Rio Branco atropela Maringá e segue na briga pela classificação

O Rio Branco conquistou uma importante vitória na Taça Tupi, ao bater o Maringá no Parque Esportivo do Trabalhador por 75 a 18 e se manteve na briga pela classificação.

 

A equipe da capital paulista não se abalou pela perda dos pontos relativos ao jogo com o Wallys, cancelado devido às condições do campo, e vai brigar até o fim por uma vaga nas finais, precisando do maior número de pontos para ficar como melhor segundo. O jogo propriamente dito foi dominado pela equipe da casa. O Maringá, apesar de lutar até o final, veio para São Paulo com 15 jogadores apenas e não conseguiu conter uma equipe mais experiente.

 

Apesar disso os visitantes abriram o placar, em um penal convertido por Lucas Vieira logo nos primeiros minutos, mas não encontraram forças para segurar o jogo do Rio Branco, que dominou completamente o jogo controlando as ações e entrando no in-goal com Jonathan Dellatre (2 vezes), Rene Cruz, Diego Telles, Samir Trad, Leandro Ferreira, Gabriel Suarez. Nesse festival de tries Jonathan Dellatre conseguiu converter duas vezes, além de anotar um penal, Samir Trad também deixou a sua conversão.

 

O Maringá, apesar de todas as dificuldades, nunca abandonou a partida, ensaiando uma pequena reação no início do segundo tempo, apesar de continuar com muitos problemas na defesa, pondo a bola no chão duas vezes com Fernando Oliveira e Vitor Tanii, com Lucas Vieira acertando uma conversão e um penal. A reação teria fim com a lesão do abertura Rodrigo de Moura, que teve um chute bloqueado e acabou lesionando o joelho, como a equipe não veio com reservas ficou com 14, e foi reduzida a 13 logo depois devido a um amarelo. O Rio Branco, diante de um adversário cada vez mais fragilizado também reduziu o ritmo, entrando no in-goal com Henrique Coletta , André Alvares (2 vezes) e Felipe Luques.

 

O Rio Branco joga no próximo sábado com o Londrina em São Paulo, em jogo remarcado, e precisa vencer com ponto-bônus para seguir na cola do Wallys na luta pela classificação.

 

 Placar final: Rio Branco 75 x 18 Maringá Hawks

 

Rio Branco

Tries: Samir Trad (2), Jonathan Dellatre (2), André Alvares (2), Rene Cruz, Diego Telles, Leandro Ferreira, Gabriel Suarez, Henrique Coletta e Felipe Luques

Conversões: Jonathan Dellatre (5), Samir Trad (1)

Penais: Jonathan Dellatre (1)

 

Maringá

Tries: Fernando Oliveira e Vitor Tanii

Conversões: Lucas Vieira (1)

Penais: Lucas Vieira (2)

 

Texto e foto: Diego Gutierrez

 

Clube Cidade (Estado) Pts J V E D 4+ 7- PP PC
Grupo A
Wallys Louveira (SP) 24 6 5 0 1 4 0 206 69
Rio Branco São Paulo (SP) 24 6 5 0 1 4 0 258 59
Maringá Hawks Maringá (PR) 11 6 2 0 4 3 0 159 251
Pé Vermelho Londrina (PR) 1 6 0 0 6 0 1 50 295
Grupo B
Niterói Niterói (RJ) 30 6 6 0 0 6 0 273 84
Poli São Paulo (SP) 21 6 4 0 2 4 1 194 118
BH Rugby Belo Horizonte (MG) 11 6 2 0 4 3 0 142 203
Guanabara Rio de Janeiro (RJ) 0 6 0 0 6 0 0 47 251
Grupo C
San Diego Porto Alegre (RS) 28 6 6 0 0 4 0 218 47
Serra Caxias do Sul (RS) 17 6 3 0 3 3 2 157 137
Charrua Porto Alegre (RS) 15 6 3 0 3 2 1 170 93
BC Rugby Balneário Camboriú (SC) 0 6 0 0 6 0 0 56 324

Comentários