Foi com emoção até o final que o Templários se tornou o primeiro clube a defender com sucesso sua permanência no Paulista A depois de conquistar o acesso no ano anterior. Nesse sábado, a equipe recebeu a Engenharia Mackenzie e Ribeirão Pires e contou com um try nos minutos finais para assegurar a vitória depois de uma grande reação dos mackenzistas.

Os Templários começaram com ritmo forte e dominaram os minutos iniciais chegando rapidamente a dois tries com Mauazinho e Baldacim, sempre com seu forte jogo de avançados mostrando muita potência nas disputas de bola e passando pela defesa com desenvoltura. A Engenharia Mackenzie insistiu no jogo fechado na primeira metade do tempo e facilitou o trabalho defensivo do adversário, travando os mauls e anulando os lineouts, uma das principais armas dos engenheiros na temporada. Vendo a dificuldade em chegar ao ingoal, a equipe finalmente pontuou com penal de Rodrigão e saiu mais para o jogo, levando perigo mas sem conseguir capitalizar mais pontos.

No segundo tempo, Rodrigão adicionou mais dois pontos e incendiou a partida, com a Engenharia passando a dominar a posse de bola e as ações da partida, especialmente com a exclusão de um terceira linha do Templários com cartão amarelo, mas com passes precipitados e o nervosismo tomando conta, o empate não veio. Depois do susto, o Templários se recompôs e voltou ao ataque, usando sua força mais uma vez para chegar ao terceiro try, novamente com Mauazinho, mostrando que sua ausência em boa parte da temporada foi prejudicial para a equipe. A resposta mackenzista não tardou, com Emir Peralta cravando mais um try na base do pick and go em um jogo de muita paciência da equipe, que reduziu novamente o placar para três pontos a pouco mais de cinco minutos do fim.

Recebendo o chute de saída, a Engenharia procurou avançar no jogo de chutes, aproveitando o nítido desgaste físico do adversário e levou o jogo para os 22m adversários em momento importante. O Templários por sua vez defendeu como pôde e reverteu a posse de bola a três minutos do final, mas no minuto derradeiro, o Mackenzie arrancou um scrum no meio de campo, que foi bem aproveitado e levou o jogo para os 5m que separavam a vitória e a vaga para a Série A. A paciência que sobrou no primeiro try faltou no momento crucial da partida, com uma abertura precipitada na linha terminando em knockon e vitória para o Templários.

- Continua depois da publicidade -

Com o resultado, o Templários se junta a Poli, São José, Jacareí, SPAC, Pasteur, Band Saracens e Tornados para a disputa da Série A em 2019.

Os Mackenzistas tentarão mais uma vez o título da Série B ao lado de Rio Branco, Tucanos, São Carlos, Piratas, ABC, Urutu, São Bento e Lechuza. A repescagem da Série B entre Jaguars e Wallys acontece no dia 10 de novembro, em Jundiaí.

Placar final: Templários (12) 19 X 16 (03) Engenharia Mackenzie

Templários
Tries: Danilo “Mauazinho” (2), Matheus Baldacim
Conversões: Danilo “Mauazinho” (2)

Engenharia Mackenzie
Try: Emir Peralta
Conversão: Rodrigo Andrioli
Penais: Rodrigo Andrioli (3)