Super 8 chega ao seu final com clima de revanche

Tradição e rivalidade entram em campo no duelo entre os gigantes São José e Curitiba, neste sábado, no estádio do Ibirapuera, pela grande decisão do Super 8. O jogo começará às 19h (horário de Brasília) e marca a reedição da final de 2014. No mesmo dia, mas às 13h (no mesmo horário da final do Mundial, pessoal?) Farrapos e San Diego se enfrentam pela repescagem, valendo a última vaga na elite nacional em 2016.

 

O ano não começou fácil para os dois clubes, que alternaram vitórias e derrotas nas primeiras partidas, mostrando que terminar entre os melhores exigiria muito dos elencos. Uma vitória avassaladora dos Touros na estreia não se repetiu ao longo do ano, que caíram logo na sequência para o Pasteur, enquanto o São José teve um começo difícil, mas superou o Band, perdendo depois para o Farrapos, primeira vitória dos gaúchos sobre os joseenses. O São José viria a terminar o primeiro turno na liderança, não sem antes cair para o próprio Curitiba na capital paranaense. mas sua posição permaneceria inabalada até a grande final, acumulando seis vitórias seguidas. Como fato negativo, está o recente desfalque do pilar Mariano “Brujo”, suspenso por agressão no jogo contra o SPAC, uma peça importante do pack joseense.

 

O Curitiba foi mais inconstante, mas repetiu alguns fundamentos da campanha vitoriosa do ano ano anterior, como a defesa poderosa que custou a levar tries, e um ataque muito efetivo, que chega à decisão com o status de melhor do campeonato. Mas no segundo encontro das equipes, o São José viria a triunfar, tornando esta partida, o tira-teima entre elas no ano, e mais importante ainda, uma reedição da final de 2014.
As duas equipes tiveram performances similares nas semifinais, abrindo vantagem na primeira parte, mas permitiram a reação de seus rivais no segundo tempo. Também similar é o desempenho de seus principais pontuadores, que ainda brigam pela liderança nesse quesito. Facundo Flores e Moisés Duque estão no encalço do já eliminado Josh Reeves (Band Saracens, com 146pts) com 138 e 124 pontos respectivamente, uma parte relevante do total de pontos alcançados pelas equipes. A pontaria se mostrou decisiva nas semis, e será novamente nesse sábado. O duelo se repete na busca pelo troféu de melhor jogador da competição, novamente com Facundo à frente.

 

“O jogo que a gente vem mentalizando, desde o início do campeonato, é a final. Estamos focados. Essa é uma semana de muito trabalho. Precisamos nos acertar taticamente para a final. Estamos com a cabeça de que temos muito trabalho a fazer para chegarmos melhor do que na semifinal”, afirma Moisés, craque do São José.

 

Atual vencedor do Campeonato Brasileiro Masculino, o Curitiba quer manter o título e ainda fechar a temporada com o ‘reinado do rugby’. No torneio Super Sevens, o Nacional Feminino entre clubes, os paranaenses se sagraram campeões.

 

“É muito lindo (o momento do Curitiba). Nós acompanhamos as meninas e foi algo emocionante. Vamos lutar por esse campeonato também. É o que queremos”, comenta Facundo.

 

Duelo gaúcho marca a repescagem do Super 8
Farrapos e San Diego tiveram temporadas distintas. O título estadual ficou mais uma vez em Bento Gonçalves, enquanto o clube da capital terminou apenas na quarta colocação. Mas o segundo semestre guardaria destinos diferentes. O hexacampeão gaúcho passou boa parte da competição na briga por uma das vagas nas semis, mas o alto nível não permitiu deslizes, e o Farrapos decaiu até a incômoda penúltima posição, sua pior colocação desde que chegou à elite nacional.
Já o San Diego fez uma campanha irretocável contra os mesmos adversários do Gaúcho e chegou à final contra o Niterói. A vitória não veio, mas mostrou bom poder de reação. O nível das duas competições é bem diferente, e o Farrapos é amplo favorito para manter sua vaga no Super 8 do ano que vem, mas vai ter que mostrar muito afinco para conter o ímpeto do San Diego.

 

De olho nos critérios de desempate
Para uma disputa que promete ser tão equilibrada, é bom saber de antemão o que acontece em caso de empate, uma situação que seria inédita em finais do Super 8.

 

1. Prorrogação de 10 x 10 minutos.
2. Caso continue empatada a partida, se sagra vencedora a equipe que marcou maior número de tries no jogo, incluindo a prorrogação.
3. Em caso de persistir o empate, haverá disputa de 5 (cinco) penais alternados do centro da linha dos 22 metros para cada equipe. Sagra-se vencedora a equipe que converter maior número de penais. Persistindo o empate, segue a disputa alternada com o restante dos jogadores que terminaram a partida em campo.

 

FINAL – SUPER 8

 

saojoserugbyversus(14)curitiba logo

Dia 31/10/2015 às 19h – São José x Curitiba
Local: Estádio Ícaro de Castro Melo, São Paulo – SP

 

Repescagem

San Diegoversus(14)farrapos logo

Dia 31/10/2015 às 13h – San Diego X Farrapos
Local: Sociedade Hípica Portoalegrense – Porto Alegre, RS

 

 

Foto por Rodolfo Bazetto/Fotojump

Comentários