ARTIGO COM VÍDEO – Após 7 anos e alguns vice-campeonatos, o Clermont finalmente ergueu um troféu. Foi o do TOP14, após vencer uma final emocionante contra o rico Toulon. O time do centro da França chegou à final como a segunda melhor campanha e após vencer uma final muito disputada em que os chutadores das duas equipes é que definiram o resultado final. A diferença de 6 pontos foi exatamente correspondente aos pontos desperdiçados por Anthony Belleau durante a partida: dois penais chutados na trave que mudariam o placar e o andamento da partida.

A partida iniciou com as equipes se estudando e o jogo estava equilibrado. Aos 6 minutos iniciou-se uma pressão do Clermont e ocorreu um penal por jogador do Toulon usar as mãos em ruck. Parra converteu os primeiros 3 pontos do jogo.

Pouco tempo depois, aos 9 minutos, a pressão trocou de lado, mas a recuperação da defesa do Clermont com Abendanon e saída rápida dos Jaunards que anotou um try com Alivereti Raka. Parra foi para a conversão e a executou bem. 10 x 0.

Após o try do Clermont, o jogo se equilibrou e ficou concentrado no meio de campo.

- Continua depois da publicidade -

Dez minutos depois do try de sua equipe, Parra converteu novo penal, desta vez quase do meio de campo. 13 x 0 para o Clermont.

Dois minutos depois, finalmente o Toulon marcou pontos. Aos 31 minutos, cobrança de penal com Anthony Belleau. Nesse momento 13 x 3 para o Clermont, que seguia com maior tempo de posse de bola.

Aos 33 minutos, Fritz Lee executa uma jogada perigosa: tackle alto. Não, não foi tackle alto, e sim uma gravata que desacordou o adversário. Isso gerou um início de confusão e, com o auxílio do TMO, Romain Poite aplicou cartão amarelo ao oitavo do Clermont.

Aproveitando-se da superioridade numérica, o Toulon rapidamente fez a bola ir de um lado ao outro da defesa até chegar à ponta com Joshua Tuisova que a apoiou no chão, anotando o primeiro try para o Toulon. Belleau converteu o try com um chute difícil da lateral. A diferença diminuía no placar: 13 x 10 para o Clermont.

Nova pressão do Clermont nos minutos finais da primeira etapa. Por atuação ilegal em ruck por parte do Toulon, um penal para os Jaunards foi marcado. Parra foi para os postes e converteu. Dando os números finais da primeira etapa: 16 x 10 para o Clermont.

O jogo recomeçou e as equipes muito firmes diante das jogadas. Penais e jogo travado. Em um deles, Belleau chutou aos postes e diminuiu para o Toulon. Neste momento, o placar refletia 16 x 13 para o Clermont. Dois minutos depois, novo penal, desta vez para o Clermont, causado por impedimento. Parra chutou e converteu. 19 x 13.

Aos 11 minutos, Toulon atacava. Pressionou dentro dos 10 metros e conseguiu um penal. Belleau foi para o chute e acertou o poste. Placar continuou 19 x 13 para o Clermont. Oito minutos depois, nova oportunidade para o Toulon, também em um penal. Belleau chutou e errou de novo. Acertou o poste novamente. Seguia 19 x 13 para o Clermont. Esses dois erros, custariam a partida para o Toulon.

Aos 22 minutos, um box kick de Parra provocou uma boa arrancada do Clermont que terminou num knock-on, facilitando a defesa do Toulon a afastar o perigo. Com o jogo equilibrado, a defesa do Clermont também anulava algumas jogadas do Toulon. Sua defesa bem postada e seus contra-rucks bem executados por Lee, impediam que o Toulon anotasse qualquer outro try.

Oito minutos depois, aos 30 minutos, penal frontal para o Toulon. Quase no meio campo, mas Belleau não perdeu. A diferença voltava a ser de 3 pontos. Mas, menos de um minuto depois, novo penal para o Clermont. Parra chutou e converteu. O placar passava para 22 x 16 para o Clermont.

A menos de 5 minutos do fim da partida, Clermont partiu para o pick-and-go para gastar o tempo, mas acabou criando boa oportunidade em um chute de Camille Lopez tentando encontrar o ponta. Belleau interceptou e iniciou contra-ataque que gerou novo turnover e o mesmo Lopez recebeu a bola e tentou o drop gol, sem sucesso.

No minuto final, pressão total do Toulon para encontrar o try que poderia virar o jogo. Mas a pressão não foi suficiente para bater a bem posta defesa do Clermont.

Com a vitória, o Clermont garantiu sua segunda conquista do TOP14 após ter conseguido a chancela de vice-campeão. Foram 11 vice-campeonatos franceses e 3 europeus. Para o Toulon, resta ficar mais um ano na luta pelo troféu que não conquista deste 2014, mesmo com altos investimentos na equipe.

 

 

TOP14 – Campeonato Francês

Final

clermont copy copy   22 versus copiar 16   Toulon copy

 

Clermont 22 x 16 Toulon

Árbitro: Romain Poite

 

Clermont

Try: Raka

Conversão: Parra

Penais: Parra (5)

15 Nick Abendanon, 14 David Strettle, 13 Damian Penaud, 12 Rémi Lamerat, 11 Alivereti Raka, 10 Camille Lopez, 9 Morgan Parra, 8 Fritz Lee, 7 Judicaël Cancoriet, 6 Damien Chouly (c), 5 Sitaleki Timani, 4 Arthur Iturria, 3 David Zirakashvili, 2 Benjamin Kayser, 1 Raphaël Chaume

 

Suplentes: 16 John Ulugia, 17 Etienne Falgoux, 18 Paul Jedrasiak, 19 Peceli Yato 20 Ludovic Radosavljevic, 21 Patricio Fernandez, 22 Aurélien Rougerie, 23 Aaron Jarvis

 

Toulon

Try: Tuisova

Conversão: Belleau

Penais: Belleau (3)

15 James O’Connor, 14 Josua Tuisova, 13 Mathieu Bastareaud, 12 Ma’a Nonu, 11 Drew Mitchell, 10 Anthony Belleau, 9 Sébastien Tillous-Borde, 8 Liam Gill, 7 Duane Vermeulen (c), 6 Juan Smith, 5 Romain Taofifenua, 4 Juandré Kruger, 3 Marcel Van der Merwe, 2 Guilhem Guirado, 1 Laurent Delboulbès
Suplentes: 16 Anthony Etrillard, 17 Xavier Chiocci, 18 Mamuka Gorgodze, 19 Juan Martín Fernandez Lobbe, 20 François Trinh-Duc, 21 Matt Giteau, 22 Eric Escande, 23 Levan Chilachava

 

Vencedores do Campeonato Francês

19 títulos – Toulouse
14 títulos- Stade Français
11 títulos- Béziers
9 títulos – Bordeaux
8 títulos – Agen e Lourdes
7 títulos – Perpignan
6 títulos- Racing
5 títulos- Biarritz
4 titulos – Castres e Toulon
3 títulos- Bayonne e Pau
2 títulos- Clermont, Lyon, Narbonne e Tarbes
1 título – Grenoble, Mont de Marsan, Montauban, Vienne, La Voulte, Carmaux, Quillan, FC Lyon (extinto) e Olympique de Pantin (extinto)

 

Campeões da era profissional

7 títulos – Toulouse
6 titulos – Stade Français
3 títulos – Biarritz
2 títulos – Clermont
1 titulo – Castres, Perpignan, Racing e Toulon