São José vence partida dura e segue perto da final do Super 8

A Arena Paulista de Rugby recebeu mais um grande jogo válido pela 12a rodada do Super 8 nesse fim de semana, com o Band Saracens recebendo o São José, atual campeão brasileiro para um duelo extremamente equilibrado ao longo dos 80 minutos de jogo onde prevaleceram os joseenses aproveitando melhor os jogadores a mais em campo. O Band mais uma vez caiu de cabeça erguida, jogando em nível de igualdade (e em muitos momentos melhor) que um dos líderes do campeonato, mostrando que o time poderia ter ido melhor na competição.
 
 
Veja fotos da partida por HP
 
 
A partida começou dando mostras de que poderia ser fácil para os visitantes. Em sua primeira subida ao campo de ataque, abriu o placar com Daniel Sancery, recebendo a bola ainda na intermediária pelo lado esquerdo e chutando por cima do último homem antes de mergulhar no ingoal. Moisés adicionou os pontos de conversão. O Band não se intimidou com o revés inicial e subiu para o ataque, e Leandro “Cavalo” conseguiu uma boa quebra da linha defensiva pelo centro, sendo parado por Moisés somente após um tackle perigoso, em que o camisa 12 bandeirantino chegou a cair de cabeça no chão após uma pirueta, mas sem maiores consequências. Tomás aproveitou a penalidade e diminuiu para quatro pontos a vantagem dos Caipiras.
 
O trabalho do pack joseense foi impecável na primeira etapa, roubando dois scrums seguidos em seu campo de ataque. Na primeira oportunidade, Felipe Sancery tentou atravessar pelo centro sem sucesso, parando na boa defesa adversária que recuperou a posse, mas os avançados do São José recuperaram mais uma vez a bola, e dessa vez, só terminaram no ingoal, depois de um belo maul finalizado por Diogo Borges, ainda com um a menos em campo. Mais uma vez, o Band respondeu à altura mostrando grande poder ofensivo e dessa vez garantiu sua posse no scrum, fazendo uma série de fases com seus avançados e criando muita dificuldade para a defesa adversária, mas depois de tentativas com Joabe e Jonatas “Chabal”, Yuri “Loirão” tentou finalizar e mergulhou no ingoal sob pressão, largando a bola ao apoiar.
 
Mas a sorte viria a sorrir para os bandeirantinos minutos depois, com uma falha de recepção de chute de Felipe Sancery que proporcionou contra-ataque para os donos da casa e que avançaram pela direita e só foram parados com um novo tackle alto. Na cobrança rápida do penal, Tomás deu um chute curto atrás da defesa joseense e Moisés patinou ao tentar alcançar a bola, deixando para o sul-africano De Wet apoiar no ingoal. Antes do fim do primeiro tempo, Moisés ainda ampliou com um penal, aumentando um pouco a distância a favor do São José.
 
O segundo tempo tampouco começou bem para o Band, que logo nos minutos iniciais perdeu Leandro “Cavalo” por cartão amarelo e depois de um penal chutado para o lineout, o São José anotou novamente, com Benê, em forte subida do pack joseense. Assim como nas últimas partidas, o Band Saracens conseguiu mais uma vez manter a alta intensidade ao longo da segunda etapa, e se lançou mais uma vez ao ataque. Um rápido desentendimento entre os jogadores das equipes foi rapidamente apaziguado sem punições para os dois lados, e Tomás tentou um drop mal-sucedido, mas não demoraria para movimentaram o placar mais uma vez. Depois de receber a bola na intermediária pelo lado esquerdo, JP conectou o novato Bruno Sabino na ponta, que em uma grande arrancada, se livrou da marcação e correu metade do campo para anotar mais um try sem oposição.
 
No entanto, quando buscava o empate em um de seus melhores momentos na partida, o Band se viu novamente reduzido a 14 homens, com a exclusão de Joabe, desfalcando o pack paulistano. Depois de sucessivas trocas de posse na intermediária, o São José conseguiu manter a posse de bola e atacar de forma precisa, trabalhando a bola de um lado a outro do campo até sobrar para Rodrigo Lopes na ponta esquerda, aumentando para o São José. Com metade da etapa disputada, a resposta veio pelas mãos de Yuri, que mais uma vez encarou a defesa adversária na raça e dessa vez conseguiu deixar o seu try, reduzindo a vantagem novamente a apenas sete pontos e deixando a partida totalmente em aberto.
 
O golpe final do São José veio com Moisés em um lindo e mortal contra-ataque joseense, se aproveitando de falha do adversário nos 10m de seu campo de defesa e subindo em velocidade com os irmãos Sancery, passando a bola de mão em mão até chegar às mãos do camisa 10, que apoiou no centro, deixando a vantagem novamente em 14 pontos a favor do atual campeão, e com cinco minutos para o fim da partida. Mas o Band não se entregou, e tentou o try até o final, sabendo que a possibilidade de conquistar os pontos de bonificação poderiam melhorar bem sua situação no Super 8. Em mais uma boa blitz bandeirantina dentro dos 5m adversários e sucessivas penalidades e scrums vencidos, Leandro finalmente conseguiu anotar o try já com o tempo regulamentar encerrado, recebendo a bola por dentro do venezuelano “Doutor”. A conversão de Tomás garantiu mais um ponto bõnus, mas o São José celebrou a vitória.
 
Os cinco pontos conquistados colocam o São José muito perto da final, que pode ser confirmada na próxima rodada se vencerem o lanterna SPAC e o Curitiba não vencer o Band Saracens em casa. Na última rodada tem Curitiba contra São José na capital paranaense.
 
O Portal do Rugby elegeu Benê como melhor jogador da partida.
 
 
Placar final: Band Saracens (08) 27 X 34 (15) São José
 
Band Saracens
Tries: De Wet, Bruno Sabino, Yuri “Loirão” e Leandro “Cavalo”
Conversões: Tomás
Penais: Tomás
 
Cartões Amarelos: Leandro “Cavalo” e Joabe
 
 
São José
Tries: Daniel Sancery, Diogo Borges, Benê, Rodrigo Lopes e Moisés Duque
Conversões: Moisés Duque (3)
Penais: Moisés Duque
 
Cartões Amarelos: Moisés Duque
 
 
Classificação
 

ClubeCidade (UF)PJVED4+-7PPPCSP
DesterroFlorianópolis (SC)62141301100437198239
CuritibaCuritiba (PR)4914100472374246128
São JoséSão José dos Campos (SP)4814100471412288124
FarraposBento Gonçalves (RS)33146084532928742
PasteurSão Paulo (SP)291450927210227-17
SPACSão Paulo (SP)231450921230437-207
NiteróiNiterói (RJ)2214401033279451-172
Band SaracensSão Paulo (SP)2114301136300437-137

Vitória = 4 pontos;
Empate = 2 pontos;
Derrota = 0 pontos;
Fazer 4 ou mais tries = 1 pontos extra;
Derrota por 7 ou menos pontos de diferença = 1 ponto extra;

– Dois primeiros colocados = classificação à final

Comentários