São José bate Farrapos e encosta na liderança

Após três derrotas consecutivas, o São José encontrou no Rio Grande do Sul a sua redenção no Super 8. O time precisava da vitória para não deixar o G4 pela primeira vez, mas fez mais do que isso. Não apenas venceu, como convenceu.
 
Os joseenses controlaram o duelo diante do Farrapos no gélido estádio da Montanha – média de 13 graus durante a partida – na maior parte do tempo, sobretudo nos primeiros 40 minutos. Contaram com uma atuação pouco impetuosa do Farrapos e, somado a isso, foram letais nas chances criadas para encaminhar o triunfo ainda na primeira etapa, com destaque para o ponta Caio, que desnorteou os gaúchos no lado direito do campo. Foi dele o try que abriu o placar aos 10 minutos, em bonita jogada individual.
 

Aos 24, o São José trabalhou bem na saída do scrum e Saulo marcou o segundo. O terceiro veio aos 32, outra vez com Caio, em jogada parecida a do primeiro try. Ele recebeu passe impecável de Moisés e correu aproximadamente 30 metros para cair no ingoal. Moisés manteve os 100% de aproveitamento nas conversões e ampliou a vantagem para 21 a 0. Caio por pouco não teve a apresentação inspirada na primeira etapa premiada com um hat-trick, impedido por irregularidade observada pelo árbitro Murilo Bragotto.
 

Os donos da casa voltaram para os últimos 40 minutos menos apáticos e mais organizados taticamente. Aos 15, Civardi protagonizou a jogada mais bonita da partida e, talvez, do campeonato. Ele recebeu ainda no campo de defesa, com velocidade e destreza foi fintando os marcadores e só parou no ingoal, para aplausos dos cerca de 200 torcedores. Aos 25, Vini concluiu boa jogada de mãos e marcou o segundo try do Farrapos, outra vez convertido por Javier. A reação, contudo, não passou disso. Aos 31, Diogo marcou o terceiro para o São José, convertido por Moisés. O Farrapos foi valente e continuou insistindo nos minutos finais, mas a derrota acabou sacramentada aos 39, com try de Vinícius convertido novamente pelo abertura.
 

O triunfo ampliou para sete pontos a vantagem do São José para o quinto colocado e, mais do que isso, encurtou para somente um a diferença para a ponta da tabela. O time terá a chance de retomar a liderança no próximo sábado, dia 19, contra o lanterna Jacareí. O Farrapos, por sua vez, manteve a sexta colocação, mas com a quinta derrota no campeonato, passou a ficar mais próximo da zona de repescagem para a permanência na elite do que da classificação. A vantagem para o sétimo colocado Pasteur diminuiu para apenas dois pontos, enquanto a diferença para o G4 aumentou para sete, restando somente mais quatro rodadas para o final da primeira fase. Os gaúchos terão a difícil tarefa de buscar recuperação no próximo sábado, contra o atual campeão Curitiba, fora de casa.
 
O Portal do Rugby escolheu Caio o melhor jogador da partida.

 
Placar final: Farrapos (0) 14×35 (21) São José
 
Farrapos
Tries: Civardi e Vini
Conversões: Javier (2)
 
São José
Tries: Caio (2), Saulo, Diogo e Vinícius
Conversões: Moisés (5)

 

 

Equipe Cidade (Estado) P J V E D 4+ -7 PP PC SP
São José São José dos Campos (SP) 48 14 10 0 4 4 4 310 227 83
Band Saracens São Paulo (SP) 47 14 10 0 4 3 4 311 199 112
Curitiba Curitiba (PR) 42 14 9 0 5 3 3 341 214 127
SPAC São Paulo (SP) 40 14 8 0 6 5 3 322 213 109
Pasteur São Paulo (SP) 31 14 6 0 8 3 4 232 267 -35
Desterro Florianópolis (SC) 30 14 6 0 8 3 3 284 274 10
Farrapos Bento Gonçalves (RS) 22 14 5 0 9 1 1 236 356 -120
Jacareí Jacareí (SP) 12 14 2 0 12 2 2 207 493 -286


 

 

Artigo por João Paulo Mileski
Foto: Grupo SERRANOSSA

Comentários