Poli vence BH e continua na luta pela classificação na Taça Tupi

No último sábado, 29 de agosto de 2015, a Politécnica Rugby, recebeu no CEPEUSP, (Centro de Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo) o BH Rugby, atual campeão mineiro. As duas equipes proporcionaram mais um confronto empolgante e de alto nível. Os visitantes queriam devolver a derrota sofrida no primeiro confronto em Minas Gerais (BH Rugby 32X41 Poli Rugby), e continuarem vivos na competição. Já os Politécnicos buscavam a vitória a qualquer custo e de preferência com ponto Bônus de ataque para permanecerem na luta pela classificação às semifinais.  O resultado foi uma crucial vitória do time da USP, que segue firme na luta pela vaga nas semifinais. 32 x 11, eliminando o BH Rugby matematicamente da disputa.

 

A partida iniciou com muita cautela e estudo entre as duas equipes. Os primeiros 10 minutos de partida foram de muita analise táctica de ambas as partes. Os times buscavam explorar os erros do adversário e se aproveitarem de um vacilo para sair em vantagem na partida. Os visitantes sabiam que qualquer erro poderia ser fatal e os donos da casa se preocupavam em não cometer erros e manter a partida sob controle. Os Politécnicos logo trataram de mostrar sua maior força: Pack de  Forwards, que passou a pressionar a defesa do BH e impor toda sua força física.

 

Os mineiros encontraram dificuldades em segurar a forte pressão do pack de forwards da Poli, que pressionaram e tentaram explorar as falhas de defesa do clube mineiro; até que aos 14 minutos, essa forte pressão começou a dar resultado. Após penal cometido pela equipe mineira, o fullback, Fernando Agra – “Feijoada” – começou a mostrar que novamente seria decisivo na partida, convertendo um difícil penal de mais de 35 metros de distância e marcando os primeiros 3 pontos para os Politécnicos.

 

Os visitantes logo se organizaram, retomaram o padrão de jogo e aos 20 minutos, Matheus Oliveira – “Pintinha” – converteu um penal de 20 metros de distância para os mineiros, empatando a partida. Os Politécnicos, após sofrerem o empate, decidiram aumentar o ritmo de jogo e resolver a partida no primeiro tempo e aos 24 minutos, em jogada rápida pela lateral do campo o fullback, Fernando Agra – “Feijoada” – recebeu a bola em velocidade e se livrou dos seus marcadores anotando o primeiro Try do jogo para Poli. Não convertido por Vinicius Hideo – “Jaspion”.

 

A pressão da Poli continuava e os erros de penais e comunicação da equipe de Belo Horizonte, contribuíram para que a Poli logo chegasse ao segundo Try com o segunda linha, Leandro Santos – “Mamute” – que na base do pick in goal conseguiu apoiar a bola no meio dos postes do BH, aumentado a vantagem dos donos da casa. Try convertido pelo fullback, Fernando Agra – “Feijoada”. Aos 32 minutos, novamente Matheus Oliveira – “Pintinha” – converteu mais um penal para o BH Rugby, diminuindo a vantagem dos donos da casa.

 

A proposta de jogo da Poli era clara: manter o forte ritmo da partida e explorar ao máximo os erros individuais do adversário e os donos da casa mostrando que estavam melhores preparados fisicamente, jogavam no campo de ataque dos mineiros, e aos 40 minutos após cobrança rápida de penal nas 05 de defesa do BH, André Gallina – “Andrezão” – anotou o terceiro Try dos Politécnicos. Try convertido pelo fullback, Fernando Agra – “Feijoada”.

 

O segundo tempo começou com os Politécnicos decididos a conquistar o quarto Try e alcançar a vitória com pontos bônus de ataque, e logo aos 03 minutos após uma bela jogada em alta velocidade pela lateral do campo, o centro Raul Dotta – “Xota” – anotou o quarto Try para os donos da casa. Try não convertido por Vinicius Hideo – “Jaspion”. Para complicar ainda mais a vida dos visitantes, aos 09 minutos, Fernando Gomes -“Loco”- recebeu cartão amarelo por reclamação, desfalcando a equipe mineira e deixando seu time em situação complicada no segundo tempo.

 

Aproveitando a vantagem numérica de um homem, a Poli logo buscou ampliar o placar, o que resultou de forma positiva, aos 13 minutos depois de uma bela jogada na lateral do campo, o fullback em grande fase, Fernando Agra – “Feijoada” – em velocidade conseguiu se livrar de seus marcadores e marcar seu segundo Try na partida e o quinto Try dos Politécnicos, abrindo uma grande vantagem no placar para os donos da casa. Try não convertido por Vinicius Hideo – “Jaspion.

 

Mesmo com a grande desvantagem no placar e com um homem a menos, os mineiros não se intimidaram e continuaram bravamente lutando e pressionando a Poli, que por sua vez, manteve seu padrão de jogo com destaque para a grande atuação do sistema defensivo dos Politécnicos que conseguiu segurar a forte pressão do BH Rugby.

 

Aos 31 minutos, foi a vez dos Politécnicos ficarem com um homem a menos, após o centro Raul Dotta receber cartão amarelo por jogo sujo após pisar no atleta do BH. Os mineiros aproveitaram a vantagem numérica e depois de muito pressionar a defesa da Poli, conseguiram furar o sistema defensivo e, Rodrigo Toscano – “Nichele”- anotou o primeiro Try dos mineiros na partida, fechando o placar e dando números finais ao jogo.

 

A vitória bonificada mantém os Politécnicos na briga pela classificação às semifinais da Taça Tupi, que em sua próxima partida viajará ao Rio de Janeiro, para decidir a vaga contra o líder invicto Niterói. Já BH Rugby busca finalizar sua participação com uma vitória fora de casa contra o Guanabara.

 

Clique aqui para acessar as fotos de Denys Flores.

 

Placar final: Poli 32 x 11 BH Rugby

 

Poli

Tries: Feijoada (2), Mamute, Andrezão e Dotta

Conversões: Feijoada (2)

Penais: Feijoada (1)

 

BH Rugby

Try: Nichele

Penais: Pintinha (2)

 

Escrito por:  Henrique lima (MTB 0058174 – SP)

Foto: Denys Flores

 

Clube Cidade (Estado) Pts J V E D 4+ 7- PP PC
Grupo A
Wallys Louveira (SP) 24 6 5 0 1 4 0 206 69
Rio Branco São Paulo (SP) 24 6 5 0 1 4 0 258 59
Maringá Hawks Maringá (PR) 11 6 2 0 4 3 0 159 251
Pé Vermelho Londrina (PR) 1 6 0 0 6 0 1 50 295
Grupo B
Niterói Niterói (RJ) 30 6 6 0 0 6 0 273 84
Poli São Paulo (SP) 21 6 4 0 2 4 1 194 118
BH Rugby Belo Horizonte (MG) 11 6 2 0 4 3 0 142 203
Guanabara Rio de Janeiro (RJ) 0 6 0 0 6 0 0 47 251
Grupo C
San Diego Porto Alegre (RS) 28 6 6 0 0 4 0 218 47
Serra Caxias do Sul (RS) 17 6 3 0 3 3 2 157 137
Charrua Porto Alegre (RS) 15 6 3 0 3 2 1 170 93
BC Rugby Balneário Camboriú (SC) 0 6 0 0 6 0 0 56 324

Comentários