrade, Pedro di Pilla

Penal: Douglas Andrade

 

Cartão Amarelo: Manuel Bouzas

 

SPAC

Tries: Lucas Tranquez, Luiz Ricca

Conversões: Lucas Tranquez (2)

Penal: Lucas Tranquez

 

Cartão Amarelo: Fábio Galdieri, Nick Smith

Comentários