Vai começar o Super 8, o Campeonato Brasileiro de Rugby de 2016!

Nesse sábado, dia 16, será dada a largada para a 52ª edição do Campeonato Brasileiro de Rugby XV, o atual Super 8, que entra em sua temporada 2016 com poucas modificações com relação à edição anterior. Neste ano, os oito clubes da elite nacional se enfrentarão novamente no sistema de todos contra todos em turno e returno, totalizando 14 rodadas na temporada regular, que se encerra no dia 29 de outubro. O campeonato terá uma pausa entre o dia 30 de julho e o dia 20 de agosto, por conta dos Jogos Olímpicos.

 

A grande diferença com relação a 2015 é que em 2016 não haverá semifinais, sendo que o primeiro e o segundo colocados da temporada regular irão se enfrentar diretamente na grande final, que está marcada para o dia 05 de novembro. E como o formato de disputa do Campeonato Brasileiro de 2017 ainda não foi definido, o Super 8 de 2016 não tem certo seu sistema de rebaixamento.

 

Neste ano, o Super 8 voltou a contar com clubes de cinco estados diferentes, por conta da promoção dos fluminenses do Niterói, que retornam ao Super 8 após um ano de ausência, substituindo o rebaixado Jacareí. São Paulo segue com o maior número de clubes, quatro, tendo o atual campeão, o São José, e as três maiores forças da capital, Band Saracens, Pasteur e SPAC. O Paraná conta com o atual vice campeão e vencedor de 2014, o Curitiba, ao passo que Santa Catarina tem o Desterro, de Florianópolis, que tenta levar o caneco para a ilha pela primeira vez desde 2005. Já o Rio Grande do Sul é representado pelo Farrapos, de Bento Gonçalves, que quer ser o primeiro gaúcho a levantar o título da principal competição nacional.

 

banner padrim
Nas três primeiras rodadas, que ocorrem antes do Rio 2016, e talvez na quarta rodada, que acontece no fim de semana da cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos, os clubes do Super 8 não contarão com seus atletas da seleção de sevens. O São José perderá quatro nomes de peso – os irmãos Duque e os irmãos Sancery – que já não estava a disposição do técnico Maurício Coelho na reta final do Paulista, da qual o “Sanja” saiu vitorioso. O SPAC perderá igualmente quatro nomes importantes – Bergo, Martin, Boy e Alemão – enquanto o Band não terá Laurent e o Curitiba ficará sem Rambo. Nenhuma novidade para nenhum desses clubes, que já estão acostumados com tais ausências frequentes, o que não deverá ter um peso tão determinando no resultado final do campeonato. Agosto e setembro também serão difíceis para jovens valores, pois os atletas M19 estarão envolvidos nas competições da seleção juvenil – Copa das Nações e Sul-Americano – o que poderá afetar alguns times ainda.

 

Façam suas apostas!

 

As equipes

Band Saracens(1)

Bandeirantes Saracens

Cidade/Estado: São Paulo, SP

Campo de jogo: Clube de Campo da Sociedade Esportiva Palmeiras – Av. Prof. Hermann von Lherring, 6300 – Bairro de Parelheiros – São Paulo, SP

Títulos nacionais: 4 títulos (1988, 1995, 2001 e 2009)

2015: Semifinalista / 2º lugar na temporada regular

2016: O Band Saracens entrou na nova temporada com comando novo, de Guilherme Marques, e sem uma de suas principais armas de 2015, o neozelandês Josh Reeves, que fez no ano passado uma dupla letal ao lado de Laurent na criação das jogadas do time. O ano começou difícil para os bandeirantinos, com uma campanha ruim no Paulista, sem vencer nenhum de seus rivais paulistas que disputarão o Super 8. O retrospecto de equilíbrio contra boa parte das equipes contrasta com esse momento atual do clube, um sinal de alerta para uma temporada que promete tanta disputa e desgaste quanto o ano passado.

 

curitiba

Curitiba

Cidade/Estado: Curitiba, PR

Campo de jogo: Paraná Esportes – Campo da Secretaria de Esportes do Paraná – R. Pastor Manoel Vergílio de Souza, 1020 – Curitiba, PR

Títulos nacionais: 1 título (2014)

2015: Vice campeão / 3º lugar na temporada regular

2016: Comandado pelo técnico sul-africano AK Southey, o vice campeão do Super 8 2015 chega forte, como sempre, à competição, mas com algumas dúvidas. Os Touros foram campeões da Liga Sul e não vem sendo desfalcados pela seleção, mas não conta com o apoio de uma academia de alto rendimento. Mesmo assim, seu projeto de categorias de base e a inserção gradual de jovens destaques no elenco experimentado do Curitiba tornam o atual vice-campeão mais uma vez a sério candidato ao título.

 

Desterro atual

Desterro

Cidade/Estado: Florianópolis, SC

Campo de jogo: Campo de Aviação do Campeche – Av. Pequeno Príncipe, 2345 – Campeche – Florianópolis, SC

Títulos nacionais: 3 títulos (1996, 2000 e 2005)

2015: 6º lugar

2016: Vice campeão da Liga Sul, o Desterro talvez seja o clube com menor renovação entre os principais clubes do país, com uma base ainda aquém do necessário para reforçar um experiente elenco que, apesar de ainda conseguir bons resultados, tende a cair se não tiver esse cenário alterado nos próximos anos. A campanha apenas regular no último ano foi um alerta de que nem mesmo o grande número de jogadores da seleção (Ige, Bruxinho, Arruda, Lucas Muller e Coghetto – recém saído do Farrapos) além de outros de grande habilidade, pode ser suficiente em um campeonato onde o preparo nas academias de alto rendimento é regra para muitos adversários.

 

farrapos logo

Farrapos

Cidade/Estado: Bento Gonçalves, RS

Campo de jogo: Estádio da Montanha – Av. Osvaldo Aranha, 565 – Bento Gonçalves, RS

Títulos nacionais: 0 títulos (campeão da Copa do Brasil em 2011)

2015: 7º lugar

2016: O heptacampeonato gaúcho conquistado em 2016 reforçou a supremacia dos alviverdes no estado, mas pouco pode dizer sobre como o clube pode desempenhar no Super 8 desse ano, ainda que o nível do campeonato esteja subindo a cada ano. A última colocação na Liga Sul talvez seja mais adequada, onde se viu um Farrapos com a mesma força de sempre e fazendo jogos extremamente parelhos com Curitiba e Desterro, apesar de sair da disputa com apenas um triunfo. Já em sua quarta participação na elite nacional, resta saber se os gaúchos ainda conseguem surpreender seus adversários com treinador novo e usar a força de sua torcida para conquistar vitórias em casa, um diferencial importante na competição.

 

niteroi logo

Niterói

Cidade/Estado: Niterói, RJ

Campo de jogo: UFF Gragoatá – R. Visconde do Rio Branco, s/n – Niterói, RJ

Títulos nacionais: 6 títulos (1976, 1979, 1983, 1984, 1986 e 1990)

2015: Campeão da Taça Tupi (2ª divisão)

2016: Depois de um hiato de um ano, o Rio de Janeiro volta a ter um representante na elite nacional. Os rubro-negros fizeram a lição de casa e conquistaram a Taça Tupi, deixando outros clubes veteranos para trás. No entanto, o cenário que o Niterói encontrará é muito mais competitivo do que o de 2014, quando foi rebaixado, e o desempenho no fluminense deixou a desejar. Para complicar, deve levar um elenco experiente, mas com média de idade superior aos demais, sendo mais um clube que peca na renovação de seus atletas, apesar de Matheus Estrela ser um nome já cativo nas convocações para a seleção, pouco para quem quer se manter entre os melhores do país.

 

pasteur novo logo

Pasteur

Cidade/Estado: São Paulo, SP

Campo de jogo: SportVille Show Estrada Rosemary Hidalgo dos Santos, 81 Refúgio dos Bandeirantes – Santana de Parnaíba, SP

Títulos nacionais: 2 títulos (1987 e 1994)

2015: 5º lugar

2016: Sempre uma potência nas categorias de base e no Campeonato Paulista, o Pasteur chega a mais um Brasileiro com um tabu incômodo, o de não vencer a competição desde 1994. E o time paulistano chegou perto recentemente, caindo na final em 2013 diante do SPAC. O Pasteur do técnico Maurício Draghi vai forte ao Super 8, com um vice campeonato paulista alvissareiro no primeiro semestre, apresentando uma equipe de grande qualidade tanto no pack como na linha, dono da segunda melhor defesa e com grande capacidade de reação. Porém, a história recente deixa o torcedor do Galo receoso, pois em 2015 o PAC fez um grande estadual e despencou em rendimento no nacional. A atenção estará sobre o rendimento do time no longo prazo e a ausência de atletas do Pasteur nos Jogos Olímpicos será bom para os tricolores somarem preciosos pontos nas quatro primeiras rodadas.

 

saojose escudo copy

São José

Cidade/Estado: São José dos Campos, SP

Campo de jogo: CT Ange Guimera – Rua Walter Dellu, s/n – Campo dos Alemães – São José dos Campos, SP

Títulos nacionais: 9 títulos (2002, 2003, 2004, 2007, 2008, 2010, 2011, 2012 e 2015)

2015: Campeão / 1º lugar na temporada regular

2016: Atual campeão nacional, campeão estadual invicto e com um elenco invejável que inclui os irmãos Sancery, maiores destaques do ano na seleção brasileira nesse ano, é difícil não apontar o São José como favorito a mais um título nacional, ainda que a briga certamente será muito acirrada especialmente com Curitiba, adversário das duas últimas finais. Para os mais supersticiosos, o título está garantido. O último bicampeonato do clube (2007 e 2008) veio depois de um tricampeonato e dois anos de seca. Resta ver se em campo ele corresponderá à numerologia.

 

spac logo(1)

SPAC

Cidade/Estado: São Paulo, SP

Campo de jogo: São Paulo Athletic Club – Av. Atlântica, 1448 – Socorro – São Paulo, SP

Títulos nacionais: 13 títulos (1964, 1965, 1966, 1967, 1968, 1969, 1974, 1975, 1976, 1977, 1978, 1999 e 2013)

2015: Semifinalistas / 4º lugar na temporada regular

2016: O clube mais antigo do Brasil vem forte para buscar o título, contando com nomes já consagrados como Nick, Martin e Boy, Alemão além de talentos mais jovens que estão despontando, como Zé, Bergo, Abud e Raj Spago, que não sentiu o peso de jogar entre os adultos e foi o maior pontuador do clube no Paulista desse ano. Para fortalecer o tradicional pack alviceleste, que perdeu as lendas Bolinha e Palle, foi chamado o Wally Cleber Dias, boa revelação na seleção esse ano. Resta saber se outros compromissos com a seleção no segundo semestre podem desfalcar em demasia o clube, e prejudicar seu rendimento, mas no papel, o SPAC é sério candidato ao título.

 

Primeira rodada

Curitiba x Farrapos
Data/horário: 16 de julho de 2016, às 14h30
Local: Secretária de Esportes (Endereço: Rua Pastor Manoel Virgínio de Souza, 1.020 – Capão da Imbuía – Curitiba (PR)
Árbitro: Henrique Platais

 

São José x Niterói
Data/horário: 16 de julho de 2016, às 15h
Local: CT Ange Guimerá (Endereço: Rua Water Dellu, 57 – Parque Residencial União – São José dos Campos (SP))
Árbitro: Mariano Goycoechea

 

Desterro x SPAC
Data/horário: 16 de julho de 2016, às 15h
Local: Campus UFSC Fazenda da Ressacada (Endereço: Rua José Olímpio da Silva, 1.100 – Tapera – Florianópolis (SC)
Árbitro: Xavier Vouga

 

Bandeirantes Saracens x Pasteur
Data/horário: 16 de julho de 2016, às 15h
Local: Clube de Campo da Sociedade Esportiva Palmeiras (Endereço: Av. Professor Hermann Von Lhering, 6.300 – Parelheiros – São Paulo (SP)
Árbitro: Marcelo Toscano

 

Tabela

Data Horário Local Casa vs Adversário  
16/07/2016 15:00 CT Ange Guimera – São José dos Campos, SP São José 23 X 16 Niterói
16/07/2016 15:00 Campo do Campeche – Florianópolis, SC Desterro 53 X 07 SPAC
16/07/2016 15:00 Clube de Campo do Palmeiras – São Paulo, SP Band Saracens 08 X 14 Pasteur
16/07/2016 15:30 Paraná Esporte – Curitiba, PR Curitiba 17 X 03 Farrapos
23/07/2016 15:00 CT Ange Guimera – São José dos Campos, SP São José 14 X 24 Desterro
23/07/2016 15:30 Paraná Esporte – Curitiba, PR Curitiba 10 X 00 Pasteur
23/07/2016 15:30 SPAC – São Paulo, SP SPAC 19 X 03 Niterói
30/07/2016 14:30 Estádio da Montanha – Bento Gonçalves, RS Farrapos 27 X 15 São José
30/07/2016 15:00 Campo do Campeche – Florianópolis, SC Desterro 24 X 21 Curitiba
30/07/2016 15:00 UFF Gragoatá – Niterói, RJ Niterói 41 X 10 Band Saracens
30/07/2016 15:00 SPAC – São Paulo, SP SPAC 17 X 10 Pasteur
06/08/2016 15:00 Clube de Campo do Palmeiras – São Paulo, SP Band Saracens 35 X 31 Farrapos
20/08/2016 13:30 Cachoeiras de Macacu, RJ Niterói 06 X 53 Curitiba
20/08/2016 15:00 Campo do Campeche – Florianópolis, SC Desterro 27 X 17 Band Saracens
20/08/2016 15:00 Estádio da Montanha – Bento Gonçalves, RS Farrapos 12 X 22 SPAC
20/08/2016 15:30 Sportville – Santana do Parnaíba, SP Pasteur 08 X 15 São José
27/08/2016 15:00 CT Ange Guimera – São José dos Campos, SP São José 49 X 12 Band Saracens
27/08/2016 15:30 Paraná Esporte – Curitiba, PR Curitiba 46 X 08 SPAC
27/08/2016 15:30 Sportville – Santana do Parnaíba, SP Pasteur 24 X 08 Niterói
27/08/2016 15:00 Campo do Campeche – Florianópolis, SC Desterro 17 X 14 Farrapos
03/09/2016 15:30 SPAC – São Paulo, SP SPAC 19 X 43 São José
03/09/2016 15:00 Clube de Campo do Palmeiras – São Paulo, SP Band Saracens 18 X 38 Curitiba
03/09/2016 14:30 Estádio da Montanha – Bento Gonçalves, RS Farrapos 15 X 10 Pasteur
03/09/2016 14:00 UFF Gragoatá – Niterói, RJ Niterói 13 X 47 Desterro
10/09/2016 15:00 CT Ange Guimera – São José dos Campos, SP São José 32 X 25 Curitiba
10/09/2016 15:00 Clube de Campo do Palmeiras – São Paulo, SP Band Saracens 24 X 29 SPAC
10/09/2016 14:30 Sportville – Santana do Parnaíba, SP Pasteur 15 X 33 Desterro
10/09/2016 15:00 Estádio da Montanha – Bento Gonçalves, RS Farrapos 67 X 20 Niterói
17/09/2016 15:00 UFF Gragoatá – Niterói, RJ Niterói 17 X 48 São José
17/09/2016 15:00 Estádio da Montanha – Bento Gonçalves, RS Farrapos 30 X 20 Curitiba
17/09/2016 16:00 SPAC – São Paulo, SP SPAC 10 X 34 Desterro
17/09/2016 15:30 Sportville – Santana do Parnaíba, SP Pasteur 12 X 15 Band Saracens
24/09/2016 15:40 CT Ange Guimera – São José dos Campos, SP São José 33 X 27 Farrapos
24/09/2016 14:00 Paraná Esporte – Curitiba, PR Curitiba 08 X 31 Desterro
24/09/2016 15:30 SPAC – São Paulo, SP SPAC 19 X 25 Pasteur
24/09/2016 12:45 Arena Paulista – São Paulo, SP Band Saracens 40 X 44 Niterói
01/10/2016 14:00 Sportville – Santana do Parnaíba, SP Pasteur 07 X 14 Curitiba
01/10/2016 15:00 Campo do Campeche – Florianópolis, SC Desterro 32 X 08 São José
01/10/2016 15:30 UFF Gragoatá – Niterói, RJ Niterói 59 X 10 SPAC
01/10/2016 15:30 Estádio da Montanha – Bento Gonçalves, RS Farrapos 20 X 21 Band Saracens
08/10/2016 15:00 CT Ange Guimera – São José dos Campos, SP São José 17 X 15 Pasteur
08/10/2016 15:00 Paraná Esporte – Curitiba, PR Curitiba 26 X 19 Niterói
08/10/2016 15:00 SPAC – São Paulo, SP SPAC 17 X 28 Farrapos
08/10/2016 15:00 Arena Paulista de Rugby – São Paulo, SP Band Saracens 27 X 29 Desterro
15/10/2016 15:00 UFRJ – Rio de Janeiro, RJ Niterói 12 X 17 Pasteur
15/10/2016 15:00 Estádio da Montanha – Bento Gonçalves, RS Farrapos 20 X 10 Desterro
15/10/2016 15:30 Clube de Campo do Palmeiras – São Paulo, SP Band Saracens 27 X 34 São José
15/10/2016 15:30 SPAC – São Paulo, SP SPAC 17 X 27 Curitiba
22/10/2016 15:30 CT Ange Guimera – São José dos Campos, SP São José 51 X 07 SPAC
22/10/2016 15:00 Paraná Esporte – Curitiba, PR Curitiba 40 X 21 Band Saracens
22/10/2016 15:30 Ville Sports Show – Santana do Parnaíba, SP Pasteur 29 X 18 Farrapos
22/10/2016 14:30 UFSC Tapera – Florianópolis, SC Desterro 50 X 00 Niterói
29/10/2016 15:00 Paraná Esporte – Curitiba, PR Curitiba 32 X 30 São José
29/10/2016 15:30 SPAC – São Paulo, SP SPAC 29 X 25 Band Saracens
29/10/2016 14:00 Campo do Campeche – Florianópolis, SC Desterro 26 X 24 Pasteur
29/10/2016 14:30 UFRJ – Rio de Janeiro, RJ Niterói 21 X 17 Farrapos
05/11/2016 17:00 Estádio do Canindé – São Paulo Desterro 13 (1) X 13 (2) Curitiba FINAL

 

Retrospecto de confrontos (desde 2012)

Band Saracens X São José

7 jogos, 2 vitórias do Band Saracens, 5 vitórias do São José – última partida: São José 49 X 10 Band Saracens – Paulista A 2016

Maior diferença de pontos: São José 57 x 15 Bandeirantes  – Super 10 2013

 

Band Saracens X SPAC

8 jogos, 4 vitórias para cada lado – última partida: Band Saracens 03 X 32 SPAC – Paulista A 2016

Maior diferença de pontos: Band Saracens 03 X 32 SPAC – Paulista A 2016

 

Band Saracens X Pasteur

6 jogos, 3 vitórias para cada lado – última partida: Pasteur 29 x 12 Band Saracens – Paulista A 2016

Maior diferença de pontos: Pasteur 25 X 67 Band Saracens – Super 10 2014

 

Band Saracens X Farrapos

4 jogos, 3 vitórias do Band Saracens, 1 vitória do Farrapos – última partida: Farrapos 10 x 27 Band Saracens – Super 10 2015 (2o turno)

Maior diferença de pontos: Farrapos 10 x 27 Band Saracens – Super 10 2015 (2o turno)

 

Band Saracens X Desterro

4 jogos, 2 vitórias do Band Saracens, 2 vitórias do Desterro – última partida: Band Saracens 22 X 08 Desterro – Super 10 2015 (2o turno)

Maior diferença de pontos Band Saracens 00 X 43 Desterro – Super 10 2014

 

Band Saracens X Curitiba

5 jogos, 1 vitória do Band Saracens, 4 vitórias do Curitiba – última partida: Band Saracens 08 X 12 Curitiba – Super 10 2015 (semifinais)

Maior diferença de pontos: Curitiba 22 X 00 Band Saracens – Super 10 2014

 

Band Saracens x Niterói

3 jogos, 3 vitórias do Band Saracens – última partida: Band Saracens 50 x 21 Niterói – Super 10 2014

Maior diferença de pontos: Bandeirantes 30 x 00 Niterói – Super 10 2013

 

Curitiba X Desterro

7 jogos, 5 vitórias do Curitiba, 2 vitórias do Desterro – última partida: Desterro 26 X 17 Curitiba – Liga Sul 2016

Maior diferença de pontos: Desterro 3 X 25 Curitiba – Super 10 2014

 

Curitiba X SPAC

5 jogos, 3 vitórias do Curitiba, 2 vitórias do SPAC – última partida: Curitiba 13 X 09 SPAC – Super 10 2015

Maior diferença de pontos: Curitiba 27 X 00 SPAC – Super 10 2014

 

Curitiba X Pasteur

4 jogos, 1 vitória do Curitiba, 3 vitórias do Pasteur – última partida: Pasteur 21 X 18 Curitiba – Super 10 2015 (1o turno)

Maior diferença de pontos: Pasteur 05 X 29 Curitiba – Super 10 2014

 

Curitiba X Farrapos

6 jogos, 5 vitórias do Curitiba, 1 vitória do Farrapos – última partida: Curitiba 42 X 20 Farrapos – Liga Sul 2016

Maior diferença de pontos: Curitiba 42 X 20 Farrapos – Liga Sul 2016

 

Curitiba X São José

6 jogos, 3 vitórias do Curitiba, 3 vitórias do São José – última partida: São José 18 X 06 Curitiba – final Super 10 2015

Maior diferença de pontos: Curitiba 24 X 12 São José – Super 10 2012 e São José 18 X 06 Curitiba – Super 8 2015

 

Curitiba x Niterói

3 jogos, 3 vitórias do Curitiba – última partida: Niterói 00 x 54 Curitiba – Super 10 2014

Maior diferença de pontos: Niterói 00 x 54 Curitiba – Super 10 2014

 

Desterro X Pasteur

4 jogos, 2 vitórias do Desterro, 2 vitórias do Pasteur – última partida: Desterro 25 X 05 Pasteur – Super 10 2016 (2o turno)

Maior diferença de pontos: Desterro 25 X 05 Pasteur – Super 10 2016 (2o turno)

 

Desterro X Farrapos

6 jogos, 3 vitórias do Desterro, 3 vitórias do Farrapos – última partida: Farrapos 17 X 29 Desterro – Liga Sul 2016

Maior diferença de pontos: Farrapos 28 X 45 Desterro – Super 10 2014

 

Desterro X Niterói

2 jogos, 2 vitórias do Desterro – última partida: Desterro 52 x 08 Niterói – Super 10 2014

Maior diferença de pontos: Desterro 52 x 08 Niterói – Super 10 2014

 

Desterro X São José

4 jogos, 4 vitórias do São José – última partida: São José 16 X 14 Desterro – Super 8 2016 (2o turno)

Maior diferença de pontos: Desterro 12 X 51 São José – Super 10 2014

 

Desterro X SPAC

5 jogos, 2 vitórias do Desterro, 3 vitórias do SPAC – última partida: SPAC 39 X 24 Desterro – Super 8 2015

Maior diferença de pontos: Desterro 12 X 31 SPAC – Super 10 2013

 

Farrapos x Niterói

3 jogos, 3 vitórias do Farrapos – última partida: Farrapos 39 x 11 Niterói – Super 10 2014

Maior diferença de pontos: Farrapos 39 x 11 Niterói – Super 10 2014

 

Farrapos X Pasteur

4 jogos, 2 vitórias para cada lado – última partida: Pasteur 38 X 07 Pasteur – Super 8 2015 (2o turno)

Maior diferença de pontos: Pasteur 38 X 07 Pasteur – Super 8 2015 (2o turno)

 

Farrapos X São José

4 jogos, 1 vitória do Farrapos, 3 vitórias do São José – última partida: Farrapos 14 X 35 São José Super 8 2015 (2o turno)

Maior diferença de pontos: São José 34 X 10 Farrapos – Super 10 2014

 

Farrapos X SPAC

4 jogos, 4 vitórias do SPAC– última partida: SPAC 42 X 17 Farrapos – Super 8 2015 (2o turno)

Maior diferença de pontos: SPAC 43 X 13 Farrapos – Super 10 2013

 

Pasteur X Niterói

2 jogos, 2 vitórias do Pasteur – última partida: Niterói 08 x 52 Pasteur – Super 10 2014

Maior diferença de pontos: Pasteur 65 x 03 Niterói – Super 10 2013

 

Pasteur X São José

9 jogos, 3 vitórias do Pasteur, 6 vitórias do São José – última partida: São José 31 X 19 Pasteur – Paulista A 2016

Maior diferença de pontos: São José 46 X 13 Pasteur – Super 10 2014

 

Pasteur X SPAC

8 jogos – 1 vitória do Pasteur, 1 empate, 6 vitórias do SPAC – última partida: SPAC 13 X 27 Pasteur – Paulista A 2016

Maior diferença de pontos: SPAC 51 X 15 Pasteur – Super 10 2013 e SPAC 41 X 05 Pasteur – Super 8 2015 (2o turno)

 

São José x SPAC

8 jogos, 7 vitórias do São José, 1 vitória do SPAC – última partida: SPAC 8 X 31 São José – Paulista A 2016

Maior diferença de pontos: SPAC 8 X 31 São José – Paulista A 2016

 

São José x Niterói

3 jogos, 3 vitórias do São José – última partida: Niterói 00 x 85 São José – Super 10 2014

Maior diferença de pontos: Niterói 00 x 85 São José – Super 10 2014

 

SPAC X Niterói

3 jogos, 3 vitórias do SPAC – última partida: SPAC 62 x 05 Niterói – Super 10 2014

Maior diferença de pontos: SPAC 62 x 05 Niterói – Super 10 2014

 

Lista de campeões

Ano Campeão  
1964 SPAC
1965 SPAC
1966 SPAC
1967 SPAC
1968 SPAC
1969 SPAC
1970 São Paulo Barbarians
1971 São Paulo Barbarians
1972 FUPE
1973 Medicina
1974 SPAC
1975 SPAC
1976* SPAC Niterói
1977 SPAC
1978 SPAC
1979 Niterói
1980 Alphaville
1981 Medicina
1982 Alphaville
1983* Niterói Alphaville
1984 Niterói
1985 Alphaville
1986 Niterói
1987 Pasteur
1988 Bandeirantes
1989 Alphaville
1990 Niterói
1991 Alphaville
1992 Alphaville
1993 Rio Branco
1994 Pasteur
1995 Bandeirantes
1996 Desterro
1997 Rio Branco
1998 Rio Branco
1999 SPAC
2000 Desterro
2001 Bandeirantes
2002 São José
2003 São José
2004 São José
2005 Desterro
2006 Rio Branco
2007 São José
2008 São José
2009 Bandeirantes
2010 São José
2011 São José
2012 São José
2013 SPAC
2014 Curitiba
2015 São José
2016 Curitiba
2017
*Títulos divididos
Ranking de campeões Cidade/Estado Títulos
SPAC São Paulo (SP) 13
São José São José dos Campos (SP) 9
Alphaville ** Barueri (SP) 7
Niterói Niterói (RJ) 6
Bandeirantes (Band Saracens) São Paulo (SP) 4
Rio Branco São Paulo (SP) 4
Desterro Florianópolis (SC) 3
Curitiba Curitiba (PR) 2
Medicina USP São Paulo (SP) 2
Pasteur São Paulo (SP) 2
São Paulo Barbarians** São Paulo (SP) 2
FUPE** São Paulo (SP) 1
**Inativo/extinto

Comentários