Poli supera com dificuldades o Guanabara e continua na briga pela classificação

No último sábado(22/08) a Poli encarou mais de nove horas de viagem de São Paulo – SP a Cachoeira de Macacu – RJ, para enfrentar a tradicional equipe do Guanabara. Sob forte calor carioca e com bastante dificuldades de furar a fortíssima defesa do Guanabara, os Politécnicos tiveram que suar muito para garantir a vitória bonificada pelo placar 25 a 5, além de se manterem vivos na luta pela classificação às semifinais da Taça Tupi.

 

A partida iniciou com forte pressão dos donos da casa, que queriam apagar da memória de sua torcida a derrota elástica sofrida na primeira partida em São Paulo contra os Politécnicos, (Poli 53 X 00 Guanabara), e logo no início do jogo mostrou sua maior força: Pack de forwards, que sem demora tratou de pressionar a defesa da Poli e impor toda sua força física.

 

Os Politécnicos, encontraram muitas dificuldades em segurar a forte pressão inicial dos forwards do Guanabara, que nos primeiros minutos pressionaram e tentaram explorar as falhas de defesa do clube paulistano; porém o Guanabara pecava nas finalizações de suas jogadas cometendo muitos erros de knock on e falhas de comunicação entre a linha e os forwards. O jogo seguiu com muita disputa física entre as duas equipes nos primeiros 20 minutos; até que aos 21, em cobrança rápida de penal nas 15 de defesa do Guanabara o abertura, Vinicíus Hideo “Jaspion”, cobrou rápido para o experiente centro Victor Bellemo “Santos” que em velocidade conseguiu furar a defesa do Guanabara marcando os primeiros 5 pontos para a equipe visitante.

 

O primeiro tempo seguiu com o Guanabara pressionando e gerando muitas dificuldades para a defesa da Poli, porém os erros de finalização continuavam e o vigor físico já não era o mesmo dos minutos iniciais, até que aos 35 minutos o fullback, Fernando Agra, “Feijoada” começou a mostrar que seria decisivo na partida e deu início ao seu repertório de Rugby, convertendo um difícil penal de mais de 35 metros de distância.

 

Para complicar ainda mais a vida dos donos da casa, no último minuto da etapa inicial o centro Felippe Santos “Semente” recebeu cartão amarelo, por infração de penal reiterada, desfalcando a equipe carioca nos 10 minutos iniciais do segundo tempo.

 

O segundo tempo começou com a Poli decidida a aproveitar a vantagem numérica de um homem, e logo buscou ampliar o placar o que resultou de forma positiva, aos 5 minutos depois de uma jogada de velocidade do ponta João Rafael “Mib” que conseguiu se livrar de seus marcadores e marcar o try, abrindo vantagem de 13 pontos para Politécnicos.

 

Os cariocas não se intimidaram com a desvantagem no placar e continuaram bravamente lutando e aos 12 minutos em jogada rápida pela ponta o terceira linha “Leandro Grisioni” apoiou no in-goal dos Politécnicos marcando assim os primeiros 05 pontos para o Guanabara, e injetando ainda mais emoção a partida.

 

Aos 22 minutos novamente o fullback, Fernando Agra, “Feijoada” em jogada individual conseguiu furar a linha de defesa do Guanabara, caindo e apoiando no in-goal dos donos da casa e anotando mais um try para a equipe visitante. O mesmo chamou a responsabilidade para si e em dia inspirado chutou convertendo e ampliando o placar para os Politécnicos, (Guanabara 05 X 20 Poli). O Guanabara sentiu o forte golpe da desvantagem no placar e diminuiu seu volume de jogo demostrando novamente erros nas finalizações e um maior desgaste físico de seus atletas.

 

Já os Politécnicos, sob a liderança de seu capitão Pedro Mantovani “Gonzo” percebeu a possibilidade de ampliar ainda mais o placar e levar para São Paulo uma vitória bonificada; e logo buscaram aumentar seu volume de jogo nos últimos 20 minutos. Aos 34 minutos, em jogada de altíssima velocidade pela lateral do campo, o ponta Airton “Tadashi” disparou em uma emocionante corrida de mais de 40 metros, parando apenas dentro do in-goal do Guanabara e anotando o último try dos Politécnicos, dando assim, números finais a vitória bonificada da equipe da Capital Paulistana.

 

A vitória bonificada mantém os Politécnicos na briga pela classificação às semifinais da Taça Tupi, e em sua próxima partida receberá em casa a equipe do BH Rugby. Já o Guanabara, busca sua primeira vitória na competição no clássico carioca entre Niterói Rugby X Guanabara.

 

Placar final: Guanabara 05 x 25 Poli

 

Guanabara

Try: Grisoni

 

Poli

Tries: Santos, Muso, Feijoada e Tadashi

Conversões: Feijoada (1)

Penais: Feijoada (1)

 

Jornalista Responsável:  Henrique Lima

 

clubePtsclubePts
Grupo AGrupo C
Wallys24San Diego28
Rio Branco24Serra17
Maringá11Charrua15
Londrina1BC Rugby0
Grupo B
Niterói30
Poli21
BH Rugby11
Guanabara0Tabela completa

Comentários