Poli e Rio Branco colocam um pé nas semifinais da Taça Tupi

O sábado foi quente na Taça Tupi, com a segunda (e penúltima etapa) da Taça Tupi, a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, produzindo os primeiros eliminados e definindo o cenário da rodada decisiva, que acontecerá no dia 24 deste mês.

 

O Grupo B se provou o mais delineado, com Poli e Rio Branco seguindo com 100% de aproveitamento ao alcançarem suas segundas vitórias bonificadas em dois jogos. União Rugby Alphaville e Pé Vermelho deram adeus às chances de promoção. Tanto Poli, líder, como Rio Branco (segundo melhor segundo colocado do quadro geral no momento) somam 10 pontos e vão se enfrentar com mando riobranquino na última rodada. E as chances de classificação serão grandes para o time que perder o duelo, pois o segundo melhor segundo colocado hoje, o BH Rugby, no Grupo A, tem 9 pontos e também terá uma pedreira pela frente na rodada final, o líder Jacareí. Já o Grupo C, do Sul, está embolado, com Charrua somando 6 pontos e Joaca 5 – e com os dois times se encarando em Florianópolis no jogo decisivo.

 

Poli volta a dominar o URA

No Campeonato Paulista, Poli e União Rugby Alphaville haviam feito o jogo decisivo contra o rebaixamento que terminou com uma grande vitória do time da USP por 57 x 17, rebaixando a agremiação de Barueri. As duas equipes voltaram a se enfrentar nesse sábado e outra vez os amarelos foram largamente superiores, fazendo 43 x 0 para assegurar mais 5 preciosos pontos na luta pela classificação.

 

A Poli começou muito forte a peleja, com o primeiro try saindo logo aos 3′, com o scrum-half Beukes Cremer achando o espaço. O URA sentiu o primeiro golpe e logo cederia penal para o fullback Tate arrematar com precisão e ampliar para 10 x 0, em questão de 5 minutos. E aos 12′, após Pedro Rosa deixar o URA com 14 em campo por amarelo, saiu o segundo try dos mandantes, com o oitavo Gonzo rompendo em velocidade. 15 x 0 fulminantes. Os verdes de Alphaville equilibraram as ações no restante da segunda etapa e tiveram suas chances de reduzir, parando na forte defesa politécnica, que mostrou muita evolução desde o Paulista.

 

O placar permaneceu inalterado até o intervalo, mas a pausa fez muito bem à Poli, que manteve com paciência seu padrão de jogo até conseguir romper decisivamente a defesa verde. Apenas aos 59′ saiu o terceiro try dos donos da casa, com o pilar Ed, na força do pack amarelo. A porta se abriu e o URA se desestruturou com o golpe. Aos 67′, Tate marcou o quarto try politécnico, enquanto MIB arrancou para o quinto try aos 71′, já perseguindo o saldo para alcançar a liderança. O placar foi selado aos 73′ com o segundo try de Gonzo, 43 x 0.

 

Placar final: Poli 43 X 00 União Rugby Aplhaville
Árbitro: Mariano Goycoechea
Local: CEPEUSP – São Paulo, SP

 

Poli

Tries: Pedro “Gonzo” Mantovani (2), Beukes Cremer, Edgard “Ed” Malta, Marcelo “Tate” Orefice e João Rafael “MiB” Azevedo

Conversões: Marcelo “Tate” Orefice (5)

Penais: Marcelo “Tate” Orefice (1)

 

Rio Branco se impõe no Paraná

O Grupo B tem três paulistas e apenas o Rio Branco jogou fora do estado. O compromisso dos Pelicanos foi diante do Pé Vermelho, em Londrina, e a vitória foi contundente: 50 x 17.

 

O tetracampeão brasileiro (1993, 1997, 1998 e 2006) mostrou sua força desde o começo, conquistando quatro tries ainda no primeiro tempo, pelas mãos do segunda linha Vina, do oitavo sul-africano Jaco Botha (duas vezes) e do pilar Luques. Mas, o Pé Vermelho ainda manteve suas esperanças com dois tries não convertidos, de Deoclecio e Matheus Queiroz. 28 x 10 para os Pelicanos no intervalo.

 

No segundo tempo, teve mais do time da capital paulista, que cruzou mais três vezes o in-goal, com o ponta Kevin e Daniel Veiga. Gabriel Paulino ainda fez mais um try para o time da casa, ainda aos 61′, chegando a sonhar com um bônus. Mas, o placar final foi mesmo de 50 x 17 para o Rio Branco.

 

Placar final: Pé Vermelho 17 X 50 Rio Branco
Árbitra: Amanda Macedônio
Local: Estádio José Garbelini – Londrina, PR

 

Pé Vermelho

Tries: Deoclecio Mello, Matheus Queiroz e Gabriel Paulino

Conversões: Lucas Branco (1)

 

Rio Branco

Tries: Jaco Botha (2), Kevin Santos (2), André Vinícius “Vina” Alvares, Felipe Luques e Daniel Veiga

Conversões: Pedro Armelin (6)

Penais: Pedro Armelin (1)

 

Clube Cidade (Estado) Pts J V E D 4+ 7- PP PC SP
Grupo A
Jacareí Jacareí (SP) 15 3 3 0 0 3 0 188 27 161
BH Rugby Belo Horizonte (MG) 9 3 2 0 1 1 0 83 87 -4
Guanabara Rio de Janeiro (RJ) 6 3 1 0 2 1 1 110 59 51
Nova Lima Nova Lima (MG) 0 3 0 0 3 0 0 18 226 -208
Grupo B
Poli São Paulo (SP) 14 3 3 0 0 2 0 119 31 88
Rio Branco São Paulo (SP) 10 3 2 0 1 2 0 117 61 56
União Rugby Alphaville Barueri (SP) 4 3 1 0 2 0 0 32 110 -78
Pé Vermelho Londrina (PR) 1 3 0 0 3 0 1 48 114 -66
Grupo C
San Diego Porto Alegre (RS) 14 3 3 0 0 2 0 83 29 54
Charrua Porto Alegre (RS) 10 3 2 0 1 1 1 65 36 29
Joaca Florianópolis (SC) 5 3 1 0 2 1 0 40 68 -28
Serra Caxias do Sul (RS) 0 3 0 0 3 0 0 26 81 -55

 

Foto: Denys Flores

Comentários