São José afasta início ruim com vitória elástica sobre o Band Saracens

No último sábado, dia 27, as tradicionais equipes paulistas do São José e do Band Saracens se enfrentaram pela quinta rodada do Super 8, o Campeonato Brasileiro, em terras joseenses. O dia quente, e o clima de jogo já no espírito do rugby após uma partida vitoriosa dos veteranos de São José, o Cruzeiro do Sul, contra o Pinda Rugby, tornou a partida do Super 8 numa continuação de jogadas dignas de um show olímpico. Sem domínio de campo, ao menos no primeiro tempo, as equipes batalharam metro a metro, porém no segundo tempo a equipe da casa aproveitou os erros bandeirantinos e garantiu a vitória por 49 a 12.

 

O jogo não poderia ter começado melhor para o lado bandeirantino, que logo aos dois minutos de jogo observou o primeiro penal do São José, porém, a tentativa de ir aos postes foi infeliz com o erro na conversão. Tal erro resultou numa retomada de jogo pela equipe da casa, que cresceu na partida até estrear o placar com um try de Moisés. Atrás nos números, mas ainda vivos no jogo, os visitantes trabalharam seu jogo com os forwards, explorando cada buraco, mas outro erro no chute aos postes de um penal, fez o Band se ver pressionado, principalmente após um penal convertido por Rafael Morales, do São José.

 

Todavia, a sequência de penais dos joseenses custou caro após Eduardo Padilla e Eduardo Pedroso receberem amarelo, lesando a equipe durante 10 minutos sem dois atletas. Ainda assim, a torcida apoiava o São José, quase como se fosse mais um jogador em campo, e que deve ter surtido efeito pois, mesmo desfalcados, conseguiram garantir mais três pontos após outro penal convertido de Rafael Morales. Mas os visitantes não se deram por vencido, e isso ficou claro já nos últimos minutos da primeira etapa, após uma ótima escapada com direito a try de Gudemberg Silva, mas o erro na conversão encerrou o primeiro tempo em 11 a 5.

 

A segunda etapa começou a mil por hora, os dois lados traçando metas para avançar, mas principalmente pontuar. E foram os joseenses que reabriram o placar, novamente com Rafael Morales após um penal. Era notável os esforços do Band Saracens, principalmente pela torcida que buscava fomentar a energia em campo, mas as substituições joseenses foram certeiras e deram um novo ritmo ao jogo. Isso foi visível com a sequência de três tries seguidos das conversões.

 

Mas o espírito do rugby nunca morre e a mostra disso veio aos vinte minutos com o try bandeirantino de Luis Eduardo dos Santos, convertido por Tomas Burna. O tempo era e o cansaço foram a maior batalha dos atletas da capital, que apenas conseguiram manter o placar, ao menos até os últimos minutos, quando a linha do São josé se aproveitou e garantiu mais dois tries antes do termino, ambos convertidos.

 

Placar final: São José (11) 49 x 12 (05) Band Saracens

 

O Portal do Rugby elegeu Felipe Rosa como melhor atleta em campo.

 

São José

Tries: Rafael Morales, Moises Duque(2), Lucas Duque, Caio da Costa e João Victor da Silva.

Conversões: Rafael Morales (5)

Penal: Rafael Morales (3)

Amarelos: Eduardo Padilla e Eduardo Pedroso

 

Band Saracens

Tries: Gudemberg Silva, Luis Eduardo dos Santos

Conversões: Tomas Burna (1)

 

Arbitro: Marcelo Toscano

Local: CT. Ange Guimerá, São José dos Campos – SP

 

ClubeCidade (UF)PJVED4+-7PPPCSP
DesterroFlorianópolis (SC)62141301100437198239
CuritibaCuritiba (PR)4914100472374246128
São JoséSão José dos Campos (SP)4814100471412288124
FarraposBento Gonçalves (RS)33146084532928742
PasteurSão Paulo (SP)291450927210227-17
SPACSão Paulo (SP)231450921230437-207
NiteróiNiterói (RJ)2214401033279451-172
Band SaracensSão Paulo (SP)2114301136300437-137

Vitória = 4 pontos;
Empate = 2 pontos;
Derrota = 0 pontos;
Fazer 4 ou mais tries = 1 pontos extra;
Derrota por 7 ou menos pontos de diferença = 1 ponto extra;

– Dois primeiros colocados = classificação à final

 

Escrito por: Cauã Ricardo

 

 

Comentários