ARTIGO ATUALIZADO – O mês de grandes amistosos internacionais se encerra nesse sábado, dia 24, com rodada cheia envolvendo todos os 24 primeiros colocados do Ranking Mundial. Destaques: o superclássico entre Inglaterra e Austrália (valendo a chamada Cook Cup), Escócia contra Argentina, Itália versus Nova Zelândia, Gales diante da África do Sul, Irlanda e Estados Unidos, e França contra Fiji.

Antes, na sexta, tem Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019, com Canadá e Hong Kong jogando pela última vaga. Clique aqui para mais.

 

Cook Cup: alguém sairá cozido! Inglaterra ou Austrália

- Continua depois da publicidade -
  • Duas seleções sob suspeita. Inglaterra e Austrália farão um jogo de extrema rivalidade e quem perder irá para 2019, ano de Copa do Mundo, pressionado;
  • A Inglaterra parecia renascer quando venceu os Springboks e bateu de frente com os All Blacks, aliviando a pressão sobre o técnico Eddie Jones. O favoritismo contra a Austrália é dos ingleses certamente, mas o jogo ruim com o Japão lançou dúvidas novamente sobre a Rosa. Exatamente por isso uma derrota para os Wallabies pode ser muito nociva;
  • Os ingleses não terão os lesionados Jack Nowell e Chris Ashton e, com isso, Joe Cokanasiga garantiu lugar no XV titular na linha numa ponta, com Elliot Daly e Jonny May também no fundo. Owen Farrell segue de abertura ao lado de Ben Te’o e Henry Slade de centros;
  • Jamie George será o hooker titular, com Ben Moon e Kyle Sinckler de pilares. A grande vantagem inglesa poderá estar na segunda linha de Itoje e Lawes, enquanto Mark Wilson, Sam Underhill e Brad Shields formam uma terceira linha ascendente, bem falada após o jogo com os All Blacks;
  • A terceira linha inglesa preocupa os Wallabies, já que David Pocock está fora. Pete Samu entra em seu posto ao lado de Hooper e Dempsey. Já Sekope Kepu estará de volta àp rimeira linha;
  • Will Genia fará seu 100º jogo pela Austrália com a camisa 9 e fará dupla com o abertura Matt Toomua, que parece agora ser o preferido do técnico Michael Cheika, que não anda satisfeito com a posição. Bernard Foley será o camisa 12, com Kurtley Beale sendo cortado por opção do treinador. Problemas maiores parecem rondar uma frágil seleção australiana;

 

Para demonstrar força: Gales e África do Sul

  • Em apoio ao ídolo Gareth Thomas, que sofreu agressões homofóbicas nesta semana, Gales entrará em campo contra a África do Sul usando cadarços cor de rosa;
  • Gales vive um momento de confiança e tem a seu favor 3 vitórias consecutivas sobre os Springboks, que não derrotam os galeses desde as quartas de final da Copa do Mundo de 2015;
  • Depois de vencer bem Tonga, usando time misto, Warren Gatland trocou todo o time titular contra os Boks. Gales não terá Halfpenny, por concussão, com Liam Williams entrando de fullback, em seu 50º jogo pela seleção. Jonathan Davies fará dupla de centros com Hadleigh Parkes, ao passo que Gareth Anscombe e Gareth Davies serão a parelha de abertura e scrum-half;
  • A terceira linha galesa será forte, com Moriarty, Tipuric e Lydiate, ao passo que na segunda linha Alun Wyn Jones segue de capitão, ao lado agora do jovem Adam Beard, ainda invicto com a camisa de Gales após 6 jogos. Ken Owens terá a missão na primeira linha de colidir com Malcolm Marx;
  • A África do Sul, por sua vez, está confiante no time que venceu a Escócia e não efetuou nenhuma troca. Sem Faf De Klerk, Embrose Papier é o scrum-half titular mais uma vez;
  • O embate terá duelos dos mais interessantes. Mostert contra Alun Wyn Jones no lateral será de arrepiar, assim como e embate das terceiras linhas poderosas, com Duane Vermeulen, Pieter-Steph du Toit e o capitão Siya Kolisi sendo o trio sul-africano. Willie Le Roux contra Liam Williams no fundo também promete;
  • Jogo sem favoritos, mas Gales está invicto em casa neste ano e tem tal vantagem;

 

Para apagar más memórias: Argentina visita Escócia

  • A Argentina não emplacou jogando na Europa e Mario Ledesma tem a missão de fazer seu time voltar para casa ao menos com uma vitória sobre a Escócia, time que atropelou os Pumas na Argentina em junho – na despedida constrangedora do técnico Daniel Hourcade;
  • Os Pumas vão a Edimburgo com 3 mudanças: Matias Moroni volta ao time com a camisa 13, enquanto Rodrigo Bruni ganha vaga na terceira linha, movendo Guido Petti de volta para a segunda linha no posto de Alemanno.
  • A Argentina não vence a Escócia desde a Copa do Mundo de 2011, acumulando 4 derrotas desde então;
  • A Escócia fez boa apresentação apesar da derrota para os Springboks, mas agora está sendo cobrada: precisa vencer uma potência antes do Mundial. Mas Gregor Townsend mexeu bastante na configuração de seu time;
  • Stuart Hogg foi confirmado no time com a 15. Finn Russell jogará de 12 ao lado do destaque Huw Jones, o 13, e do 10 Adam Hastings, em teste bastante interessante. Greig Laidlaw segue de capitão com a 9. No pack, McInally foi para o banco, dando lugar ao hooker Fraser Brown;
  • Os escoceses prometem dar muita dor de cabeça à frágil defesa argentina, que tem um jogo crucial para provar evolução. Favoritismo parece do lado escocês no momento;

 

Desafios imensos para Itália, EUA e Fiji

  • A Itália receberá a Nova Zelândia e poucos acreditam em uma vitória dos Azzurri, ainda mais com os All Blacks sedentos por um desempenho perfeito após a derrota para a Irlanda. Conor O’Shea, fez apenas uma troca na Itália depois da derrota para a Austrália, na ponta, com a volta de Luca Sperandio;
  • Já Steve Hansen fez rodar o elenco dos All Blacks para a partida em Roma, com alterações em quase todas as posição. Mas Beauden Barrett permenceu como abertura, assim como o capitão Kieran Read. Vaea Fifita voltará a ter uma oportunidade na terceira linha, assim como Patrick Tuipulotu na segunda linha. Jordie Barrett é outra novidade importante na ponta;
  • Os Estados Unidos enfrentarão a poderosa Irlanda em Dublin e esperam apenas fazer um jogo de bom nível. O pilar Lamositele, do Saracens, o hooker Taufete’s, do Worcester, o segunda linha Paterson, do Glasgow, o centro Lasike, do Harlequins, e os pontas Brache, do Force, e o capitão Scully, do Cardiff Blues, são destaques;
  • Para o embate, a Irlanda teve time todo remodelado, dando oportunidades a mais atletas. O asa Rhys Ruddock será o capitão, enquanto Joey Carbery e John Cooney farão dupla de 10 e 9. Will Addison é cara nova com a 15, em seu 3º cap apenas;
  • Jogando de cadarços arco íris também, a França receberá Fiji e terá a obrigação de fazer um jogo inspirador, pensando na Copa do Mundo. Os Bleus venceram bem a Argentina e só terão 2 novidades no time desse sábado: Jacques Brunel apostará em Benjamin Fall como fullback, no lugar do lesionado Médard, enquanto o pilar Rabah Slimani volta a ser titular. O pilar Demba Bamba é novidade e pode debutar, saindo do banco;
  • Fiji não vem bem, demonstrando grande fragilidade defensiva. Mas atrás o time impressiona, com Tuisova pronto para jogar ao lado de Radradra – nomes tão bem conhecidos pelos franceses;

 

Uruguai se despede com desafio na Romênia

  • O sábado tem ainda mais 6 jogos. E o Uruguai é destaque visitando a Romênia, com ambos querendo provar muita coisa. O Uruguai jamais venceu os romenos e quer quebrar o tabu antes da Copa do Mundo, enquanto a Romênia ficou com o orgulho ferido ao ser desqualificada da Copa do Mundo, querendo provar que merecia estar lá;
  • Geórgia e Tonga farão batalha de famosos scrums em Tbilisi;
  • A Rússia terá um desafio imenso jogando em campo neutro, na Inglaterra, contra o Japão, em duelo que se repetirá na Copa do Mundo;
  • Samoa, que não vem bem, tentará recuperação visitando a Espanha, que jogará com muita gana tentando provar que deveria estar no Mundial;
  • Portugal também joga por seu orgulho contra outro time que vai à Copa do Mundo, a Namíbia. Os africanos perderam da Espanha e precisam recuperar confiança;
  • E Holanda e Suíça jogam pelo Rugby Europe Trophy (o “Six Nations B”), em jogo que interessa ao Brasil pelo Ranking Mundial;

 

Inglaterra e Irlanda fazem o clássico feminino da vez

  • 6 jogos ainda agitam o XV feminino mundial entre sábado e terça. O maior deles será sábado, com a Inglaterra, em alta, recebendo a Irlanda, em baixa;
  • Olhos para o Canadá também, que fará mais dois jogos na Europa. Primeiro, sábado, contra Gales, e depois terça, contra a Escócia. Favoritismo canadense em ambos;
  • A África do Sul se despede da importante gira pela Europa visitando a Itália no domingo, enquanto sábado Fiji e Samoa decidem o título do novo Oceania Women’s Championship, ao passo que Tonga e Papua Nova Guiné jogam pelo 3º lugar ineditamente;

 

*Horários de Brasília

Grandes jogos

Sábado, dia 24 de novembro

versus copiar

11h00 – Itália x Nova Zelândia, em Roma – ESPN2 AO VIVO

Árbitro: Andrew Brace (Irlanda)

Histórico: 13 jogos e 13 vitórias da Nova Zelândia. Último jogo: Itália 10 x 68 Nova Zelândia, em 2016 (amistoso);

Itália: 15 Jayden Hayward, 14 Tommaso Benvenuti, 13 Michele Campagnaro, 12 Tommaso Castello, 11 Luca Sperandio, 10 Tommaso Allan, 9 Tito Tebaldi, 8 Abraham Jurgens Steyn, 7 Jake Polledri, 6 Sebastian Negri, 5 Dean Budd, 4 Alessandro Zanni, 3 Simone Ferrari, 2 Leonardo Ghiraldini (c), 1 Andrea Lovotti;

Suplentes: 16 Luca Bigi, 17 Cherif Traore’, 18 Tiziano Pasquali, 19 Marco Fuser, 20 Johan Meyer, 21 Guglielmo Palazzani, 22 Luca Morisi, 23 Edoardo Padovani;

Nova Zelândia: 15 Damian McKenzie, 14 Jordie Barrett, 13 Anton Lienert-Brown, 12 Ngani Laumape, 11 Waisake Naholo, 10 Beauden Barrett, 9 TJ Perenara, 8 Kieran Read (c), 7 Ardie Savea, 6 Vaea Fifita, 5 Scott Barrett, 4 Patrick Tuipulotu, 3 Nepo Laulala, 2 Dane Coles, 1 Ofa Tuungafasi;

Suplentes: 16 Nathan Harris, 17 Karl Tu’inukuafe, 18 Angus Ta’avao, 19 Brodie Retallick, 20 Dalton Papalii, 21 Te Toiroa Tahuriorangi, 22 Richie Mo’unga, 23 Rieko Ioane;

 

versus copiar

12h30 – Escócia x Argentina, em Edimburgo – Watch ESPN AO VIVO

Árbitro: Paul Wiliams (Nova Zelândia)

Histórico: 17 jogos, 9 vitórias da Argentina e 8 vitórias da Escócia. Último jogo: Argentina 15 x 44 Escócia, em 2018 (amistoso);

Escócia: 15 Stuart Hogg, 14 Blair Kinghorn, 13 Huw Jones, 12 Finn Russell, 11 Sean Maitland, 10 Adam Hastings, 9 Greig Laidlaw (c), 8 Josh Strauss, 7 Hamish Watson, 6 Jamie Ritchie, 5 Jonny Gray, 4 Grant Gilchrist, 3 Simon Berghan, 2 Fraser Brown, 1 Allan Dell;

Suplentes: 16 Stuart McInally, 17 Alex Allan, 18 WP Nel, 19 Sam Skinner, 20 Ryan Wilson, 21 George Horne, 22 Alex Dunbar, 23 Byron McGuigan;

Argentina: 15 Emiliano Boffelli, 14 Bautista Delguy, 13 Matias Moroni, 12 Jeronimo De La Fuente, 11 Ramiro Moyano, 10 Nicolas Sanchez, 9 Gonzalo Bertranou, 8 Javier Ortega Desio, 7 Rodrigo Bruni, 6 Pablo Matera (c), 5 Tomas Lavanini, 4 Guido Petti, 3 Santiago Medrano, 2 Augustin Creevy, 1 Santiago Garcia Botta;

Suplentes: 16 Julian Montoya, 17 Juan Pablo Zeiss, 18 Lucio Sordoni, 19 Matias Alemanno, 20 Tomas Lezana, 21 Martin Landajo, 22 Matias Orlando, 23 Sebastián Cancelliere;

 

versus copiar

13h00 – Inglaterra x Austrália, em Londres – Watch ESPN AO VIVO

Árbitro: Jaco Peyper (África do Sul)

Histórico: 49 jogos, 25 vitórias da Austrália e 23 vitórias da Inglaterra. Último jogo: Inglaterra 30 x 06 Austrália, em 2017 (amistoso);

Inglaterra: 15 Elliot Daly, 14 Joe Cokanasiga, 13 Henry Slade, 12 Ben Te’o, 11 Jonny May, 10 Owen Farrell (c), 9 Ben Youngs, 8 Mark Wilson, 7 Sam Underhill, 6 Brad Shields, 5 Courtney Lawes, 4 Maro Itoje, 3 Kyle Sinckler, 2 Jamie George, 1 Ben Moon;

Suplentes: 16 Dylan Hartley, 17 Alec Hepburn, 18 Harry Williams, 19 Charlie Ewels, 20 Nathan Hughes, 21 Richard Wigglesworth, 22 George Ford, 23 Manu Tuilagi;

Austrália: 15 Israel Folau, 14 Dane Haylett-Petty, 13 Samu Kerevi, 12 Bernard Foley, 11 Jack Maddocks, 10 Matt Toomua, 9 Will Genia, 8 Pete Samu, 7 Michael Hooper (c), 6 Jack Dempsey, 5 Adam Coleman, 4 Izack Rodda, 3 Sekope Kepu, 2 Tolu Latu, 1 Scott Sio;

Suplentes: 16 Tatafu Polota-Nau, 17 Jermaine Ainsley, 18 Allan Alaalatoa, 19 Rob Simmons, 20 Ned Hanigan, 21 Nick Phipps, 22 Sefa Naivalu, 23 Marika Koroibete;

 

versus copiar

15h20 – Gales x África do Sul, em Cardiff – Watch ESPN AO VIVO

Árbitro: Luke Pearce (Inglaterra)

Histórico: 34 jogos, 28 vitórias da África do Sul, 5 vitórias de Gales e 1 empate. Último jogo: África do Sul 20 x 22 Gales, em 2018 (amistoso);

Gales: 15 Liam Williams, 14 George North, 13 Jonathan Davies, 12 Hadleigh Parkes, 11 Josh Adams, 10 Gareth Anscombe, 9 Gareth Davies, 8 Ross Moriarty, 7 Justin Tipuric, 6 Dan Lydiate, 5 Alun Wyn Jones (c), 4 Adam Beard, 3 Tomas Francis, 2 Ken Owens, 1 Nicky Smith;

Suplentes: 16 Elliot Dee, 17 Rob Evans, 18 Dillon Lewis, 19 Cory Hill, 20 Ellis Jenkins, 21 Tomos Williams, 22 Dan Biggar, 23 Owen Watkin;

África do Sul: 15 Willie le Roux, 14 Sbu Nkosi, 13 Jesse Kriel, 12 Damian de Allende, 11 Aphiwe Dyantyi, 10 Handré Pollard, 9 Embrose Papier, 8 Duane Vermeulen, 7 Pieter-Steph du Toit, 6 Siya Kolisi (c), 5 Franco Mostert, 4 RG Snyman, 3 Frans Malherbe, 2 Malcolm Marx, 1 Steven Kitshoff;

Suplentes: 16 Bongi Mbonambi, 17 Thomas du Toit, 18 Vincent Koch, 19 Eben Etzebeth, 20 Francois Louw, 21 Ivan van Zyl, 22 Elton Jantjies, 23 Cheslin Kolbe;

 

versus copiar

16h00 – Irlanda x Estados Unidos, em Dublin – Watch ESPN AO VIVO

Árbitro: Ben O’Keefe (Nova Zelândia)

Histórico: 9 jogos e 9 vitórias da Irlanda. Último jogo: Estados Unidos 19 x 55 Irlanda, em 2017 (amistoso);

Irlanda: 15 Will Addison, 14 Andrew Conway, 13 Garry Ringrose, 12 Stuart McCloskey, 11 Darren Sweetnam, 10 Joey Carbery, 9 John Cooney, 8 Jack Conan, 7 Jordi Murphy, 6 Rhys
Ruddock (c), 5 Iain Henderson, 4 Tadhg Beirne, 3 Finlay Bealham, 2 Niall Scannell, 1 Dave Kilcoyne;

Suplentes: 16 Rob Herring, 17 Cian Healy, 18 John Ryan, 19 Quinn Roux, 20 Josh van der Flier, 21 Luke McGrath, 22 Ross Byrne, 23 Sam Arnold

Estados Unidos: 15 Will Hooley, 14 Blaine Scully (c), 13 Bryce Campbell, 12 Paul Lasike, 11 Marcel Brache, 10 Will Magie, 9 Shaun Davies, 8 Cam Dolan, 7 Hanco Germishuys, 6 John Quill, 5 Nick Civetta, 4 Greg Peterson, 3 Paul Mullen, 2 Joe Taufete’e, 1 Titi Lamositele;

Suplentes: 16 Dylan Fawsitt, 17 Chance Wenglewski, 18 Dino Waldren, 19 Samu Manoa, 20 David Tameilau, 21 Ruben de Haas, 22 Gannon Moore, 23 Ryan Matyas;

 

versus copiar

18h05 – França x Fiji, em Paris – ESPN e TV5 AO VIVO

Árbitro: Matthew Carley (Inglaterra)

Histórico: 9 jogos e 9 vitórias da França. Último jogo: França 40 x 15 Fiji, em 2014 (amistoso);

França: 15 Benjamin Fall, 14 Teddy Thomas, 13 Mathieu Bastareaud, 12 Gael Fickou, 11 Yoann Huget, 10 Camille Lopez, 9 Baptiste Serin, 8 Louis Picamoles, 7 Artur Iturria, 6 Wenceslas Lauret, 5 Yoan Maestri, 4 Sebastien Vahaamahina, 3 Rabah Slimani, 2 Guilhem Guirado (c), 1 Jefferson Poirot;

Suplentes: 16 Julien Marchand, 17 Dany Priso, 18 Demba Bamba, 19 Felix Lambey, 20 Kélian Galletier, 21 Antoine Dupont, 22 Anthony Belleau, 23 Geoffrey Doumayrou;

Fiji: 15 Metuisela Talebula, 14 Josua Tuisova, 13 Semi Radradra, 12 Jale Vatabua, 11 Vereniki Goneva, 10 Ben Volavola, 9 Frank Lomani, 8 Viliame Mata, 7 Peceli Yato, 6 Dominiko Waqaniburotu (c), 5 Leone Nakarawa, 4 Tevita Cavubati, 3 Manasa Saulo, 2 Sam Matavesi, 1 Campese Maafu;

Suplentes: 16 Mesulame Dolokoto, 17 Eroni Mawi, 18 Kalivati Tawake, 19 Albert Tuisue, 20 Semi Kunatani, 21 Henry Seniloli, 22 Alivereti Veitokani, 23 Eroni Sau;

 

Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019

Sexta-feira, dia 23 de novembro

versus copiar

15h00 – Quênia x Alemanha, em Marselha (França) – World Rugby TV AO VIVO

Árbitro: Angus Gardner (Austrália)

Histórico: 1 jogo e 1 vitória da Alemanha, em 2017, 30 x 29 (amistoso);

 

versus copiarhong kong rfu logo

18h00 – Canadá x Hong Kong, em Marselha (França) – World Rugby TV AO VIVO

Árbitro: Romain Poite (França)

Histórico: 6 jogos, 5 vitórias do Canadá e 1 vitória de Hong Kong. Último jogo: Canadá 38 x 12 Hong Kong, em 1998 (Pacifc Rim Cup);

 

Outros jogos

Sábado, dia 24 de novembro

versus copiar

10h00 – Romênia x Uruguai, em Bucareste – World Rugby TV AO VIVO

Árbitro: Ben Whitehouse (Gales)

Histórico: 8 jogos, 7 vitórias da Romênia e 1 empate. Último jogo: Romênia 36 x 10 Uruguai, em 2016 (amistoso);

 

versus copiar

12h00 – Geórgia x Tonga, em Tbilisi

Árbitro: Mathieu Raynal (França)

Histórico: 6 jogos, 4 vitórias da Geórgia e 2 vitórias de Tonga. Último jogo: Tonga 15 x 16 Geórgia, em 2018 (Copa das Nações do Pacífico);

 

versus copiar

12h00 – Japão x Rússia, em Gloucester (Inglaterra) – World Rugby TV AO VIVO

Árbitro: Jérôme Garcès (França)

Histórico: 5 jogos, 4 vitórias do Japão e 1 vitória da Rússia. Último jogo: Rússia 13 x 40 Japão, em 2013 (amistoso);

 

versus copiar

12h00 – Holanda x Suíça, em Amsterdã –  Rugby Europe Trophy Rugby Europe TV AO VIVO

Histórico: 6 jogos, 4 vitórias da Holanda e 1 empate. Último jogo: Suíça 27 x 30 Holanda, em 2017 (Rugby Europe Trophy);

 

versus copiar

12h45 – Espanha x Samoa, em Madri

Árbitro: Frank Murphy (Irlanda)

Histórico: nunca se enfrentaram;

 

versus copiarnamibia logo copy copy

13h00 – Portugal x Namíbia, em Coimbra

Árbitro: Mike Adamson (Inglaterra)

Histórico: 7 jogos, 5 vitórias da Namíbia e 2 vitórias de Portugal. Último jogo: Portugal 29 x 20 Namíbia, em 2014 (amistoso);

 

Feminino

Sábado, dia 24 de novembro

versus copiar

09h30 – Gales x Canadá, em Cardiff

Histórico: 10 jogos, 6 vitórias do Canadá, 2 vitórias de Gales e 2 empate. Último jogo: Canadá 52 x 00 Gales, em 2017 (Copa do Mundo Feminina);

 

versus copiar

11h00 – Papua Nova Guiné x Tonga, em Lautoka (Fiji) – Oceania Women’s Championship

Histórico: nunca se enfrentaram;

 

versus copiar

13h00 – Fiji x Samoa, em Lautoka – Oceania Women’s Championship

Histórico: 1 jogo e 1 vitória de Samoa, 27 x 15, em 2006 (Pacific Women’s Tri Nations);

 

versus copiar

15h40 – Inglaterra x Irlanda, em Londres – England Rugby TV AO VIVO

Histórico: 26 jogos, 24 vitórias da Inglaterra e 2 vitórias da Irlanda. Último jogo: Inglaterra 33 x 11 Irlanda, em 2018 (Six Nations Feminino);

 

Domingo, dia 25 de novembro

versus copiar

11h30 – Itália x África do Sul, em Prato

Histórico: nunca se enfrentaram;

 

Terça-feira, dia 27 de novembro

versus copiar

17h00 – Escócia x Canadá, em Glasgow

Histórico: 6 jogos, 5 vitórias do Canadá e 1 vitória da Escócia. Último jogo: Canadá 41 x 00 Escócia, em 2010 (Copa do Mundo Feminina);