Um jogo com dois tempos completamente distintos debaixo de muita chuva. Esse é o resumo do duelo entre Pasteur e SPAC, pela penúltima rodada da fase de classificação do Super 8, que mesmo assim, teve emoção garantida até o final apesar do ritmo mais lento da partida.

Veja as fotos da partida, por Daniel Venturole

A partida começou quente, com Pilla abrindo o placar nos primeiros minutos da partida na primeira subida do Pasteur no campo de ataque. A partida foi marcada pelo jogo bem truncado com alternância de posse dos dois lados, fruto da chuva forte que diminuiu o ritmo da partida e manteve as equipes cautelosas em campo. O SPAC igualou o placar pouco depois com Zé, mas Pilla recolocou os Galos na frente no minuto seguinte e Douglas ampliou com um belo try depois de quebra na linha de defesa por Bonini, que o fullback esperto no apoio recebeu passe para cair no ingoal e Pilla anotar os dois pontos adicionais aos 25 minutos. A etapa seguiu com domínio de posse do Pasteur, que criou as melhores chances, mas sem levar perigo ao ingoal adversário até o fim da etapa inicial.

O segundo tempo trouxe o SPAC com ânimo renovado e muito fôlego para buscar a virada. Lucas Tranquez colocou o SPAC próximo de seu objetivo aos 12 minutos com um try pela esquerda, mas a conversão desperdiçada faria falta no final, mantendo os franceses com cinco pontos de frente. Tímido no primeiro tempo, o SPAC buscou muito mais o jogo na etapa complementar, dominando os scrums e o campo de ataque, contra um Pasteur que praticamente se limitava a defender as ofensivas do rival e contar com os seguidos erros de continuidade nos britânicos, que mais uma vez falharam em momentos cruciais na hora de definir, com passes longos precipitados e tomadas de decisões pouco cautelosas. Apesar de muito pegado foi uma partida leal e sem incidentes, mesmo sem o clima cada vez mais quente que predominou até os minutos finais, sacramentando a quinta vitória seguida dos Galos.

- Continua depois da publicidade -

Com o triunfo, o Pasteur garante no mínimo a terceira colocação, e com isso, o mando de jogo nas quartas de final da próxima fase do Super 8. Os Galos enfrentam o Desterro fora de casa na próxima rodada, enquanto o SPAC faz duelo direto pelo G4 contra o Curitiba, que venceu seus três últimos jogos.

O Portal do Rugby escolheu Pedro di Pilla como melhor jogador da partida.

Placar final: Pasteur (13) 13 X 11 (03) SPAC

Pasteur
Try: Douglas Andrade
Conversão: Pedro di Pilla
Penais: Pedro di Pilla (2)

SPAC
Try: Lucas Tranquez
Penal: Lucas Tranquez (2)