São José e Pasteur seguem implacáveis no Paulista A

O Campeonato Paulista está em momentos decisivos. São José e Pasteur estão mais do que garantidos na fase final após vencerem clássicos estaduais contra SPAC e Band Saracens, ambos com direito a bônus. O São José fez fora de casa 31 x 8 sobre o SPAC, mas segue 4 pontos na frente do Pasteur, que derrotou o Band Saracens por 29 x 12.

 

São José e Pasteur irão se encarar na próxima rodada no Vale, valendo o primeiro lugar do campeonato antes do mata-mata começar. Mas, as situações são distintas: o São José tem garantido o mando de jogo nas semifinal já, pois não pode ser ultrapassado pelo terceiro colocado Jacareí. O Pasteur, por outro lado, soma 4 pontos a mais que o Jacareí e ainda não tem assegurado o mando de jogo na próxima fase.

 

SPAC e Band Saracens, por sua vez, seguem na briga por um lugar nas semifinais. Com a derrota, o SPAC caiu para o quarto lugar, 4 pontos acima do Band, quinto colocado. Os dois irão se enfrentar na próxima rodada, na casa do Band, em jogo decisivo.

 

São José não larga a liderança

São José e SPAC travaram um duro primeiro tempo no campo do SPAC, que começou com os joseenses largando na frente com o centro Caixa cruzando o in-goal logo aos 3′. Depois disso, as defesas falaram alto e custou até os 31′ para o São José encontrar seu segundo try, pelas mãos do veterano Rafa Dawalibi. Sem conversão em nenhum dos dois tries, o São José não conseguiu deixar a vantagem mais elástica antes do intervalo e Raj arrematou o primeiro penal para o SPAC, levando o marcador ao intervalo em 10 x 3 para os visitantes.

 

No segundo tempo, o São José transformou seu domínio em pontos e deslanchou na disputa. Aos 55′, Rafa correu para seu segundo try no jogo e o SPAC sentiu o peso do desgaste para segurar o poderoso ataque joseense, que apostou na velocidade e em sua capacidade de jogar de mãos para capitalizar. O quarto e crucial try veio aos 64′, com o fullback Fabinho, e o quinto try saiu aos 72′, com Pedrinho. Com o jogo já ganho, o São José ainda viu o hooker Marlon fazer o try de honra dos anfitriões, mas tarde o bastante para uma reação. 31 x 8, números finais.

 

SPAC 08 X 31 São José

 

SPAC

Try: Marlon Bombi

Penal: Rafael Spago “Raj” (1)

 

São José

Tries: Rafael Dawalibi (2), Pedro Lopez, Gabriel Costa “Caixa” e Fábio Fernandes

Conversões: Rafael Morales “Grilo” (3)

 

Pasteur triunfa no clássico paulistano

Jogando em Vinhedo, o Pasteur comprovou sua grande fase conquistando uma grande vitória sobre o Band Saracens. Ma,s quem largou na frente, foram os visitantes, com Gabriel Paganini, em alta e jogando de oitavo, cravou o primeiro try logo nos primeiros minutos, mostrando que o Band estava focado em não deixar a vaga nas semifinais escapar. Porém, a forma do Pasteur é superior hoje e logo encontrou seu try, com Batman cruzando o in-g0al aos 12′.

 

O Pasteur impôs sua pressão e encontrou o segundo try com o pilar Ale, aos 22′. Aos 32′, saiu o terceiro try, desta vez com o scrum-half CB, levando o placar  17 x 7 antes do intervalo.

 

Na volta da pausa, os Galos não tardaram a liquidar a fatura e, aos 52′, Di Pilla anotou o quarto try, assegurando o bônus do PAC. Lipe ainda fez mais um, 7 minutos depois, garantindo uma vantagem segura. O Band reagiu com Paganini fazendo seu segundo try, aos 68′, mas a reação não se consumou, com o Pasteur segurando os minutos finais. 29 x 12, vitória do PAC, vice líder e na busca pela ponta.

 

Pasteur 29 X 12 Band Saracens

 

Pasteur

Tries: Gabriel Gomes “Batman”, Alexandre Buchalla, Cyril Becker, Pedro di Pilla e Felipe Zeni

Conversões: Pedro di Pilla (2)

 

Band Saracens

Tries: Gabriel Paganini (2)

Conversão: João Paulo Neto (1)

 

ClubeCidadePJVED4+7-PPPCSPT
São JoséSão José dos Campos337700502524221030
JacareíJacareí267511402001277324
PasteurSão Paulo257502412001158525
SPACSão Paulo207412201661412520
Band SaracensSão Paulo12721420118192-7415
Rio BrancoSão Paulo7711510122246-12412
PoliSão Paulo6710620156233-7715
União Rugby AlphavilleBarueri/Santana do Parnaíba6710611123247-1248

Comentários