San Diego e Serra vencem a primeira na Tupi

ARTIGO COM VÍDEOS – Joaca e San Diego se encontraram em suas primeiras disputas pela Taça Tupi no último sábado em Florianópolis. As duas equipes fazem sua primeira participação na competição, e entraram bem confiantes. Ambos tiveram boas oportunidades, mas foram os gaúchos do San Diego que saíram na frente! Com bons passes e boas furadas de linha marcaram 77 pontos em cima nos manezinhos e tem a vaga praticamente assegurada para a próxima fase. O jogo de volta acontece no sábado que vem, em Gravataí.

 

Os visitantes não tardaram a abrir o placar, com Dysiuta anotando logo aos dois minutos, e ampliando aos quinze, com Manteigão. O Joaca conseguiu bons ganhos de campo após rucks, mas os adversários não deixaram por baixo, tackles e roubadas de bolas mantiveram os gaúchos sempre na frente. Após uma posse controlada e rucks organizados, os donos da casa avançaram o campo adversário e marcaram o primeiro try deles na partida.

 

Antes do fim da etapa inicial no entanto, os visitantes tornaram a marcar, aproveitando a superioridade numérica, levando a vantagem de 25 pontos para o segundo tempo. A indisciplina foi uma grande inimiga dos catarinenses no primeiro tempo, com duas exclusões temporárias.

 

 

No segundo tempo, os gaúchos voltaram dispostos a matar a partida o quanto antes e impuseram um ritmo que o Joaca não seria capaz de suportar. Gordo anotou um hat-trick em quinze minutos, e seguiram donos das principais ações do jogo, com mais quatro tries. O San Diego ficou com um jogador a menos faltando dois minutos para o final, e somente então os catarinenses conseguiram responder ao adversário, mas insuficiente para deixar uma vantagem menor para a partida de volta.

 

Placar final: Joaca (07) 14 X 77 (32) San Diego

Joaca

Tries: Laze, Wolf

Conversões: Zé (2)

 

San Diego

Tries: Dysiuta, Manteigão (2) , Coiro (2), Gordo (3), Ryan, Nico, Derrick

Conversões:  Dysiuta (8)

Penal:  Dysiuta (2)

 

Artigo por Erika Caroli
Foto por Hermínio Nunes

 

 

Serra leva a melhor no duelo gaúcho pela Taça Tupi

Taca tupi 2015 - Centauros X Serra_TarlisSchneiderFotojump

 

Centauros e Serra fizeram o duelo gaúcho da fase classificatória da Taça Tupi. Jogando numa tarde fria e úmida em Estrela, casa do Centauros, ambas equipes demonstraram grande competitividade. Atual vice-campeão da competição, o clube de Caxias do Sul fez valer sua maior experiência e levou a vitória, mas ela veio por um placar muito mais apertado do que o histórico de confrontos entre ambos indicaria.

 

O jogo começou bastante equilibrado. As duas equipes encontravam dificuldade para ultrapassar as 22 adversárias. Somente aos 15 minutos de jogo, Hiam, cobrando um penal rápido, conseguiu achar uma brecha na defesa e marcou o try que abriu o placar para o Serra. A conversão foi desperdiçada. A partida continuou muito equilibrada, com os dois times alternando investidas no ataque, mas as defesas estavam funcionando nos momentos mais críticos. Nos quatro minutos finais do primeiro tempo, a equipe da casa conseguiu virar o placar com dois penais convertidos por Zorzan. Ao final do primeiro tempo, 6 x 5 para o Centauros.

 

O Serra começou melhor o segundo tempo, atacando com mais objetividade. Logo aos 4 minutos, os visitantes marcaram seu segundo try com Diogo. Novamente a conversão foi desperdiçada e o placar mostrava 10 x 6 para o Serra. Aos 15 minutos da segunda etapa, Juca encontrou o caminho para o terceiro try do Serra. Desta vez, Mauro converteu, 17 x 6 para o Serra. O Centauros fechou melhor sua defesa e conseguiu algumas boas investidas no ataque, contudo foram parados nos últimos defensores do Serra. Nos últimos minutos de jogo, o Serra ficou desfalcado por conta de um cartão amarelo, mas o time da casa não teve tempo hábil para se aproveitar da vantagem numérica. Fim de jogo, 17 x 6 para o Serra.

 

Serra e Centauros voltam a se encontrar no próximo final de semana, no jogo de volta, no Estádio Municipal de Caxias do Sul.

 

Placar final: Centauros (06) 06 X 17 (05) Serra

Centauros

Penais: Zorzan

 

Serra

Tries: Hiam, Diogo, Juca

Conversões: Mauro

 

Artigo por Marcelo Poletto

Foto: Tárlis Schneider/Fotojump

 

Comentários