Rio Branco derrota Poli em duelo direto contra o rebaixamento no Paulista

O Campeonato Paulista está em seus momentos decisivos e a luta contra o rebaixamento está pegando fogo. Nesse último sábado, a Poli, lanterna do certame, recebeu o Rio Branco, antepenúltimo colocado, em jogo entre dois times que ainda não haviam vencido no campeonato. E o Rio Branco levou a melhor, dando um passo decisivo pela sua permanência na elite estadual e colocando os politécnicos em situação muito delicada. 33 x 23 foi o placar de um jogo de 8 tries, que rendeu ponto-bônus ofensivo aos Pelicanos.

 

O Rio Branco começou com tudo o duelo no CEPEUSP, sentindo-se em casa. O segunda linha e capitão do Rio Branco, Vina, aproveitou erro no alinhamento lateral politécnico e anotou o primeiro no início da partida, que teve os Pelicanos usando a estratégia de exercem muita pressão sobre a saída da Poli nos primeiros minutos.

 

Jogando com uma linha defensiva agressiva e de pressão, os Pelicanos encontraram logo o segundo try, com Vina interceptando passe. O 14 x 0 deu uma vantagem que acabou se provando decisiva para os riobranquinos, mas a Poli responderia logo com penal chutado por Feijoada, na segunda chance de penal aos paus que teve o time politécnico na partida.

 

A Poli melhorou, cresceu e passou a levar ter vantagem territorial. Gonzo, por muito pouco, não conseguiu uma interceptação, levando grande perigo à retaguarda visitante. Porém, quando o Rio Branco voltou às 22 de ataque teve sucesso novamente, com Samir explorando o lado cego de ruck para cair para o terceiro try. Antes do intervalo, a Poli ainda pressionou e seu maul quase entrou para o try, mas os Pelicanos resistiram.

 

O segundo tempo começou melhor para a Poli, que arrancou logo de cara dois penais, com Feijoada convertendo o segundo. O Rio Branco foi reduzido a 14 homens e a Poli aproveitou com Santos arrancando até as 22 e, após o bom trabalhos dos forwards, Presida finalizou o try politécnico. O 19 x 11 colocou os uspianos de vez no páreo, mas em outra interceptação de passe Vina fez seu terceiro try no jogo e deu um passo decisivo para a vitória do Rio Branco.

 

O try deu ânimo extra para os Pelicanos e, em arrancada de Maranhão, os visitantes chegaram a seu quinto try. Porém, ciente da importância do embate, a Poli foi com tudo para cima nos minutos finais. Primeiro, Feijoada levou os politécnicos para o campo ofensivo em bela arrancada e, depois, Sininho, aliando potência e velocidade, rompeu a defesa do Rio Branco e Santos finalizou com o segundo try da casa. No fim, Gonzo ainda conseguiu interceptação e disparou para o terceiro try politécnico, fechando o placar em Rio Branco 33 x 23 Poli.

 

No próximo sábado, pela penúltima rodada do Paulista, a Poli irá encarar fora de casa o Jacareí, enquanto o Rio Branco recebe o União Rugby Alphaville, com as duas próximas rodadas sendo decisivas para Poli, Rio Branco e URA na luta contra o rebaixamento. O último colocado será rebaixado, ao passo que o penúltimo terá que enfrentar o vice campeão do Paulista B em repescagem pela permanência.

 

Poli 23 x 33 Rio Branco

 

Poli

Tries: Giuliano Russo “Presida”, Victor Bellemo “Santos” e “Pedro Mantovani” Gonzo

Conversões: Fernando Agra “Feijoada” (1)

Penais: Fernando Agra “Feijoada” (2)

 

Rio Branco

Tries: André Vinícius Alvares “Vina” (3), Samir Trad e Daniel Lima “Maranhão”

Conversões: Daniel Lima “Maranhão” (4)

 

Clube Cidade P J V E D 4+ 7- PP PC SP T
São José São José dos Campos 33 7 7 0 0 5 0 252 42 210 30
Jacareí Jacareí 26 7 5 1 1 4 0 200 127 73 24
Pasteur São Paulo 25 7 5 0 2 4 1 200 115 85 25
SPAC São Paulo 20 7 4 1 2 2 0 166 141 25 20
Band Saracens São Paulo 12 7 2 1 4 2 0 118 192 -74 15
Rio Branco São Paulo 7 7 1 1 5 1 0 122 246 -124 12
Poli São Paulo 6 7 1 0 6 2 0 156 233 -77 15
União Rugby Alphaville Barueri/Santana do Parnaíba 6 7 1 0 6 1 1 123 247 -124 8

 

Foto: Rio Branco RC

Comentários