Hoje abriu a votação para os 5 membros do novo Conselho de Atletas da CBRu. Qualquer atleta cadastrado devidamente no CNRU pode votar. A votação ocorre por lá e estes são os(as) candidatos(as):

A votação está aberta até dia 5 de setembro.

 

- Continua depois da publicidade -

Conheça mais sobre a Comissão de Atletas

A Comissão de Atletas vai trabalhar tendo como foco os objetivos a seguir:

– Estabelecer um ambiente de discussão onde os atletas de Rugby possam compartilhar informações e ideias relacionadas às competições de âmbito municipal, estadual e nacional, aos Jogos Olímpicos, Campeonatos Mundiais, Pan-Americanos, Sul-Americanos e outras competições de igual natureza, bem como às ações a serem realizadas em prol do Rugby brasileiro;

– Analisar a adoção dos melhores modelos, técnicas e padrões para o desenvolvimento dos Atletas de Rugby;

– Incentivar a presença feminina no esporte;

– Apoiar o desenvolvimento da educação dos jovens através do esporte; e

– Fomentar o desenvolvimento das categorias de base do Rugby;

– Discutir estratégias de desenvolvimento do Alto Rendimento dentro dos clubes, federações e seleções nacionais.

Como algumas das atividades exercidas pelos membros da Comissão, podemos destacar: assessorar na tomada de decisões e na elaboração de documentos técnicos da CBRu, no que se refere à regulamento de competições e assuntos esportivos; participar das reuniões realizadas pela CBRu, incumbidos da aprovação de regulamentos das competições organizadas pela Confederação; examinar questões relativas aos Atletas de Rugby (educação e regras antidoping, direitos e deveres, treinamento, desenvolvimento da categoria de base, divulgação da modalidade etc); manter contato direto com a Comissão de Atletas do COB bem como com a Comissão Nacional de Atletas do Ministério do Esporte e órgãos afins; entre outras. A lista completa está no Regimento Interno da Comissão de Atletas.

A participação dos atletas de forma efetiva em suas respectivas Confederações é uma exigência da Lei Pelé, após alteração nos artigos 18 e 18-A em 2018. Entre as exigências estão: regras de transparência, garantias de representatividade das comissões de atletas, criação de conselhos fiscais entre outras.