Diego Ormaechea no Mundial de 1999. Foto: World Rugby

O World Rugby anunciou ontem mais 5 ilustres nomes do rugby mundial que passarão a fazer parte do Hall da Fama da entidade, que agora conta com 148 homenageados. E com uma novidade sul-americana: o uruguaio Diego Ormaechea.

São eles:

– Richie McCaw (Nova Zelândia): terceira linha capitão dos All Blacks campeões mundiais de 2011 e 2015, melhor jogador do mundo em 2006, 2009 e 2010;

– Graham Henry (Nova Zelândia): treinador campeão do mundo com os All Blacks em 2011, quebrando o jejum histórico;

- Continua depois da publicidade -

– Shiggy Konno (Japão): grande figura do rugby japonês após a Segunda Guerra Mundial e presidente da federação japonesa de 1972 a 1994;

– Os du Randt (África do Sul): primeira linha sul-africano campeão do mundo em 1995 e 2007, sendo o único sul-africano com dois títulos mundiais;

– Peter Fatialofa (Samoa): pilar samoano que jogou os Mundiais de 1991 e 1995 (com Samoa avançando às quartas de final nos dois torneios). Foi um dos grandes nomes daquela geração;

– Diego Ormaechea (Uruguai): terceira linha uruguaio que capitaneou os Teros em sua estreia na Copa do Mundo, em 1999, detendo o recorde de atleta mais velho a jogar uma Copa do Mundo, com 40 anos, e a marcar um try no Mundial, na vitória uruguaia sobre a Espanha. Diego Ormaechea ainda foi o treinador que levou o Uruguai ao Mundial de 2003. Seu filho, Agustín Ormaechea, está no elenco uruguaio de 2019.