Belém e o Estado do Pará tiveram no último sábado, de 21 de março, o seu histórico primeiro jogo de rugby XV entre dois clubes locais, Acemira e Japuaçu. Válido pela etapa paraense da Copa Norte de Rugby, o evento contou com a presença do presidente da Liga Norte, Bruno Guterres.

O Acemira (“o que faz doer”, na língua tupi) iniciou suas atividades no início de 2011 e a maior experiência pesou contra o oponente, cujo clube se iniciou com ex-acemiras em meados de 2013 e cujo nome por sua vez remete ao pássaro que, na lenda amazônica, era um indígena encarregado pela aldeia de conseguir se apoderar do fogo dos céus – e que pediu a seu pajé para permanecer como ave após seu regresso à forma humana revelar que estava desfigurado pelas queimaduras do sol.

- Continua depois da publicidade -

Foi um jogo limpo no campo do Hospital da Aeronáutica, sem cartões e lesões, o Acemira venceu por 55 a 0 o Japuaçu, em atmosfera de grande respeito mútuo também em razão das homenagens póstumas a Jacky Verdier, falecido na véspera. Jacky foi um grande orientador do rugby paraense e na partida foi lembrado antes, com os dois lados se unindo em círculo para ouvir sua memória pelo técnico João Bento Torres; durante, com as duas equipes portando faixas pretas no braço; e após, com o compromisso conjunto de se disputar duas vezes ao ano uma taça em nome de mentor – assim lembrado por Caio Maximino, antigo scrum-half e técnico Acemira que atualmente reside em Marabá:

Jacky tornou-se o Presidente de Honra do Acemira Rugby Belém. Faleceu na madrugada do dia 20, depois de uma longa batalha contra um câncer não-diagnosticado, e deixa para trás a saudade e os ensinamentos do rugby – a noção estrita de que o rugbier não se constrói somente no campo, mas é resultado de uma reflexão ética intensa.

Fernando Moraes, autor do try inaugural do sábado, lembrou de Verdier desta forma na sexta-feira, véspera da partida: “e pensar que ainda ontem estive ao teu lado lembrando das inúmeras vezes que me fez pagar flexões durante os treinos, talvez nem soube em vida o quanto foi importante para nós do Acemira Rugby Belém, mas com certeza nossos filhos – futuros jogadores de Rugby – vão se inspirar ouvindo muitas histórias sobre você”