Poli vence Uberlândia de forma contundente fora de casa

Em confronto válido pela etapa classificatória da Taça Tupi, time da Escola Politécnica da USP vence o Uberlândia com placar elástico.

 

 

A Poli dominou o confronto desde o princípio. Logo no começo impôs um forte ritmo e pressionou o bastante o adversário, conseguindo um penal logo aos 3 minutos. Marcelo “Tate” Orefice chutou e colocou a Poli a frente no placar. Pouco depois, aos 10 minutos, outro penal dentro das 22 do adversário e mais 3 pontos obtidos por Tate para a Poli.

 

A Poli tinha mais posse de bola e ditava o ritmo do jogo. Seus forwards estavam mais entrosados e diferentemente do último jogo, conseguiram a superioridade nos laterais. Com o avanço dos forwards, a defesa mineira ia criando buracos e Bruno “Odonto” Lopes fez o primeiro try da Poli, convertido por Tate.

 

Aos 15 minutos de jogo o placar já estava 13×0. Na retomada do jogo, o Uberlândia ainda tentou uma reação, ficou por quase 10 minutos no ataque e levando perigo ao in-goal politécnico. Depois de seguidas fases de forwards, a Poli consegue recuperar a bola a 5 metros do ingoal, o que detém a reação dos mineiros.

 

Aos 27 minutos, Giuliano “Presida” Russo faz mais um try. Os forwards da Poli criavam muita dificuldade para o Uberlândia e aos poucos surgiam mais espaços na linha. Ainda na primeira etapa, André Gallina aproveitou uma falha no lateral dos mineiros para fazer o terceiro try politécnico, encerrando a primeira etapa em 27×0.

 

A Poli voltou do intervalo muito focada e mantinha a posse de bola, sempre avançado com as fases de forwards e os backs aproveitando as oportunidades que surgiam na defesa para ganharem muitos metros. Na segunda etapa, Andrezão fez mais um try e Pedro “Gonzo” Mantovani, aproveitando a superioridade nos scrums fixos, deixou seus dois tries no jogo após rápidas saídas do scrum.

 

polixberlandia2

 

Com o placar de 42×0 e o jogo praticamente liquidado aos 20 minutos do segundo tempo, a Poli foi administrando o jogo, mantendo a posse de bola, forçando o jogo de forwards e abrindo buracos na linha adversária. Nos últimos 20 minutos, a rápida linha politécnica aproveitou os espaços que surgiam e João Rafael “Mib”, Airton “Tadashi” e Bruno “Italiano” Calidonna também deixaram seus tries, concluindo uma vitória tranquila fora de casa sobre o vice-campeão mineiro.

 

Placar final: Uberlândia 00 X 68 Poli

Uberlândia

 

Poli

Tries: Andrezao (2), Gonzo (2), Mib (2), Tadashi, Italiano, Odonto, Presida

Conversões: Tate (6)

Penal: Tate (2)

Comentários