Pasteur vence e se garante no Super 8 2016

Pasteur e Farrapos entraram em campo buscando salvar o ano. A campanha do título estadual de cada lado no primeiro semestre não se refletiu no Super 8 mais disputado dos últimos anos, com as equipes na parte de baixo da tabela em boa parte do campeonato. A disputa valia sair da 7a posição, ocupada em boa parte pelo Pasteur, mas que passou os gaúchos na reta final, e assim se garantir no Super 8 2016 sem a necessidade de repescagem. Em um jogo muito duro, o Pasteur fez valer seu mando de jogo e venceu com propriedade.
 
A partida começou quente nos primeiros minutos e o Farrapos abriu o placar com um try de Jonatan e conversão de Javier em uma desatenção da equipe do Pasteur, mas não demorou para que os donos da casa entrassem no jogo e revertessem a situação. Pedro di Pilla, teve a oportunidade de converter um penal na lateral direita do campo porém o chute passou pelo lado direito dos postes. A reação vinha se consolidando. Após um knock on do Farrapos o Pasteur garante um bom scrum com corrida rápida de Filipe Zeni e a poucos metros do ingoal acaba perdendo a bola em um forward pass, mas mesmo com um scrum contra o Pasteur conseguiu reverter a bola e acionando sua linha até a ponta, para o conclusão de Maihaira.

Veja as fotos da partida por Bruno Ruas

 
Após os dois tries, as duas equipes trocavam muitos chutes e forçando o erro do adversário, e o Pasteur se saiu melhor, com um chute colocado garantindo um line out a 5m do ingoal, e os forwards do Pasteur abriram o caminho para o try de Gu, seguido de conversão de Pilla, concretizando a virada dos Galos. O Farrapos tentava responder na mesma moeda com bons ataques, mas falhando nas finalizações. Em um ataque do Farrapos, já no campo de defesa do Pasteur, a bola ia de uma lado para o outro e numa boa leitura de jogo Maihara consegue a interceptação do passe e correu o campo todo até o ingoal, para o seu segundo try do dia, fechando o primeiro tempo com uma vantagem mais confortável para a sequência da partida.
 
O Farrapos voltou para o segundo tempo com uma outra cabeça, fruto da conversa intensa que tiveram com seu técnico Mario Colo. A equipe mostrava muita vontade, mas a ansiedade e os excessos de penais frearam a sua reação. Em um momento conturbado da partida, os jogadores Gabriel e Pedro Dualibi (Pasteur) e Maurício (Farrapos) acabaram excluídos por 10 minutos, mas a superioridade numérica do Farrapos não se traduziu em vantagem no jogo e o Pasteur ampliou com Pilla, aproveitando erro do fullback gaúcho na recepção de um chute de Beukes.
 
O Pasteur mostrou sua superioridade em situação adversa e com pleno controle da partida matou o jogo com um try de Beukes, saindo de um maul pelo lado cego da formação depois de mais um line vencido pelos franceses. Maihara anotaria o seu hat-trick encerrando um grande dia para os atuais campeões paulista,s que encerram sua temporada de XV na quinta colocação, aproveitando ainda o tropeço do Desterro ante o SPAC para ultrapassar os catarinenses na última rodada.
 
Já ao Farrapos, caberá a disputa da repescagem contra o San Diego, vice-campeão da Taça Tupi, fazendo o clássico gaúcho por um lugar na elite nacional no próximo ano.
 
O portal do Rugby elegeu Thiago Maihara como melhor jogador da partida.
 
 
Placar final: Pasteur (19) 38 x 07 (07) Farrapos
 
Pasteur
Tries: Pedro Di Pilla, Thiago Maihara (3), Beukes, Gu
Conversão: Pedro Di Pilla (4)
Cartão Amarelo: Gabriel dos Santos e Pedro Dualibi
 
Farrapos
Try: Jonatan
Conversão: Javier
Cartão Amarelo: Mauricio Aquino
 
 
Artigo e fotos por Bruno Ruas
 
 

Comentários