São Carlos vence o Piracicaba e conquista a Taça Conde do Pinhal

No último sábado, 6, o São Carlos deslocou-se até Piracicaba para enfrentar a equipe local na disputa da I Taça Conde do Pinhal.

 

O São Carlos começou pressionando os donos da casa desde o início e, aos 9 minutos, abriu o placar com o capitão Alexandre Bertuga, que marcou um try pela ponta esquerda. Sem a conversão, o placar ficou em São Carlos 5 x 0 Piracicaba.

 

Mesmo quando não tinha a posse de bola, o São Carlos mantinha o Piracicaba em seu campo de defesa. E foi com essa pressão que, aos 14 minutos, Bertuga avançou, fez o passe e o estreante Bruno Turci marcou um try. Eduardo de Andrade converteu. São Carlos 12 x 0 Piracicaba.

 

Mostrando que não sentia o golpe, o Piracicaba partiu ao ataque e fez o São Carlos recuar até seu ingoal. Todavia, a defesa rinocerontina prevaleceu e o São Carlos retomou o terreno e o controle do jogo.

 

Aos 28 minutos, Flávio Batistette avançou pela esquerda, chutou a bola por sobre a defesa e, num erro de recepção do Piracicaba, marcou mais um try para os auri-rubros. Andrade converteu uma vez mais. São Carlos 19 x 0 Piracicaba.

 

Nos 10 minutos finais, a pressão dos rinocerontes aumentou e se converteu em três belos tries: aos 32 minutos, Luis Cameirão avançou pelo centro do campo, fez off load para Bertuga e este marcou sob os paus; aos 36, Raul Nunes fez um passe de costas e deixou Bertuga livre para correr mais de 50 metros e, novamente, marcar um try sob os paus; aos 39, Bertuga, de novo, avançou pela esquerda, correu mais de 50 metros e marcou o seu quarto try na partida. Nas três oportunidades, Andrade converteu. Final do primeiro tempo: São Carlos 40 x 0 Piracicaba.

 

Na volta ao segundo tempo, o Piracicaba se impôs no ataque com um ritmo forte, mas não conseguiu bater a defesa do São Carlos. Ainda assim, o São Carlos pecava um pouco em suas finalizações e o placar não se alterava.

 

Isso até os 17 minutos quando Ítalo Inforzato, após uma série de fases dos rinocerontes, rompeu a defesa adversária e marcou mais um try para o São Carlos. Andrade, de novo, converteu. São Carlos 47 x 0 Piracicaba.
Aos 34 minutos, num lance muito similar ao anterior, Inforzato rompeu uma vez mais a defesa adversária e marcou sob os paus. Andrade converteu uma vez mais. São Carlos 54 x 0 Piracicaba.

 

O São Carlos ainda marcaria mais uma vez: já nos acréscimos, Andrade emendou um chute rasteiro, buscou a bola e deixou Arthur do Vale sozinho pra marcar. Dessa vez, não houve conversão. São Carlos 59 x 0 Piracicaba, fim de partida e a Taça Conde do Pinhal fica com os rinocerontes.

 

“Além da questão da homenagem ao Conde, a ideia da Taça Conde do Pinhal é, mais do que criar uma competição entre em São Carlos e Piracicaba, uma iniciativa que visa a celebração da amizade entre ambas equipes – que tem um longo histórico de jogos e rivalidade”, declarou Henrique Affonso de André, idealizador da Taça e titular do São Carlos na partida, durante a entrega da mesma.

 

“A partida foi importante tanto para a equipe não perder o ritmo de jogo como para testar alguns novos nomes, que não decepcionaram”, declarou Arthur Pinheiro, auxiliar técnico do São Carlos. “Agora, é nos prepararmos nessas próximas duas semanas para o próximo desafio”, completou.

 

Pinheiro se refere ao próximo jogo do São Carlos, no dia 20 de agosto, contra o São Bento pelo Paulista B. A partida será em São Carlos, no campo da USP Campus 1, às 15h. A entrada é gratuita.

 

Créditos do texto: Leonardo Carniato

Comentários