Foto: Fábio Lapa

Depois de 3 anos, São José e Pasteur decidirão novamente o Campeonato Paulista de Rugby, classificando-se para a grande decisão ao vencerem os confrontos locais nas semis e se enfrentam no próximo sábado em São José dos Campos.

O Clássico Caipira foi disputado pela primeira vez em uma fase final do estadual, mas assim como na fase de classificação, o São José fez valer o mando de jogo e começou pressionando, e a primeira chance de try veio com Feijão em contra-ataque após uma grande corrida desde o campo defensivo aproveitando um erro do Jacareí, mas foi contido a um metro do ingoal por Bob e Drudi.

Pancho não estava feliz nos chutes, mas depois, foi a vez de Benê quase apoiar a bola em jogada ensaiada no lineout mas mais uma vez a defesa adversária impediu que o time da casa abrisse o placar. A honra coube a Léo Ceccarelli, depois de um erro de manuseio de Feijão no centro, e o abertura visitante correu até a zona dos 22m e manteve o time no ataque e a campanha rendeu um penal que Léo acertou sem dificuldades. Pouco depois, ele ampliou com estilo, em um chute certeiro do meio de campo, ampliando para 6 a 0 a vantagem do Jacareí.

A virada veio nos minutos finais da primeira etapa em um bom avanço de Ilha após cobrança de line nos 5m, e Diegão foi rápido para apoiar na base do ruck na sequência para colocar o São José na frente, com chute certeiro de Pancho. No segundo tempo, o Jacareí colocou mais velocidade na partida e criou mais oportunidades, mas a defesa joseense estava afiada e anulou as chances dos visitantes. A partida passou por momentos de nervosismo com jogadores se estranhando, e Léo teve chance de recolocar o os Jacarés na frente, mas desperdiçou penal do meio de campo em uma das poucas chances que a equipe teve no segundo tempo.

- Continua depois da publicidade -

O São José controlou melhor a posse de bola e aos poucos voltou a se sobressair, e coube a Ilha cravar o segundo try da partida, saindo pelo lado cego em um scrum dominante dos joseenses. Ilha quase conduziu os joseenses a um novo try logo depois, mas um erro no passe para o último homem acabou salvando o Jacareí, que não conseguiu produzir novas oportunidades para marcar, mesmo com a margem de apenas seis pontos, e o triunfo e a vaga ficaram para o São José, que segue invicto na temporada.

Pasteur vence Poli em jogo tenso

Poli e Pasteur fizeram um dos melhores jogos da temporada mas que acabou de forma vexatória para os dois lados com uma briga generalizada no momento do apito final. Com a bola em jogo no entanto, o Pasteur mostrou que estava focado em devolver a derrota na primeira fase explorando muito bem os espaços na defesa politécnica desde os primeiros minutos, com Raj abrindo o placar em um penal frontal e depois acionando Varejão no terceiro ataque , quebrando a linha de defesa e tirando o último marcador com um dummy antes de mergulhar no ingoal.

A Poli sentiu os desfalques servindo a seleção e a falta de ritmo e entrosamento dos reservas ficou evidente nos lineouts errados e na reorganização defensiva, que não conseguia conter o avanço do adversário. Raj guardou mas um penal e Pompeo teve duas chances de reduzir, mas não teve um bom dia nos chutes, e a Poli só mostrou a que veio a partir dos 25′, com uma rápida inversão de Pompeo no lado cego acionando MIB pegando a defesa do Pasteur aberta para correr sem oposição até o ingoal. A partida se equilibrou até o final da etapa mas a Poli só voltou a pontuar aos 10′ do segundo tempo com jogada ensaiada no lineout que viu Beukes mergulhar sozinho no ingoal.

O clima esquentou com a proximidade no placar e Devon e Pompeo receberam cartão amarelo com apenas alguns minutos de diferença, reduzindo as equipes a 14 homens mas os Galos souberam aproveitar o seu pequeno momento de superioridade numérica para ampliar com novo penal de Raj e try do capitão Batman saindo pela esquerda superando dois adversários antes de apoiar no ingoal. Raj também desfalcou os franceses por 10 minutos e Tate assumiu os chutes para tentar virar o jogo, com menos de 20 para o final, e dois penais certeiros reacenderam as esperanças da torcida politécnica, as exclusões de Maihara e Jaco acirraram os ânimos já exaltados ao longo da partida, mas um novo chute de Raj colocou 8 pontos de diferença no placar com apenas 5 minutos para o final, e com a expulsão de Ariel e Croffi por agressão, o nervosismo tomou conta do jogo e nenhuma das equipes conseguiram produzir novas chances de pontuar, selando a vitória dos Galos.

No final, após um tackle no último lance, o clima fechou de vez com uma briga generalizada entre atletas das duas equipes, eclipsando o grande espetáculo propiciado aos presentes até aquele momento.

Campeonato Paulista de Rugby Série A – Semifinal
Dia 08/06/2019 às 11h – São José 12 X 06 Jacareí
Árbitro: Braz Magaldi
Auxiliares de linha: Lucas Saccomanno e Lucas Machado
4º árbitro: Rodrigo Girelli
Local: Vale do Sol – São José dos Campos, SP

São José
Tries: Diegão, Maicom Ilha
Conversão: Pancho

Jacareí
Penais: Léo Ceccarelli

Dia 09/06/2019 às 14h30 – Poli 16 X 24 Pasteur
Árbitro: Renato Scalércio
Auxiliares de linha: Regis Dantas e Roger Santesso
4º árbitro: MUrilo Bragotto

Poli
Tries: Mib, Beukes
Penais: Tate (2)

Pasteur
Tries: Varejão, Batman
Conversões: Raj
Penais: Raj (4)