O Prêmio Itaú-UNICEF chega em sua 12a edição, tendo como principal objetivo identificar, reconhecer, dar visibilidade e estimular parcerias entre organizações da sociedade civil (OSCs) e escolas públicas que contribuam para o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens brasileiros.

Nesta primeira etapa do prêmio, realizada entre junho e agosto, as comissões de seleção elegeram as 96 finalistas regionais após avaliarem mais de 1.650 parcerias inscritas. Então, o Rugby Integral, do Clube e Escola de Rugby Samambaia (DF), surgiu como um dos finalistas.

O Rugby Integral oferta atividades no contraturno escolar que, além da prática esportiva, utilizam o esporte como uma ferramenta multidisciplinar de ensino. Apesar de ter sido implantado em seis escolas da cidade, concorre ao prêmio apenas a parceria realizada com a Escola Classe 501 de Samambaia, primeira a adotar o projeto.

De acordo com Cauan Felipe, presidente do Samambaia, “mais do que simplesmente fomentar a prática do rugby escolar ou vislumbrar futuros atletas, o projeto aposta no esporte como uma poderosa ferramenta para a educação integral de crianças e adolescentes, contribuindo expressivamente no desenvolvimento e na aprendizagem dos nossos alunos”. As aulas abordam diversas temáticas e áreas do ensino, tanto em reforço ao conteúdo regular (por exemplo, letramento, alfabetização, lógica, matemática, história e biologia) quanto em matérias complementares – tais como, consciência ambiental, educação nutricional, coletividade, igualdade e política.

- Continua depois da publicidade -

O projeto ainda atende demandas de outro público: os universitários. Contratados para atuarem como educadores sociais nas escolas-parceiras, estes jovens encontram no Rugby Integral diversas oportunidades de formação acadêmica e profissional. Além disso, a proposta multidisciplinar adotada pelo projeto permite que estudantes de diferentes áreas integrem a equipe de trabalho, que já contou com educadores físicos, pedagogos, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais, biólogos, dentre outros.

Texto e imagem por: Rugby Samambaia