Sábado e domingo serão de decisão no rugby nacional, porque o Estádio Caio Martins, em Niterói, receberá o torneio final do Super Sevens masculino, valendo o título nacional do seven-a-side e o Bolsa Atleta, destinado aos jogadores dos três primeiros colocados. Ao todo, 12 clubes de 7 estados estão em campo na antiga capital fluminense. Com os jogadores da seleção já liberados para atuarem por seus clubes, a expectativa é dos principais clubes voltarem a contar com grandes nomes, apenas de muitos certamente terem tido pouco tempo de preparação específica para sevens.

 

O formato de disputa é o consagrado pelo feminino, com 12 clubes divididos em 3 grupos com 4 equipes cada, sendo que os dois primeiros de cada grupo e os dois primeiros terceiros colocados avançarão às quartas de final. O mesmo formato também usado no Qualificatório (quer lembrar como foi o torneio? Clique aqui).

 

- Continua depois da publicidade -

Campeão de 7 dos 9 nacionais de sevens já realizados, o São José vai a Niterói como o atual campeão brasileiro. O time do Vale é sempre a grande potência da categoria, mas irá ao Rio de Janeiro com dois baques recentes, com a perda do título paulista para o SPAC e da final do torneio qualificatório do Super Sevens em casa em final contra o vizinho Jacareí. Os joseenses não terão vida fácil no torneio e logo na primeira fase irão enfrentar o Guanabara, que fez ótima apresentação no Qualificatório e chega sempre forte no sevens. Os cariocas alcançaram um terceiro lugar em São José, com vitória sobre o forte Pasteur, mostrando muita intensidade e atletas com fortes características para o sevens. O fator “casa” deverá colocar o Guanabara entre os favoritos.

 

Farrapos e Uberlândia fecham os Grupo A. Os gaúchos desistiram do torneio no ano passado, mas optaram pelo retorno neste ano, embalado por um passo adiante que deu o clube no Super 8. Mesmo tendo sua maior virtude no pack, o Farrapos jamais pode ser descartado. E os Carcarás, por sua vez, vem se firmando como a principal força mineira no sevens, tendo no currículo as quartas de final no ano passado. Evolução passo a passo em Uberlândia.

 

Já o Grupo B pode ser considerado o “Grupo da Morte” do torneio, colocando frente a frente as potências Pasteur, Desterro e Curitiba. Quando o assunto é seven-a-side, Pasteur e Desterro levam vantagem, ao menos no papel, sobre os curitibanos, campeões nacionais no XV. Os Galos vem passando perto ano após ano da conquista nacional, sendo os atuais vice campeões nacionais e paulistas e tendo um elenco com nomes experimentados com a camisa dos Tupis na modalidade, como Robert e Ronaldo, que estiveram no Circuito Sul-Americano neste ano. O Desterro, por sua vez, igualmente com jogadores de experiência na modalidade e liderado por Ige, é o único clube que tem em seu currículo o título nacional, tendo por dois anos seguidos derrotado o São José. Com a academia de alto rendimento funcionando a todo valor em Floripa, os catarinenses têm tudo para brigarem ponto a ponto pelo título. O Curitiba, no entanto, não fica muito atrás, e sabe bem o caminho da glória, com um elenco forte e sempre abastecimento pelo seu trabalho com juvenis. Olho nos três! O Rio Rugby fecha a chave e sabe que pode ser a zebra do torneio, afinal, o clube desbancou o Guanabara e o Niterói no Fluminense e sabe de seu potencial.

 

O Grupo C terá uma briga quente entre o campeão paulista SPAC e o campeão do Qualificatório, o Jacareí. Os dois paulistas têm muitos atletas com experiência com os Tupis no sevens e desbancaram a potência São José cada um em um torneio. O SPAC venceu o Paulista contando com Alemão, Bergo, Zé, entre outros, enquanto os Jacarés tiveram nada menos que 4 atletas convocados para o último Circuito Sul-Americano, com Ariel (que foi titular dos Tupis no XV), a referência Matias, Bruninho e Cruz, destaque do Americas. O peso do calendário para eles, no entanto, pode pesar, mas o Jacareí se saiu muito bem durante Americas Rugby Championship, sem esses nomes, no Qualificatório, sempre com nomes fortes de sua canteira. Rio Branco, que mostrou evolução no sevens no Qualificatório, com alguns bons nomes, como Maranhão, da seleção, e o Melina, verdadeira seleção do Centro-Oeste, mostrando profissionalismo em sua organização, completam o grupo e poderão pintar nas quartas de final.

 

Quem leva a taça? Saberemos domingo e com transmissão do SporTV a partir das 15h00, ao vivo.

 

Super Sevens Masculino – Torneio Final

Grupo A: São José (SP), Guanabara (RJ), Uberlândia (MG) e Farrapos (RS)

Grupo B: Pasteur (SP), Desterro (SC), Curitiba (PR) e Rio Rugby (RJ)

Grupo C: SPAC (SP), Jacareí (SP), Rio Branco (SP) e Melina (MT)

 

Sábado, 18 de março

10h00 – São José x Farrapos

10h22 – Guanabara x Uberlândia

10h44 – Pasteur x Rio Rugby

11h06 – Curitiba x Desterro

11h28 – SPAC x Melina

11h50 – Jacareí x Rio Branco

12h30 – São José x Uberlândia

12h52 – Guanabara x Farrapos

13h14 – Pasteur x Desterro

13h36 – Curitiba x Rio Rugby

13h58 – SPAC x Rio Branco

14h20 – Jacareí x Melina

15h00 – São José x Guanabara

15h22 – Uberlândia x Farrapos

15h44 – Pasteur x Curitiba

16h06 – Desterro x Rio Rugby

16h28 – SPAC x Jacareí

16h50 – Rio Branco x Melina

 

Domingo, 19 de março

10h00 – 1º x 8º – Quartas de final ouro 

10h22 – 4º x 5º – Quartas de final ouro 

10h44 – 2º x 7º – Quartas de final ouro 

11h06 – 3º x 6º – Quartas de final ouro 

11h28 – 9º x 12º – Semifinal bronze

11h50 – 10º x 11º – Semifinal bronze

12h30 – Semifinal prata

12h52 – Semifinal prata

13h14 – Semifinal ouro

13h36 – Semifinal ouro

13h58 – Disputa de 11º e 12º

14h20 – Disputa de 9º e 10º

15h00 – Disputa de 7º e 8º – SporTV 2 AO VIVO

15h22 – Disputa do 5º e 6º – SporTV 2 AO VIVO

15h44 – Disputa de 3º e  4º – SporTV 2 AO VIVO

16h06 – FINAL – SporTV 2 AO VIVO

 

Super Sevens apresentado pela Total
Data: 18 e 19 de março
Horário: 10h às 17h em ambos os dias
Local: Estádio Caio Martins
Endereço: Rua Presidente Backer S/N, bairro Icaraí – Niterói/RJ


Lista de campeões nacionais de sevens

2008-09 – São José (SP)
2009-10 – São José (SP)
2010-11 – São José (SP)
2011 – São José (SP)
2012-13 – São José (SP)
2013 – São José (SP)
2014 – Desterro (SC)
2015 – Desterro (SC)
2016 – São José (SP)

 

Foto: Fotojump