Wallys bate Templários e é finalista do Paulista B

Neste primeiro sábado de outubro, o Wallys recebeu em Louveira os Templários de São Bernardo do Campo. A grande importância da partida, semifinal da Copa São Paulo, fez com que o combate se mostrasse muito acirrado e com que os jogadores mostrassem ainda mais garra e gana pela vitória. Com virada nos últimos sete minutos de jogo o time de Louveira garantiu sua vaga na final do campeonato pelo placar 21 x 10.
 
Com isso, os listrados irão encarar mais uma vez o União Rugby Alphaville valendo a taça de campeão da competição.
 
Após a tempestade da madrugada, o campo estava muito molhado, resultando em muitos knock-ons e, portanto, scrums. A contundência do pack do time de São Bernardo colocou-os dentro da linha de 5m ofensiva logo aos 2 minutos de jogo. Entretanto a defesa listrada prevaleceu, minando a primeira tentativa de pontuação do time visitante.
 
Em seguida, Gastón teve a oportunidade bem sucedida de converter um penal pelo Wallys, abrindo o placar da partida. A vantagem durou pouco. Alguns minutos mais tarde um penal concedido pelo time da casa permitiu que os Templários avançassem valiosos metros , que culminaram no primeiro try da partida, anotado pelo segunda linha Leonardo, colocando-os dois ponto a frente no placar.
 
O jogo continuou truncado com muitos knock-ons e penais para ambos os lados. A prevalência do scrum dos cruzados colocou-os muitas vezes próximo à linha do in-goal listrado, levando perigo para o time da casa, que defendeu com muita garra e evitou a aplicação do placar. Porém uma das tentativas do time do ABC Paulista, com um poderoso scrum, levou-os até o interior do in-goal do Wallys, com Rômulo, o oitavo da equipe visitante, anotando mais um try. A final da primeira etapa se deu vinte minutos mais tarde com o placar estagnado em três para o Wallys contra dez para os Templários.
 
O segundo período da partida prosseguiu muito truncado e cheio de penais para os dois lados. Enquanto os Templários dominavam os scrums, o Wallys se sobrepunha nos line-outs. Aos dez minutos, justamente saindo de uma cobrança de lateral, o fullback Acácio conseguiu trespassar a defesa cruzada e anotar o primeiro try do Wallys. Com isso o Wallys se mantinha atrás no placar com uma desvantagem de dois pontos.
 
O jogo prosseguiu com o placar congelado até os trinta e quatro minutos, quando os Templários concederam um penal próximo ao H, que Gastón converteu com facilidade. Com isso, o Wallys passava à frente o placar por um ponto. A alta intensidade do confronto acabou garantindo, dois minutos mais tarde, mais um penal para Gastón chutar e converter, tomando quatro pontos a dianteira do placar. Faltando ainda dois minutos para o final da partida o centro listrado Bruno Baptista atravessou a defesa do time cinzento, atraindo o fullback defensor e passando a bola para Acácio marcar mais um try, convertido por Gastón, na partida. Com isso o Wallys fechava o placar, vencendo a partida por vinte e um a dez.
 
Além da raça e perseverança característica dessa partida, o respeito que marca o rugby foram evidenciados na partida. Os dois times guerrearam até o último segundo com muito respeito, comprometimento e avidez. Com isso o time louveirense confrontará o União Rugby Alphaville com validade pela final da Copa São Paulo.
 
Man of the match: Diego Louco (3å linha Wallys)
 
 
Placar final: Wallys 21 x 10 Templários
Árbitro: Régis Oliveira
Auxiliares de linha: Victor Hugo e Ricardo Barboza
4o árbitro: Mauro Paccagnella
Local: Listradão (Campo do IAC – Louveira)

Comentários